Observatório Bíblico

Sábado, Dezembro 26, 2009

Morreu o teólogo Edward Schillebeeckx

Edward Schillebeeckx (1914-2009), um dos maiores teólogos do século XX
"Faleceu nesta quarta-feira, 23/12/2009, em Nijmegen, Holanda, aos 95 anos de idade, o teólogo dominicano Edward Schillebeeck. Conhecido internacionalmente, ele é seguramente um dos teólogos mais importantes do último século, não só pela amplidão e abrangência de sua obra e pela influência de seu pensamento, mas também por ter protagonizado um modo novo de fazer teologia: ele se distingue como um dos primeiros, senão o primeiro, [entre os] teólogos dogmáticos católicos do século XX a incorporar em sua teologia o resultado dos estudos bíblicos dos dois últimos séculos. Veja a seguir alguns dados biográficos elaborados por Cleusa Maria Andreatta".

Fonte: Notícias - IHU On-Line: 26/12/2009


Muere Edward Schillebeeckx, teólogo en la frontera
Nacido en 1914, fue una de las personalidades más influyentes en la renovación del cristianismo durante la segunda mitad del siglo XX.

"El 23 de diciembre murió, a los 95 años, Edward Schillebeeckx, el teólogo católico más prestigioso del siglo XX, junto con Karl Rahner, y una de las personalidades más influyentes en la renovación del cristianismo durante toda la segunda mitad del siglo pasado. Ha sido protagonista en los momentos más importantes de la historia reciente de la teología, de la vida de la Iglesia holandesa y de la Iglesia católica..."

Fonte: El País - Por Juan José Tamayo: 25/12/2009

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Dezembro 15, 2009

Faleceu Dom Arnaldo Ribeiro (1930 - 2009)

"A Arquidiocese de Ribeirão Preto com pesar, informa o falecimento nesta manhã, dia 15, às 8h30, no Hospital Madre Teresa, em Belo Horizonte, MG, do arcebispo emérito de Ribeirão Preto, Dom Arnaldo Ribeiro.

O corpo será velado em Belo Horizonte, MG, até a tarde de quarta-feira, dia 16 de dezembro, seguindo à noite para Ribeirão Preto. Da noite da quarta-feira, dia 16, até sexta-feira, dia 18, será velado na Catedral Metropolitana de São Sebastião, onde será celebrada a Missa de corpo presente, às 9 horas, seguido de sepultamento" (da página da Arquidiocese de Ribeirão Preto).

Dom Arnaldo foi nomeado arcebispo da Arquidiocese de Ribeirão Preto em 28 de dezembro de 1988, tendo tomado posse no dia 4 de março de 1989. Tornou-se emérito em 2006.

Leia a biografia completa de Dom Arnaldo na página da Arquidiocese de Ribeirão Preto.

A nota da CNBB:
Morre dom Arnaldo Ribeiro, arcebispo emérito de Ribeirão Preto - 15/12/2009 11:40:18
Faleceu, às 8:30h da manhã de hoje, 15, de falência múltipla dos órgãos, no Hospital Madre Teresa, em Belo Horizonte (MG), o arcebispo emérito de Ribeirão Preto (SP), dom Arnaldo Ribeiro. O corpo será velado em Belo Horizonte, até a tarde de quarta-feira, 16, seguindo à noite para Ribeirão Preto. De quarta-feira, dia 16, até sexta-feira, dia 18, será velado na Catedral Metropolitana de São Sebastião, onde será celebrada a Missa de corpo presente, às 9 horas, seguido de sepultamento. Segundo o arcebispo de Ribeirão Preto, dom Joviano de Lima Júnior, o arcebispo emérito esteve internado por muito tempo, com problemas cardíacos, de diabetes, entre outros, chegando a ficar em coma por vários dias, culminando, hoje, com a morte do emérito. Dom Arnaldo Ribeiro nasceu em Belo Horizonte, em 7 de janeiro de 1930, filho de Gastão Severo Ribeiro e de Florentina Ferraz Ribeiro. Em 1948, foi enviado a Roma, onde, na Universidade Gregoriana, cursou filosofia e teologia, concluindo-as em 1954... Foi eleito arcebispo metropolitano de Ribeirão Preto, em 28 de dezembro de 1988, e sua posse se deu a 04 de março de 1989, cumprindo sua função até 2006, quando se tornou arcebispo emérito.

Leia o texto completo na página da CNBB.


Na página da Arquidiocese de Belo Horizonte leio:
"Faleceu hoje, dia 15 de dezembro, o Arcebispo Emérito de Ribeirão Preto (SP), Dom Arnaldo Ribeiro. Dom Walmor Oliveira de Azevedo, Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte, expressa sua solidariedade aos familiares e amigos de Dom Arnaldo Ribeiro e à Arquidiocese de Ribeirão Preto. O velório será realizado nos dias 15 e 16 de dezembro, na Paróquia Nossa Senhora das Dores - Rua Silva Jardim, 100 - Floresta – telefones (31) 3222-6972/3224-6275. Hoje, o Cardeal Dom Serafim celebrará a missa de corpo presente, às 19 horas, e Dom Aloísio Vitral, às 22 horas. Amanhã, dia 16, as celebrações serão feitas por Dom José Maria Pires - Arcebispo Emérito de João Pessoa, às 8 horas, por Dom Geraldo Vieira Gusmão - Bispo Emérito de Porto Nacional, às 9 horas, e por Dom Walmor Oliveira de Azevedo, às 13 horas. O corpo de Dom Arnaldo Ribeiro seguirá esta quarta-feira, dia 16, para Ribeirão Preto (SP) com previsão de chegada às 16h30. Na Catedral Metropolitana de São Sebastião ele será velado até sexta-feira, dia 18, pela manhã. O sepultamento será realizado logo após a Celebração Eucarística marcada para as 9 horas. Dom Arnaldo Ribeiro nasceu em Belo Horizonte (MG), no dia 7 de janeiro de 1930, e aos onze anos de idade ingressou no Seminário Provincial Coração Eucarístico de Jesus. Com seus estudos parcialmente concluídos, em 1948 foi cursar Filosofia e Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana, em Roma, onde permaneceu vários anos e foi ordenado padre na Basílica de São João do Latrão, no dia 13 de março de 1954. De volta ao Brasil, foi Capelão do Hospital Vera Cruz e, posteriormente, Reitor no mesmo Seminário que havia frequentado em Belo Horizonte. Ordenado Bispo na Matriz de Nossa Senhora das Dores, no dia 27 de dezembro de 1975, foi nomeado Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte. Coordenou as atividades da Comissão de organização da vinda de Sua Santidade o Papa João Paulo II ao Brasil, em 1980. No dia 4 de março de 1989, em Missa solene realizada no Ginásio da Cava do Bosque para aproximadamente 10 mil pessoas, Dom Arnaldo assumiu a Arquidiocese de Ribeirão Preto, em São Paulo, onde, imprimiu uma dinâmica pessoal e sempre fiel ao seu lema 'Preparar os Caminhos para o Senhor'. Durante seu ministério em Ribeirão Preto ordenou mais de 100 presbíteros e trabalhou para incentivar as vocações sacerdotais. Em 2006, ele renunciou à Arquidiocese de Ribeirão Preto e foi sucedido por Dom Joviano de Lima Júnior tornando-se Arcebispo Emérito da mesma Arquidiocese. No dia 21 de janeiro de 2007, na Solenidade de São Sebastião, foi homenageado na Catedral Metropolitana de São Sebastião, em Ribeirão Preto".

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Novembro 06, 2009

Claude Lévi-Strauss: 1908-2009

:: Claude Lévi-Strauss na biblioblogosfera

:: Claude Lévi-Strauss na blogosfera

:: La Lettre du Collège de France: Claude Lévi-Strauss - Centième anniversaire - Novembre 2008

:: Colloque Claude Lévi-Strauss, un parcours dans le siècle

:: Claude Lévi-Strauss no YouTube

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Outubro 29, 2009

Milton Kenan foi nomeado bispo

Milton Kenan Júnior, meu ex-aluno no CEARP, foi nomeado, ontem, bispo auxiliar da Arquidiocese de São Paulo.

Milton Kenan, 46, da Diocese de Jaboticabal, é pároco da paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Bebedouro, SP.

Parabéns Milton e sucesso em seu novo ministério!

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Outubro 24, 2009

José Luiz do Prado comemora 50 anos de ministério

José Luiz Gonzaga do Prado está comemorando 50 anos de ministério presbiteral.

A Paróquia Santa Rita, da Diocese de Guaxupé, em Nova Resende, MG, está convidando comunidades e amigos para a comemoração jubilar de José Luiz Gonzaga do Prado, amanhã, dia 25 de outubro de 2009, às 19h00, na Igreja Matriz.

José Luiz Gonzaga do Prado é Mestre em Ciências Bíblicas pelo Pontifício Instituto Bíblico, Roma, Itália. Autor de vários livros e artigos, José Luiz é, também, um exímio tradutor da Bíblia.

Professor de Línguas Bíblicas e Novo Testamento no CEARP, José Luiz faz parte do grupo dos "Biblistas Mineiros", que se reúne em Belo Horizonte e escreve regularmente para a revista Estudos Bíblicos.

Leia aqui um artigo de José Luiz G. do Prado sobre Paulo, publicado em Estudos Bíblicos n. 78.

Parabéns José Luiz.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Setembro 22, 2009

O profeta Helder Câmara

Como homenagear um profeta?

Por Carlo Tursi - Teólogo

"Incomodado. Indignado. Até envergonhado. Talvez estas palavras exprimam um pouco como venho me sentindo ao longo deste ano em que estamos comemorando o centenário de nascimento de Dom Helder Camara (1909-2009). É que a forma convencional de nossas homenagens prestadas - até agora - não me parece fazer jus a este grande pastor e profeta fortalezense, que brilhou para o Brasil e o mundo como arcebispo de Olinda e Recife (1964-1985), promovendo os pobres e defendendo os perseguidos pela ditadura. Por parte da Igreja, apenas o óbvio (...) Por parte da sociedade civil e política (...) Vem aí uma outra forma de homenagear o 'Dom da Paz': a Semana Dom Helder Camara (26 de setembro a 02 de outubro), idealizada por um punhado de cristãos críticos que se autodenominam 'O GRUPO'. Seu principal enunciado: Dom Helder vive! Lugar de lhe prestar homenagem não é, absolutamente, o cemitério, e o material adequado para isso não é o bronze, o gesso, nem as flores! O lugar correto de lhe prestar homenagem é no meio dos movimentos cristãos e cívico-humanistas que lutam pela transformação da realidade brasileira, que denunciam (...) Alguém interessado neste tipo de homenagem? Então, há de conferir o evento de abertura da Semana, a se realizar no teatro do Centro Cultural Dragão do Mar, dia 26 de setembro, às 19:00 h, com a projeção do documentário 'Dom Helder, o santo rebelde', seguida de debate com a platéia. A Semana prosseguirá com um ciclo de conferências e debates, no colégio Santo Tomás de Aquino, sempre às 19:00 h, e culminará em uma caminhada de sensibilização e despertar cívico-cristão pelo centro de Fortaleza, no dia 02 de outubro, às 15:00 h, a partir da praça da Igreja do Carmo".

Leia o texto completo.

Fonte: Adital: 21/09/2009

O texto pode ser lido também no blog Semana Dom Helder Câmara, em postagem com o mesmo título e a mesma data.

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Agosto 16, 2009

Seminário em memória de Frei Tito

Seminário homenageia memória de Frei Tito de Alencar nos 35 anos de sua morte

Na semana em que completa 35 anos da morte do religioso dominicano, Frei Tito de Alencar Lima, a cidade de Barbalha, na região do Cariri, Ceará, realiza o I Seminário Frei Tito de Alencar: Vida e Obra, em que homenageia a memória do mártir cearense. O evento será realizado na próxima quarta-feira, 19, no auditório do Sindicato dos Trabalhadores Rurais da cidade de Barbalha, a partir das 19h. A iniciativa é da Secretaria de Cultura e Turismo da cidade e conta com Parceria do Instituto Frei Tito, Universidade Regional do Cariri (Urca) e Diocese do Crato (CE). O seminário é aberto ao público e apresentará palestras e debates. Um dos principais momentos acontece na mesa de debate que relata a vida e a obra do frei dominicano, com as temáticas: Igreja, Família e História. A pedagoga e coordenadora do Instituto Frei Tito, Lúcia Rodrigues Alencar Lima, sobrinha do religioso, é uma das palestrantes. Símbolo de luta pelos direitos humanos, militando desde a juventude quando ainda era estudante, Frei Tito foi morar na capital pernambucana, Recife, quando assumiu a direção da Juventude Estudantil Católica em 1963. Cinco anos depois, em outubro de 1968, ele foi preso por participar ativamente de um congresso clandestino da União Nacional dos Estudantes em Ibiúna (SP). O frei foi duramente perseguido pelos militares durante o período da ditadura, sendo torturado nos porões da então chamada Operação Bandeirantes. Entre as freqüentes seções de tortura, Tito relatou em carta tudo o que lhe acontecia, denunciando a crueldade da repressão militar. O documento ficou conhecido mundialmente relatando o que acontecia em território brasileiro. Desde então, Frei Tito ficou marcado como símbolo da luta em defesa dos direitos humanos. Mas a traumática experiência deixou seqüelas. O religioso sofreu o resto dos seus dias com as lembranças da tortura, que nem um tratamento psiquiátrico conseguiu apagar. Frei Tito foi encontrado morto, suspenso por uma corda amarrada num galho de árvore, em Lyon, na França, em 10 de agosto de 1974.

Fonte: Adital: 14/08/2009

Convivi com Frei Tito em Roma, quando, a caminho da França, ele ficou hospedado, por alguns dias, no Colégio Pio Brasileiro, onde eu, estudante de Bíblia na época, morava. Quando chegou ao Pio Brasileiro a notícia de sua morte, ficamos muito consternados.

Leia Mais:
Semana relembra a figura de Frei Tito - Notícias - IHU On-Line: 12/08/2009
"Vocês vão ver que é um filme muito forte". A atuação dos dominicanos contra a ditadura pós-1964 - Notícias - IHU On-Line: 09/02/2007

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Julho 02, 2009

Morreu Martin Hengel

Martin Hengel, renomado pesquisador do Novo Testamento, morreu hoje aos 82 anos. Hengel era professor emérito da Universidade de Tübingen, na Alemanha.

Acabei de ver a notícia, por isso ainda não conheço os detalhes. Mas sei que está por todo lado na blogosfera. Certamente é uma perda que provoca grande impacto no meio acadêmico bíblico.

Recomendo, por isso, ler aqui, aqui e aqui.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Junho 23, 2009

Benjamim Carreira: 4 anos

Homenagem a Benjamim

Benjamim partiu na manhã de 23 de junho de 2005.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Junho 06, 2009

Air France voo 447

O avião
Por Dom Demétrio Valentini, bispo de Jales, SP
(...) todos os acidentes com aviões repercutem de maneira especial em nosso subconsciente. Porque o avião é o símbolo de um sonho acalentado desde os primórdios da humanidade, e acolhido no íntimo de cada pessoa humana. O sonho de voar, e superar os limites humanos. Desde meninos, temos inveja dos pássaros, e sonhamos também nós alçar vôo. Qual a criança que já não se imaginou voando, de braços abertos, pairando livre no ar, vencendo a atração da gravidade? Cada desastre de avião é uma frustração deste sonho acalentado por todos. Uma derrota de nossa utopia de liberdade e de transcendência. Por isto, os desastres de avião repercutem mais do que os outros. Eles são uma afronta à aspiração mais simbólica e mais arrojada de nossa condição humana: superar os condicionamentos físicos, que cerceiam nosso sonho de infinitude...

Fonte: Adital: sábado, 06 de junho de 2009

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Fevereiro 28, 2009

Entrevista de Thomas L. Thompson

Por ocasião de sua aposentadoria, Thomas L. Thompson, Professor no Instituto de Exegese Bíblica da Universidade de Copenhague, Dinamarca, deu uma entrevista a Jim West, que a publicou hoje em seu blog.

Assim começa Jim:
On the occasion of his retirement, I asked Professor Thompson a few questions and those questions and his answers follow...

Leia Thomas Thompson: The Interview.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Fevereiro 18, 2009

PIB: 1909-2009

Fondato il 7 maggio 1909 dal papa Pio X con la lettera Apostolica Vinea Electa, il Pontificio Istituto Biblico festeggia nel 2009 il Centenario della sua fondazione. L'Istituto celebrerà questo evento con varie iniziative.

Veja o programa da comemoração do Centenário do Pontifício Instituto Bíblico de Roma.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Fevereiro 07, 2009

Hoje é o Dia do "Dom": Helder Câmara

No dia 7 de fevereiro de 2008 foram iniciadas as atividades do Centenário de Dom Helder Câmara, Arcebispo de Olinda e Recife, nascido no dia 7 de fevereiro de 1909 e falecido em 1999.

Hoje é o Dia do "Dom".

Já muito debilitado, um dia ele sussurrou a um amigo: "Não deixe cair a profecia"!

Dom Helder, pastor da libertação em terras de muita pobreza
Ao se completarem os 100 anos de nascimento de Dom Helder Câmara, neste sábado, 07 de fevereiro [de 2009], a Igreja do Brasil tem muito a agradecer e a se inspirar na vida e na obra do querido “Dom”, como ficou conhecido. Nesta entrevista especial, concedida por e-mail à IHU On-Line, padre José Oscar Beozzo, um dos maiores historiadores da Igreja na América Latina, comenta alguns traços da vida do grande arcebispo de Olinda e Recife, um dos fundadores da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Para Beozzo, os leigos e as leigas foram os “mestres de vida” de Dom Helder “para a atuação no mundo e para uma espiritualidade longe dos ranços clericais”. O Recife e o Nordeste, segundo o coordenador-geral do Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular (Cesep), tornaram-se “sua trincheira de onde fala ao Brasil, mas também à América Latina e ao mundo”. E analisa ainda a atuação internacional de Dom Helder, especialmente durante o Concílio Vaticano II, no qual, mesmo nunca tendo falado na Aula Conciliar, “tornou-se um dos mais ouvidos e respeitados padres conciliares”. José Oscar Beozzo é padre e teólogo, com mestrado em Sociologia da Religião, pela Université Catholique de Louvain (Bélgica) e doutorado em História Social, pela Universidade de São Paulo (USP)...

Leia a entrevista.

Leia Mais:
D. Hélder Câmara, ‘Irmão dos pobres e meu irmão’ - Notícias - IHU On-Line: 07/02/2009
Dom Helder e o Pacto das Catacumbas - Notícias - IHU On-Line: 07/02/2009
Homenagens ao 'Profeta da Paz' no centenário de seu nascimento - Notícias - IHU On-Line: 07/02/2009 - CNBB: 05/02/2009 - 14:21:27
O Concílio de Dom Helder - Notícias - IHU On-Line: 17/05/2008
O legado de Dom Helder: uma igreja solidária com as grandes causas do povo. Entrevista com Dom Marcelo Carvalheira - Notícias - IHU On-Line: 07/02/2009

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Novembro 06, 2008

Ivo Storniolo: 1944-2008

Só fiquei sabendo hoje, com mais de um mês de atraso: Ivo Storniolo, biblista, meu colega em Roma na década de 70, faleceu no dia 18 de setembro de 2008.

Leia as notas da Diocese de Limeira e da Diocese de São Carlos.

Ivo Storniolo nasceu em Ibitinga, SP, em 1944. Era Mestre em Sagrada Escritura pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma.

Foi coordenador da tradução, revisor exegético e um dos tradutores de A Bíblia de Jerusalém em língua portuguesa e era membro da equipe dos tradutores-redatores da Bíblia Sagrada - Edição Pastoral.

Foi professor de Bíblia na Faculdade de Teologia N. S. da Assunção, no ITESP e na FTCR da PUC-Campinas.

Por vários anos redigiu os Roteiros Homiléticos da Revista Vida Pastoral, na qual colaborou como membro da Equipe de Redação durante décadas.

Publicou pela Paulus, entre outros, vários volumes da coleção Como ler a Bíblia. Foi também coordenador da coleção Amor e Psique, publicada pela mesma editora.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Setembro 24, 2008

Homenagem a Carlos Mesters

Frei Carlos Mesters recebe homenagem da ABIB
O tema do Congresso foi Jesus e as tradições do antigo Israel, e Frei Carlos ministrou a palestra final sobre Jesus e a tradição sapiencial. Logo após a sua fala e "a excelente e ponderada reação de Maria Antônia Marques (Centro Bíblico Verbo)" iniciaram-se as homenagens a Frei Carlos e também a Archibald Mulford Woodruff, professor de Bíblia no Seminário da IPI (Igreja Presbiteriana Independente) em São Paulo e na Universidade Metodista em São Bernardo do Campo, contou Monika. O membro do CEBI e da comissão organizadora do Congresso, Rafael Rodrigues, dirigiu o ato que foi organizado pelo CEBI Grande São Paulo, sob coordenação de Monika Ottermann, que também é membro da Diretoria Nacional da ABIB. Durante a homenagem a frei Carlos, foram lembradas a dura realidade de vida de muitas pessoas que encontram na leitura popular da Bíblia sua força para lutar e, principalmente, a metáfora do "Varal da Vida" (título do número 218/219 da série "A Palavra na Vida", publicada pelo CEBI). Cantando "Eu venho de longe, eu sou do sertão...", Vanildes Gonçalves do CEBI GO puxou a entrada de uma turma de "retirantes", cebistas do Brasil inteiro que estavam presentes no Congresso e que levaram junto um varal e uma enorme trouxa feita de uma colcha de retalhos. Chegando ao palco, o varal foi estendido e a trouxa revelou seu conteúdo: quase cem livros que frei Carlos escreveu ou ajudou a escrever em co-autoria [sublinhado meu]. Enquanto os livros foram colocados no varal, Rafael leu uma breve biografia de frei Carlos, e no final, Monika entregou um quadro com uma foto de Sebastião Salgado (um "círculo bíblico" junto a um mandacaru) e agradeceu ao homenageado "em nome da ABIB, do CEBI e, sobretudo, em nome do Povo" por tudo que fez ao longo de sua vida.

Fonte: CEBI - Texto escrito por CEBI Grande São Paulo em 15 de setembro de 2008 - 8h48min

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Setembro 03, 2008

Dom Sergio da Rocha: arcebispo de Teresina

Dom Sérgio da Rocha foi nomeado hoje arcebispo de Teresina, Piauí.

Dom Sérgio foi meu aluno na PUC-Campinas e, alguns anos mais tarde, ao terminar seu doutorado, meu colega. Sérgio era Professor de Teologia Moral quando foi nomeado bispo em 2001.

Parabéns, Sérgio.

Fonte: site da CNBB - Notícias - 03/09/2008

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Maio 09, 2008

NASA: Arthur Clarke, Stanley Kubrick e 2001

Pessoas como Arthur C. Clarke nunca morrem. Ficam encantadas. Já dizia Guimarães Rosa.

Nasa homenageia 40 anos de "2001: Uma Odisséia no Espaço"
Nasa homenageou nesta semana o longa-metragem "2001: Uma Odisséia no Espaço". Há 40 anos, o filme previu muitos dos avanços que agora são uma realidade na pesquisa espacial. Dirigido por Stanley Kubrick, "a obra despertou a imaginação e forneceu uma previsão realista sobre como poderia ser o nosso futuro", afirmou a agência espacial em seu site. "Quando o filme estreou, há 40 anos, viver e trabalhar no espaço por tempo integral era ficção científica", disse a Nasa. Atualmente, há três ocupantes na ISS (Estação Espacial Internacional), 365 dias ao ano. Eles controlam um dos projetos de engenharia mais complexos da história. No filme, baseado no conto "A Sentinela" do escritor inglês Arthur C. Clarke, o astronauta e cientista David Bowman realiza uma missão na busca de um estranho monólito encontrado na Lua...

Leia o texto completo na Folha Online: 09/05/2008 - 08h59

Leia Mais:
1968 Science Fiction is Today’s Reality
2001: A Space Odyssey
2001: A Space Odyssey Internet Resource Archive
Arthur C. Clarke: Bibliography
Morre o escritor britânico Arthur C. Clarke
NASA Remembers Arthur C. Clarke -- Share Your Thoughts
Obras de Arthur C. Clarke
The Arthur C. Clarke Foundation

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Abril 29, 2008

EST outorga titulo a Leonardo Boff

No dia 15 de maio, a Faculdades EST – Escola Superior de Teologia, vinculada à Rede Sinodal de Educação e identificada com a IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil -, com sede em São Leopoldo, RS, outorgará o título de doutor “Honoris Causa” ao teólogo Leonardo Boff.



Além desta homenagem, estão programados outros eventos com a participação de Leonardo Boff na EST a partir do dia 12 de maio de 2008. Clique aqui para ver o programa completo.

Destaco a palestra de Leonardo Boff, O cosmos e a teologia, no dia 14, e o Curso de Extensão Leonardo Boff e a Teologia Protestante, que tem como objetivos evidenciar a importância da reflexão teológica de Leonardo Boff no contexto da teologia protestante e oportunizar o diálogo entre a Teologia Protestante e o pensamento teológico de Leonardo Boff.

Os palestrantes deste curso, que acontece de 12 a 16 de maio, são:
Prof. Dr. Leonardo Boff, Petrópolis - RJ
Prof. Dr. Hermann Brandt, Erlangen - Alemanha
P. Dr. Silfredo Bernardo Dalferth - Alemanha
Prof. Dr. Valério Guilherme Schaper, EST - RS
Prof. Dr. Claus Schwambach, Faculdade Luterana de Teologia, São Bento do Sul - SC
Prof. Dr. Rudolf von Sinner, EST - RS
Prof. Dr. Euler Renato Westphal, Faculdade Luterana de Teologia, São Bento do Sul e Univille - SC

Sobre o evento diz o site da EST:
Estará na Faculdades EST, de 12 a 16 de maio, o Prof. Dr. Leonardo Boff, junto com sua esposa, a educadora e lutadora pelos direitos humanos Márcia Miranda. O Prof. Boff é uma das pessoas mais eminentes neste país e internacionalmente, certamente o teólogo brasileiro mais conhecido e respeitado na contemporaneidade. Tem vasta produção científica e jornalística, traduzida em várias línguas (cf. www.leonardoboff.com). Além do seminário franciscano de Petrópolis (RJ), onde fora professor durante 22 anos, lecionou na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ) e foi professor visitante nas universidades de Lisboa (Portugal), Salamanca (Espanha), Harvard (EUA), Basel (Suíça), e Heidelberg (Alemanha). Também foi professor convidado na EST para um seminário intensivo, em 1994. Além dos recintos acadêmicos, o Prof. Boff tem conseguido alcançar amplo público no Brasil e mundo afora, nomeadamente ao tratar de questões da espiritualidade, da ecologia, e do entendimento entre os povos. Não apenas pelo discurso, mas pela sua militância junto a movimentos sociais e a comunidades eclesiais de base tem contribuído de forma significativa para o bem-estar do povo brasileiro. Desde seus estudos de doutorado “laboris causa”, em Munique (Alemanha), o Prof. Boff tem estudado amplamente teólogos protestantes como Friedrich Gogarten, Wolfhart Pannenberg e Gerhard von Rad. Em vários escritos, tem ressaltado a importância de Martinho Lutero e da teologia protestante, demonstrando grande abertura para o ecumenismo. Muitos estudos de doutorado, do punho de teólogos protestantes, têm sido escritos sobre a teologia dele, o que propiciou a idéia do seminário abaixo citado, com a participação de boa parte destes teólogos. Com a outorga do título de doutor “honoris causa”, a Faculdades EST estará homenageando a obra desta teólogo tão eminente, no ano em que completará seus 70 anos (...) Será dedicado a ele também o segundo número de 2008 do periódico Estudos Teológicos, publicando as contribuições do seminário na Faculdades EST, bem como a resposta do próprio Prof. Boff.


Leia Mais:
Faculdade de Teologia gaúcha outorga título a Leonardo Boff
leonardoBOFF.com - site em Português, Español, English
O evangelho que não liberta não é evangelho - Artigo de Leonardo Boff

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Abril 24, 2008

Hans Küng comemora 80 anos de vida

Leia em Chrisendom, biblioblog de Chris Tilling, direto de Tübingen, as notícias sobre as comemorações dos 80 anos de vida de Hans Küng.

Hans Küng esteve no Brasil no ano passado proferindo uma série de palestras.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Abril 19, 2008

Emanuel Messias: 10 anos de episcopado

Parabéns, caro colega, amigo e irmão Emanuel.

Hoje Dom Emanuel Messias de Oliveira, bispo de Guanhães, MG, está comemorando 10 anos de episcopado.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Março 12, 2008

Hugo Assmann segundo Esther Grossi

Hugo Assmann: 'Diante da presença dele ninguém ficava indiferente'. Entrevista especial com Esther Grossi
“Antes de Cristo!”, foi o que respondeu Esther Grossi ao ser perguntada pela IHU On-Line sobre quando conheceu Hugo Assmann. Na entrevista que segue, realizada por telefone, Grossi fala de sua convivência de mais de 40 anos com o teólogo, sociólogo e filósofo falecido no dia 22-02-2008 e o que sua figura representa para sua família. “O Hugo era grande; ele usufruía dos momentos existenciais. Também era absolutamente comprometido com cada momento. Era, em síntese, uma figura fantástica”, relembra (...)

Esther Pillar Grossi é mestre em matemática, pela Universidade de Sorbonne, em Paris. Em 1970, fundou o Geempa (Grupo de Estudos Sobre Educação, Metodologia de Pesquisa e Ação), tornando-se uma liderança na busca de soluções aos grandes problemas da escola pública brasileira. Desde abril de 2002, Esther coordena, em Porto Alegre, o projeto "O prazer de ler e escrever de verdade", realizado pelas ONGs Geempa e Themis. De 1995 a 2002, ocupou o cargo de deputada federal pelo PT.

Fonte: Notícias do Dia - IHU On-line: 12/03/2008

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Fevereiro 27, 2008

Salvar a Teologia de seu cinismo

...Por eso, es necesario salvar a la teología de su cinismo. Porque, realmente, frente a los problemas del mundo de hoy, muchos escritos de teología se reducen a cinismo (Hugo Assmann).

Da teologia da libertação à educação para a esperança - De la teología de la liberación a la educación para la esperanza: título do texto do teólogo espanhol Juan José Tamayo sobre Hugo Assmann, publicado em El País e reproduzido por Notícias do IHU.

A seção de Notícias do IHU observa, ao introduzir o artigo:
A assim chamada grande imprensa brasileira não destacou, até o momento, a morte de Hugo Assmann. No entanto, o jornal espanhol El País, considerado um dos maiores jornais do mundo, hoje, 27-02-2008, publica um artigo de Juan José Tamayo. Tamayo é teólogo espanhol, doutor em teologia pela Universidade de Salamanca, é diretor da cátedra de Teologia e Ciências das Religiões “Ignácio Ellacuría” da Universidade Carlos III.

Destaco dois trechos do artigo, onde são citadas afirmações de Hugo Assmann:



É um dos primeiros teólogos da libertação que recorreu às ciências sociais como mediação do discurso teológico para que este não caísse no idealismo. A esta obra pertence um texto que serviu de guia aos teólogos e teólogas das diferentes tendências ideológicas: “Se a situação histórica... dos dois terços da humanidade, com seus 30 milhões de mortos de fome e desnutrição, não se converte no ponto de partida de qualquer teologia cristã hoje, a teologia não poderá concretizar historicamente os seus temas fundamentais. Suas perguntas não serão reais. Por isso é necessário salvar a teologia do seu cinismo. Porque, realmente, frente aos problemas do mundo de hoje, muitos escritos de teologia se reduzem a cinismo” [sublinhado meu].

E:



Suas melhores contribuições nos últimos anos se deram no campo da educação. Exemplo? O seguinte texto da sua autoria escrito em 2001: “Educar é lutar contra a exclusão. Educar significa salvar vidas. Por isso ser educador/a é, hoje, a mais importante tarefa social emancipatória... O atuar pedagógico é hoje o terreno mais desafiador da atuação social e política”. Convidar à leitura da obra de Hugo é a melhor homenagem que podemos lhe fazer [sublinhado meu].

Invitar a la lectura de la obra de Hugo es el mejor homenaje que podemos hacerle.

Pois é. Hoje perguntei a meus alunos se estavam sabendo da morte de Hugo Assmann. Não, não estavam. A grande imprensa, mais uma vez, ignora um importante personagem. E descobri ainda, com desgosto, que muitos jovens estudantes de teologia nunca leram Hugo Assmann! Mas, é como se diz por aí: também, quem mandou perguntar?

Ah, mas notícia de quem anda morrendo nas novelas globais tem. Isso tem. E são notícias avidamente lidas...

Atualizando: 16h35
O texto de Juan José Tamayo, De la teología de la liberación a la educación para la esperanza, pode ser lido também na Adital de hoje, 27.02.2008.

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Fevereiro 24, 2008

Morreu Hugo Assmann

Hugo Assmann, um dos mais importantes teólogos brasileiros das últimas décadas, morreu na sexta-feira, dia 22 passado, aos 74 anos, em São Paulo, onde estava hospitalizado.

Leia sobre a vida e a obra de Hugo Assmann em Notícias do IHU de hoje: Hugo Assmann faleceu.

Li suas obras sobre Teologia e Economia nas décadas de 80 e 90, principalmente. Nestes anos, o conheci e ouvi muitas vezes nos Congressos da SOTER.

Uma grande perda para a Teologia da Libertação e para todos nós. Ele era um gaúcho notável.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Fevereiro 09, 2008

Centenário de Dom Helder Câmara

No dia 7 de fevereiro de 2008, quinta-feira passada, foram iniciadas as atividades do Centenário de Dom Helder Câmara, Arcebispo de Olinda e Recife, nascido no dia 7 de fevereiro de 1909 e falecido em 1999.

Entre as atividades programadas, destaco:
  • a partir de 11 de fevereiro, a reapresentação do Programa de Dom Helder “Um olhar sobre a cidade”, na Rádio Olinda
  • de 12 a 15 de maio, será realizado, pela Universidade Católica de Pernambuco, o Seminário “O Século de Dom Helder: cristianismo e construção da cidadania no Brasil, ontem e hoje”
  • em setembro, a Universidade Católica de Pernambuco criará a Cátedra de Direitos Humanos Dom Helder Câmara
  • no site Observatório das Religiões, da Universidade Católica, estará inserido o legado inter-religioso de Dom Helder
  • será realizado ainda um segundo Seminário, de caráter internacional, com o tema “O Século de Dom Helder”
Há ainda outras atividades celebrativas, científicas e culturais programadas ao longo deste ano, que culmina com o Dia do Centenário Dom Helder, em 7 de fevereiro de 2009.

Mais detalhes no site da CNBB.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Janeiro 03, 2008

Homenagem a Dom Aloisio Lorscheider

Leia: Dom Aloísio Lorscheider. Por Dom Demétrio Valentini.

Publicado na Adital: 29.12.2007

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Dezembro 27, 2007

John Strugnell por Hanan e Esther Eshel

Em um belo texto publicado na página do Orion Center, na seção "In Memoriam", John Strugnell é homenageado por Hanan e Esther Eshel, da Universidade Bar Ilan, Israel.

Sobre John Strugnell, pesquisador dos Manuscritos do Mar Morto, falecido em 30 de novembro passado, leia mais aqui.

Sobre os autores:
Hanan Eshel is an archaeologist, teaching at Bar Ilan University. His field of interest is refuge caves from the Bar Kokhba revolt, and the Qumran scrolls. He has excavated a dozen caves that Jews fled to in 135 CE and in them found 21 documents written on papyri.

Esther Eshel is a lecturer at the Bible Department, Bar Ilan University, where she researches the late books of the Bible and Jewish literature of the Second Temple period and epigraphy (the study of inscriptions). She has published 13 scrolls found in cave 4 at Qumran.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Dezembro 25, 2007

O valente Aloisio Lorscheider

Leia o artigo de Luiz Alberto Gómez de Souza: D. Aloísio Lorscheider, lúcido e valente.

Está em Carta Maior: 24/12/2007.

D. Aloísio foi um teólogo que entendeu a caminhada do povo de Deus e ficará como um marco numa Igreja que terá que se renovar e superar simplismos e medos de certos temas, para saber enfrentar os desafios deste século XXI.

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Dezembro 23, 2007

Morreu o Cardeal Lorscheider

Morreu, nesta madrugada, em Porto Alegre, aos 83 anos, Dom Aloísio Lorscheider. Veja a nota da CNBB e leia mais aqui. Fique de olho, porque muitos testemunhos interessantes sobre ele devem ser publicados nos próximos dias.

Em Roma, na década de 70, tive e a honra de conviver com este grande homem, quando, ocupando vários cargos de importância na Igreja, ele sempre estava por lá e se hospedava no Colégio Pio Brasileiro, onde morei de 1970 a 1976.

Muitas coisas poderiam ser ditas desta convivência: desde os colegas de Fortaleza, grandes amigos, que ele mandou para Roma para cursar Mestrado e Doutorado em várias áreas da Teologia, como José Maria, Dourado, Manfredo, Adalberto e muitos outros... até o modo, como carinhosamente, entre nós, o tratávamos - o "Moderado" - pelo seu jeito habilidoso de resolver espinhosas crises... sem se esquecer do posterior boato (fato!) de que teria sido o sucessor de Paulo VI se um problema cardíaco não o tivesse impedido...

Só quero lembrar um acontecimento: em 1976, no dia em que foi nomeado Cardeal, ele chegou ao Pio Brasileiro já tarde, depois de uma jornada de cansativo trabalho no Vaticano. Foi jantar em horário incomum e um grupo de amigos sentou-se à mesa com ele. Eu estava lá. Com simplicidade, como se nada de extraordinário tivesse acontecido, conversava tranqüilamente conosco, enquanto na portaria do Colégio, alguns colegas lutavam, com dificuldade, para conter as várias equipes de televisões e jornais de diferentes países que o solicitavam com ansiedade para entrevistas...

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Dezembro 20, 2007

Necrologio de Xavier Leon-Dufour no Times

Mark Goodacre observa, em NT Gateway Weblog, com o post Xavier Léon-Dufour Obituary, que o Times traz hoje um necrológio (obituary) do conhecido exegeta francês falecido em 13 de novembro de 2007.

Veja no Times de December 20, 2007: Xavier Léon-Dufour. Liberal scholar who brought historical analysis to Bible study.


Leia também:
Morte di Xavier Léon Dufour - Bibbiablog: 13.11.2007
Faustino Teixeira escreve sobre Léon-Dufour - Observatório Bíblico: 24.11.2007

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Dezembro 13, 2007

Niemeyer: o arquiteto de todos os brasileiros

Vida de Niemeyer é descrita em um volume da série "Folha Explica"; leia introdução - Folha Online: 03/07/2007 - 18h56

Os homens que contam - Domingos Zamagna em Adital: 11/12/2007

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Dezembro 12, 2007

John Strugnell por Daniel J. Harrington

Como assinalado por Jim West aqui, o SBL Forum publicou no dia 10 um necrológio [obituary] de John Strugnell por Daniel J. Harrington.

Leia John Strugnell 1930-2007.

Leia Mais:
Morreu John Strugnell (1930-2007)
Filha de John Strugnell escreve sobre o pai
John Strugnell: necrológio em The Boston Globe
Jim Davila fala sobre John Strugnell

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Dezembro 11, 2007

Lancelotti recebe Premio Direitos Humanos 2007

A notícia, com data de 11 de dezembro de 2007, foi lida na página da CNBB e diz:

Padre Júlio Lancelotti recebe Prêmio Direitos Humanos 2007 da Presidência da República
O padre Júlio Lancelotti recebe logo mais, às 11h, o Prêmio Direitos Humanos 2007 da Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República (SEDH). Além de ministros, autoridades e entidades ligadas aos Direitos Humanos, participam da cerimônia, que acontece no Palácio do Planalto, o vice-presidente da República, José Alencar e o ministro da SEDH, Paulo Vannuchi. O Prêmio “é concedido pelo Governo Federal a pessoas e organizações cujos trabalhos na área dos direitos humanos sejam merecedores de reconhecimento e destaque por toda a sociedade”, informa um comunicado da Secretaria divulgado ontem. Trata-se da 13ª edição e que contemplará dez categorias, entre elas Enfrentamento à Pobreza, destinado ao padre Lancelotti, da arquidiocese de São Paulo. Segundo o bispo auxiliar de São Paulo, dom Pedro Luiz Stringhini, os bispos do Estado ficaram contentes pelo reconhecimento dado ao padre Lancelotti, que atua há 30 anos na arquidiocese junto aos pobres e na defesa dos direitos humanos. “O padre Júlio passou por momentos difíceis de acusações que recaíram sobre ele, a partir de uma extorsão que ele sofreu e denunciou. Portanto, o prêmio é importante...

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Dezembro 06, 2007

Jim Davila fala sobre John Strugnell

Jim Davila, hoje professor na Universidade St. Andrews, na Escócia, era ainda estudante em Harvard, na década de 80, quando trabalhou com John Strugnell na reconstituição e tradução dos Manuscritos do Mar Morto.

Em seu biblioblog PaleoJudaica, Jim Davila comenta o necrológio publicado por The Boston Globe e lembra a importância de John Strugnell no trabalho com os Manuscritos do Mar Morto:

Actually, many of his friends and students, myself included, signed a statement in his defense which was published in Biblical Archaeology Review in 1991. John suffered from a bipolar mood disorder and alcoholism. And the fact is that people in the throes of a manic episode say things that they don't mean and would not say when in their right mind. He was still to some degree in this state in 1994, when he tried, with limited success, to nuance his views in a BAR interview with Hershel Shanks. John's problems were a part of his life, but they should be put in the context of other parts that are much more important, and indeed his acccomplishments in spite of these problems are remarkable. He made a huge contribution to the publication of the Dead Sea Scrolls in terms of his own work, his administrative work, and supervising the research of his students. Those who knew him well will remember him for his vast erudition and his steadfast support of his students [sublinhado meu]. The Boston Globe piece does try to be fair, but they could have tried harder.

Estão lembrados do documentário que mencionei aqui? Pois é. Nele, John Strugnell diz que sua garantia eram seus estudantes. Fala algo mais ou menos assim [estou citando de cor]: Se eu morrer amanhã, há dez, vinte estudantes, que eu treinei, que continuarão meu trabalho. Isto é que é importante.

Quer dizer: ele sempre trabalhava, ao que tudo indica, consciente de sua doença, sabedor de sua finitude e, ao mesmo tempo, da enorme tarefa que havia para ser feita no estudo dos Manuscritos, tarefa que iria muito além de sua vida.

Marcadores:

Bookmark and Share

John Strugnell: necrologio em The Boston Globe

Ontem The Boston Globe publicou um necrológio para John Strugnell, falecido no dia 30 de novembro de 2007, sob o título


John Strugnell, 77. Especialista em Manuscritos do Mar Morto que foi demitido após comentários

Transcrevo trechos do texto, assinado por Bryan Marquard, que diz entre outras coisas:
John Strugnell was perched at a scholarly pinnacle in 1990 when he sat for an interview with a reporter from an Israeli newspaper and made the anti-Semitic remarks that effectively ended his career. As chief editor of the Dead Sea Scrolls project, he had been leading a team of translators in piecing together fragments of the ancient documents that shed light on early Judaism and Christianity. A language prodigy, Mr. Strugnell had joined the effort when he was 23 and in college. Nearly four decades later, he was heading the project and teaching at Harvard Divinity School. "He was a linguistic genius," said Krister Stendahl, a former dean of the divinity school and a retired Lutheran bishop of Stockholm. "We brought him in to get the best man we could imagine for philological and textural criticism precision in our New Testament department." Few colleagues, however, knew that while Mr. Strugnell labored in two high-profile jobs, he also was being treated for manic depression and struggling with alcoholism. Upon publication, his anti-Semitic comments led to his firing and public denunciations, though a few friends spoke in his defense, attributing his remarks to "mental imbalance" and a "drinking problem." "It was not an excuse, it was reality," said his daughter, Anne-Christine of San Rafael, Calif. "The reality was that he was diagnosed as manic depressive sometime in the early '70s, and he was on medication for the rest of his life. I think it was amazing that he was often under treatment, and yet he managed. He remained at the top of his field and at the top of his game." Mr. Strugnell, who continued to research and write outside the public spotlight after his dismissal, died Nov. 30 in Mount Auburn Hospital in Cambridge of complications from an infection. He was 77 and had lived in Arlington. "He was a brilliant scholar, very learned in many languages, and had a very sharp mind for the kind of ancient texts on which he worked," said the Rev. Daniel J. Harrington, a New Testament professor at Weston Jesuit School of Theology in Cambridge who collaborated with Mr. Strugnell on a publication drawn from the Dead Sea Scrolls. "This is very difficult work, and he trained a whole generation of people who can do this, both at Harvard and in Jerusalem." Little of that mattered in the furor spawned by his interview with the Tel Aviv newspaper Haaretz that appeared in November 1990 (...)

At the time of the interview, his daughter said, Mr. Strugnell was off medication and in a sustained period of mania. "He said and did many things that horrified him when he found about it later," she said. "My father was not anti-Semitic in any way, shape, or form." Indeed, Mr. Strugnell's family said, he brought Jewish scholars into the scrolls project. "The sad part was that our society's stigma around mental illness makes it difficult for us to say, directly, the poor man was crazy at the time," his daughter said. Said Stendahl: "He fought, even earlier, a valiant struggle with manic depression. And finally he really was not fully functional." After he was dismissed from his chief editor post, Mr. Strugnell was hospitalized at the McLean psychiatric facility in Belmont (...)

Born in Barnet, England, he was fascinated by languages as a boy. A neighbor later told Mr. Strugnell's daughter that he used to "walk down the street in his own particular cloud," reading a Hebrew religious text and carrying a dictionary for reference in his other hand. He became fluent in ancient and modern languages. "I asked him once how many," his daughter said, "and he said, 'You mean read, write, and speak?' And he sighed and said, 'Umm, nine.' " Mr. Strugnell graduated from St. Paul's School in London, where he was a scholarship student, and received bachelor's and master's degrees from Oxford University's Jesus College. He set aside his doctorate work to join the scholars working on the Dead Sea Scrolls. Teaching positions followed. He spent a year at Oriental Institute in Chicago, where he met Cecile Pierlot. They married in 1958, separated in the mid-1970s, and later divorced. In 1960, he began teaching at Duke University, and in 1966 moved to Harvard Divinity School, where most recently he was professor emeritus of Christian origins...

Leia Mais:
Morreu John Strugnell (1930-2007)
Filha de John Strugnell escreve sobre o pai

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Dezembro 04, 2007

Filha de John Strugnell escreve sobre o pai

Em um post de Jim West, de ontem, aborrecido com o silêncio da grande imprensa sobre pessoas realmente importantes para a humanidade, como John Strugnell, que morreu no dia 30 de novembro - acontecimento ignorado pelos grandes jornais norte-americanos, ingleses e israelenses e só divulgado pelos blogs - foi deixado um comentário de Anne-Christine Strugnell, uma das filhas do estudioso dos Manuscritos do Mar Morto.

Um belo necrológio, que Jim West publicou como post hoje em Obituary of John Strugnell - By His Daughter [Necrológio de John Strugnell - Por sua filha].

Vale a pena ler [Obs.: blog falecido, link sepultado: 22.03.2008].

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Dezembro 02, 2007

Morreu John Strugnell (1930-2007)

Em 30 de novembro passado, morreu, em Boston, o Professor John Strugnell, aos 77 anos (1930-2007).

Strugnell trabalhou cerca de 40 anos com os Manuscritos do Mar Morto. Vi a notícia no PaleoJudaica.com, de Jim Davila, que trabalhou com ele nos Manuscritos na década de 80 e testemunha: "He was a giant in the field" [Ele era um gigante na área].



Sobre a publicação dos Manuscritos, escrevi em meu artigo Os Essênios: a Racionalização da Solidariedade, no item Publicação:

Para trabalhar com os fragmentos dos Manuscritos do Mar Morto é constituída, na década de 50, uma equipe internacional no Museu Arqueológico da Palestina, em Jerusalém Oriental, pertencente à Jordânia. O chefe da equipe é o dominicano francês R. de Vaux. Com ele trabalham Frank Moore Cross, americano, presbiteriano; J. T. Milik, polonês, católico; John Allegro, inglês, agnóstico; Jean Starcky, francês, católico; Patrick Skehan, americano, católico; John Strugnell, inglês, presbiteriano [depois, católico]; Claus-Hunno Hunziger, alemão, luterano. Predominam especialistas de Harvard (USA), École Biblique (Jerusalém) e Oxford (Inglaterra).

Com a morte de R. de Vaux em setembro de 1971, a função de editor-geral passa para seu colega dominicano Pierre Benoit, que por sua vez, ao morrer em 1987, passa o cargo para John Strugnell [Obs.: em 1984 já haviam sido feitos os preparativos para esta sucessão, conforme narra VANDERKAM J. C. Os Manuscritos do Mar Morto Hoje. Rio de Janeiro: Objetiva, 1995, p. 229. - ISBN 9788573020120. Original: The Dead Sea Scrolls Today. Grand Rapids, MI: Eerdmans, 1994, 224 p. - ISBN 9780802807366. See chapter 7: Controversies about the Dead Sea Scrolls].

Durante todos estes anos, a equipe continua pequena. Quando um pesquisador morre ou se retira, é substituído por outro e pronto. Strugnell, porém, lutará por duas coisas: pela expansão do pequeno grupo original encarregado dos manuscritos e pela inclusão nesta equipe de pesquisadores judeus.

Entretanto, cresce no meio acadêmico mundial a insatisfação com a demora na publicação dos documentos. Alguns nomes se destacam neste protesto, como Robert Eisenman, da Universidade do Estado da Califórnia e Philip Davies da Universidade de Sheffield, Reino Unido. Eles tentam o acesso aos manuscritos, mas são barrados por J. Strugnell. Hershel Shanks, fundador da Biblical Archaeology Society começa, então, vigorosa campanha pelo acesso aos Manuscritos.

Após polêmica entrevista aos jornais, em dezembro de 1990, John Strugnell é demitido do cargo pela Israel Antiquities Authority (IAA), que indica Emanuel Tov como editor-chefe e amplia a equipe para cerca de 50 pesquisadores. Em 2001 a publicação dos Manuscritos foi concluída. Confira bibliografia aqui e aqui.

Para fotos de vários pesquisadores dos Manuscritos do Mar Morto, incluindo Strugnell ainda jovem, clique aqui.

Atualizando: 02.12.2007 às 16h00
Para se compreender o episódio da demissão de John Strugnell é fundamental a leitura do comentário de Joe Zias ao post de Jim West John Strugnell’s Death [Obs.: blog apagado, link perdido]. Tenho gravado um documentário televisivo sobre os Manuscritos do Mar Morto, que uso em sala de aula, no qual este episódio é narrado. Pois para mim, a demissão de Strugnell, desde que vi aquele documentário, sempre me pareceu um equívoco: o que vi foi um grande intelectual, estressado e muito doente, que foi erroneamente julgado como anti-semita e injustamente punido. Joe Zias começa assim: A brilliant scholar and a decent man, mistreated by the press due to some medical problems which many people in the academic world suffer from. I knew John for many years...

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Novembro 30, 2007

Diz a lenda sobre Robert North

Acabei de ler na CBQ - Catholic Biblical Quarterly - de outubro de 2007, p. 756-757, que recebi recentemente, um texto de James Swetnam in memoriam de Robert North, falecido em 2 de junho deste ano.

Achei interessante o que ele diz sobre as excentricidades de North. Há até mesmo uma "lenda North" (The "North Legend").

Entre outras coisas, reza a lenda que, ainda jovem, lecionando na Marquette High School in Milwaukee, ele decorou, em apenas um fim de semana, um discurso inteiro de Cícero - em latim, claro - para mostrar aos seus alunos como um texto podia ser transmitido oralmente.

Tinha uma memória extraordinária e era capaz de lidar com 18 diferentes línguas - "...he could handle eighteen languages with varying levels of competence", diz Swetnam.

Além de ser conhecido pelas escavações no Vale do Jordão - Teleilat Gassul - e pelos vários anos de trabalho no PIB, em Roma (lecionou de 1951 a 1992 e editou o Elenchus de 1980 a 2000), costumava guiar grupos em excursões pelo Oriente Médio.

Falava árabe tão fluentemente que não se deixava enganar pelos espertalhões taxistas egípcios e Swetnam testemunha que, certa vez, North passou duas semanas conversando com o motorista do ônibus em uma excursão pela Turquia, em turco... "and his Turkish was fluent enough to enable him to spend two weeks on our jaunt all over Turkey chatting alongside the driver of the bus".

Já no Irã, teve que falar francês, não sendo seu farsi suficiente "...in Iran, alas, he was reduced to speaking French, his Farsi not being up to the challenge. But, then, nobody is perfect", diz Swetnam.

Coisas do North. Quem estudou com ele, reconhece, neste texto, o personagem. Todos nós gostávamos muito dele.

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Outubro 21, 2007

Von Rad

É sempre bom lembrar: neste dia, em 1901, nascia Gerhard von Rad, um dos mais brilhantes biblistas do século XX.

No WorldCat estão listadas 156 obras de Gerhard von Rad em alemão, inglês, japonês, espanhol, coreano, francês, italiano, húngaro, estoniano, polonês, africâner, norueguês (os livros traduzidos para o português não estão listados...)

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Outubro 08, 2007

Che Guevara: 1928-1967

Há 40 anos foi executado Ernesto Che Guevara. Passadas quatro décadas de sua prisão e execução, permanece vivo o símbolo de alguém capaz de dar sua vida pela causa que defendia. Admirado por muitos e detestado por outros, ele é o tema de capa da IHU On-Line desta semana. Contribuem para o debate Tirso Saenz, Reginaldo Ustariz Arze, João Pedro Stédile, Peter McLaren e Luciana Ferreira de Matos. Confira na edição 239 – 08/10/2007.

Leia Mais:
Che Guevara: Bolivia, diario de lucha
Che Guevara: fotos
Che Guevara Internet Archive
Che Guevara: livros
Folha Online - Especial: 40 anos da morte de Che
Fotos mostram que Che Guevara foi assassinado, não morreu em confronto
O Che. Combatente e intelectual. Edição Especial de Caros Amigos. 5. ed. Outubro de 2007
Saiba mais sobre o revolucionário Ernesto Che Guevara

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Setembro 20, 2007

Joachim Jeremias

Jim West está nos lembrando que o famoso exegeta alemão do Novo Testamento Joachim Jeremias nasceu em 20 de setembro de 1900.

Quando escrevi minha dissertação de Mestrado na década de 70, sobre a Parábola das Dez Virgens (Mt 25,1-13), fui fortemente influenciado pelo conhecido livro de Jeremias, Die Gleichnisse Jesu, ou, em inglês, The Parables of Jesus.

Meu orientador foi o Prof. Dr. Ugo Vanni, da Gregoriana e do Bíblico, em Roma.

Certa vez falei sobre isso neste blog aqui.

No Brasil, este livro de Joachim Jeremias, As parábolas de Jesus, foi publicado pela Paulus. Está na oitava edição, com data de 1997. ISBN: 8534907005.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Setembro 06, 2007

Niels Peter Lemche faz aniversario hoje

O grande estudioso dinamarquês Niels Peter Lemche está aniversariando hoje, dia 6 de setembro. Parabéns, Professor, pelos seus 62 anos.

Não conheço Lemche pessoalmente, mas, certa vez, ele me enviou um e-mail muito amável sobre o que escrevi em minha página acerca dos participantes do Seminário Europeu sobre Metodologia Histórica, sendo ele mesmo um dos mais criativos do grupo. Li alguns de seus livros e vários artigos. Com muito proveito.

Veja a sua produção bibliográfica aqui e aqui. É um nome obrigatório para quem estuda a história do Antigo Israel, com livros imprescindíveis.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Agosto 22, 2007

Morreu Volkmar Fritz

O arqueólogo alemão Volkmar Fritz morreu ontem aos 69 anos de idade. Acabo de ver a notícia nas listas ANE-2 e Biblical Studies. Veja mais detalhes em um destes endereços.

Conheci o trabalho de Volkmar Fritz através de três de seus livros: um coordenado por ele e Philip Davies e dois escritos por ele:
:: FRITZ, V.; DAVIES, P. R. (eds.) The Origins of the Ancient Israelite States. Sheffield: Sheffield Academic Press, 1996, 219 p. ISBN 1850757986. Mais aqui, item 5.

:: FRITZ, V. The City in Ancient Israel. Sheffield: Sheffield Academic Press, 1995, 197 p. ISBN 1850754772

:: FRITZ, V. Die Entstehung Israels im 12. und 11. Jahrhundert v. Chr. Stuttgart: Kohlhammer, 1996, 223 p. ISBN 3170123319. Leia mais em A origem de Israel nos séculos 12 e 11 a.C.: comentando um livro de Volkmar Fritz.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Julho 17, 2007

JJ 3054

Vôo 3054 da TAM

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Junho 23, 2007

A dois anos da morte de Benjamim...

A dois anos da morte de Benjamim Carreira, o jeito é concordar com Guimarães Rosa: Ficar calado é que é falar nos mortos!

Em respeitosa reverência ao amigo, que partiu na manhã de 23 de junho de 2005.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Junho 09, 2007

Faleceu o Professor Robert North

Passando hoje pela página do Pontifício Instituto Bíblico, bati de frente com a notícia do falecimento do Professor Robert North, ocorrido no dia 2 de junho, sábado passado. Viveu bem, tinha 91 anos.

Fui seu aluno no Bíblico, em Roma, no Mestrado, nas disciplinas de Arqueologia e Geografia. Era uma figura querida por todos. Parecia um personagem de filme de faroeste e não um professor jesuíta, nada tinha de convencional.

Alô amigos, Emanuel, Ivo, Zamagna, Ney Brasil, Schmidt, Sebastião Gameleira, Fernando, Valdir... (vejam como o Benjamim faz falta!)... os "loucos" do Pio Brasileiro que estudaram Bíblia na década de 70... e tantos outros antes e depois da gente... leiam a notícia abaixo, que transcrevo da página do PIB:


Sabato 2 giugno 2007 è deceduto negli Stati Uniti (Wauwatosa, Wisconsin) il R.P. Robert North, S.J., professore emerito di Archeologia e Geografia Biblica del Pontificio Istituto Biblico. Era nato il 25 marzo 1916 ad Iowa City (Iowa, USA). Entrato nella Compagnia di Gesù l’8 agosto 1931, aveva compiuto i suoi studi classici alla St. Louis University (M.A. in Greco, 1937, e Ph.L. in Filosofia, 1939). Dal 1941 al 1945 compì gli studi teologici alla St. Mary’s Univ. (Kansas) e il 21 giugno 1944 fu ordinato sacerdote. Il 2 novembre 1946 si iscrisse al Pontificio Istituto Biblico, conseguendo la Licenza in S. Scrittura nel 1948 («summa cum laude»). Conseguì poi anche il Dottorato in S. Scrittura con la tesi «Sociology of the Biblical Jubilee», difesa il 26 aprile 1951 e pubblicata come numero 4 della collana Analecta Biblica (Roma 1954, XLVI+245 pp.). Dal 1951 al 1991 fu, con delle interruzioni, professore di Archeologia e Geografia Biblica all’Istituto, insegnando anche «Discipline speciali» bibliche. Il 17 dicembre 1991 concluse la sua attività di insegnamento accademico con la conferenza pubblica: «Archeologia e sociologia nella ricerca biblica di fronte al 2000». Dal 1956 al 1960 fu direttore dell’Istituto Biblico di Gerusalemme e dal 4 dicembre 1959 al 20 febbraio 1960 diresse gli scavi archeologici nella valle del Giordano a Teleilat Ghassul (in Giordania, ora Israele). (...) Appresa la notizia della morte di P. North, il P. Rettore ha inviato al suo Provinciale una lettera di condoglianze a nome di tutto l'Istituto.


Atualizando: 21 de junho de 2007 - 14h55
James Swetnam, Professor Emérito do PIB, com quem estudei grego, escreveu um interessante obituário sobre Robert North na edição de junho do SBL Forum. Leia Rev. Robert North, S.J. 1916-2007.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Maio 23, 2007

Mary Douglas:1921-2007

No dia 16 de maio faleceu a famosa antropóloga britânica Mary Douglas. Seu livro mais conhecido no Brasil é Pureza e Perigo (Lisboa: Edições 70, 1991, 216 p. ISBN 9724407942), um clássico da antropologia social, importante para a compreensão do sistema de puro/impuro no Levítico.

Leia sobre Mary Douglas e sua obra em Dame Mary Douglas (1921-2007): The Truth She Told, post escrito por John F. Hobbins em seu blog Ancient Hebrew Poetry.

Embora considere que o comentário de John F. Hobbins sobre o Vaticano II não tem sentido face ao grave problema da fome dos países pobres, como os da América Latina - majoritariamente católicos - e da África, por exemplo, quando ele diz: "She knew that her church, the Catholic Church, made a big mistake after Vatican II when it no longer pushed the 'stupid' rules, like not eating meat on Fridays. Rules like that give structure and rhythm to daily life". Quando a pessoa está "azul" de fome, nenhuma "regra" alimentar - especialmente a proibição de se alimentar - dá estrutura e ritmo à sua vida!

Ora: não se esqueça do obituário publicado pelo Times em 18 de maio: Professor Dame Mary Douglas.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Abril 28, 2007

Carlo Maria Martini: textual scholar

O Prof. Stephen Pfann traz hoje em seu blog The View from Jerusalem um belo texto sobre o Cardeal Martini. O assunto do post é: "This past week, I sent to him a copy of the latest expanded edition of my paper which deals with the reading of CJO 701 called 'Mary Magdalene is Now Missing', and asked for his appraisal. He returned his response by email...".

Mas o que eu quero chamar a atenção é para a primeira parte do texto:

His Eminence Cardinal Carlo Martini is a noted figure in the church world today. He was archbishop of Milan for many years... Aside from his duties to the church as priest, archbishop and cardinal, his actual training, and the most loved vocation in his life, has been as a textual scholar. He has dealt primarily with the task of scrutinizing Greek New Testament manuscripts (including hundreds of papyri, uncial, majuscule and minuscule manuscripts), in order to reconstitute the original text of the Greek Bible in the most careful and judicious manner possible. The world of scholarship, as a whole, knows his name as one of the five editors from the title page of the Greek New Testament which they have used since their college years... many still simply call this edition: 'Aland, Black, Martini, Metzger, and Wikgren'. With the passing of Prof. Bruce M. Metzger earlier this year, Cardinal Martini is now the sole surviving member of that team. Since retiring from his role as archbishop of Milan, Cardinal Martini has chosen to continue his work on the Greek New Testament while residing most of the time here in Jerusalem, at the Pontifical Biblical Institute. He has recently published a new facsimile edition of the Epistles of Peter from the Bodmer Papyri. He is presently working on a new edition of Codex Vaticanus, which stands, alongside Codex Sinaiticus as the premier witness to the text of the Greek Old and New Testaments...(cont.)

Leia: Cardinal Martini weighs in. No texto acima, os sublinhados são meus.



Quando estudei em Roma, Martini era Reitor do Pontifício Instituto Bíblico.

Para suas obras, faça uma busca no WorldCat e na Pesquisa de Livros do Google por "Carlo Maria Martini". Muitos de seus livros estão traduzidos para o português. Busque no Submarino, por exemplo.

Resumida biografia de Carlo Maria Martini pode ser lida em: Cenni biografici (Italiano), Biographical notes (English)

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Abril 02, 2007

Carta de Dom Mauro Morelli ao Rabino Sobel

Carta de Dom Morelli ao Rabino Sobel
Querido Rabino Sobel, estou a teu lado, solidário em teu sofrimento. De ti não me envergonho! Sempre senti orgulho de ti. Ao lado de Dom Paulo, teu corajoso testemunho nos anos de trevas não deve ser esquecido e tua imagem resguardada. Seja qual for a explicação que se queira prestar ao triste episódio, tu que foste tão misericordioso em teu ministério receba misericórdia, não humilhação. Oxalá que todos descubram que o Deus de Abraão, de Isaac e de Jacob, de Moisés e dos Profetas tem entranhas de misericórdia. Meu caro amigo, Shalom! Paz e Bem. Estou contigo nesta hora de contradição (cont.). Fonte: CNBB: 02/04/2007.


Com alterações de comportamento, Sobel permanece internado em SP
O rabino Henry Sobel permanece internado no Hospital Albert Einstein, na zona sul de São Paulo, sem previsão de alta. Ele chegou ao hospital na madrugada da última sexta (30), apresentando "episódio de transtorno de humor, representado por descontrole emocional e alterações de comportamento", de acordo com boletim médico. A internação ocorreu um dia depois de a prisão de Sobel nos Estados Unidos ser divulgada no Brasil. Ele foi detido no último dia 23 sob acusação de ter furtado quatro gravatas de lojas de grifes luxuosas em Palm Beach, na Flórida. No sábado (31), o rabino afirmou, ainda no hospital, que "o Henry Sobel que cometeu aquele ato não é o Henry Sobel que vocês conhecem". "É muito difícil para mim explicar o inexplicável", disse. Ele também disse que havia tomado medicamentos sem recomendação médica e pediu desculpas pelos "transtornos" que causou (cont.). Fonte: Folha Online: 01/04/2007 - 18h11


Leia Mais:
Henry Sobel é detido nos EUA, diz polícia (G1: 29/03/2007 - 17h17)
Rabino Henry Sobel é detido nos EUA suspeito de furtar gravatas (Folha Online: 29/03/2007 - 17h40)
Henry Sobel é convidado do papa Bento 16 para encontro ecumênico (Folha Online: 29/03/2007 - 20h11)
Sobel diz que não quis furtar e pede afastamento de congregação (Folha Online: 29/03/2007 - 20h25)
Rabino Henry Sobel pede afastamento (G1: 29/03/2007 - 20h11)

O rabino Sobel e o Brasil (Jaime Pinsky - Adital: 02/04/2007)

Marcadores:

Bookmark and Share