Observatório Bíblico

Segunda-feira, Fevereiro 22, 2010

Professor: espécie ameaçada de extinção

Professor vai virar artigo de luxo?

"Apenas 2% dos jovens brasileiros se dizem interessados em seguir a carreira de professor. O dado é de um levantamento feito pela Fundação Carlos Chagas, a pedido da Fundação Victor Civita, com 1.500 estudantes de ensino médio de todo o país. O objetivo do estudo era medir a atratividade da carreira docente, que a contar pelos resultados não anda atraindo muita admiração. Enquanto carreiras como Medicina, Direito ou Engenharia estão no topo do ranking das mais procuradas, o curso de Pedagogia ocupa apenas a 36.ª posição em uma lista de 66 profissões preferidas pelos vestibulandos. A reportagem é de Cecilia Valenza e publicada pelo jornal Gazeta do Povo, 22/02/2010".

A reportagem começa assim:
Os motivos para o desinteresse vão desde a pouca afinidade com a profissão, passando pelo desestímulo da família e claro a falta de perspectiva com a baixa remuneração. Na percepção dos estudantes, ser professor significa trabalhar muito, ser mal remunerado e ter praticamente nenhum reconhecimento social. O estudo confirmou também uma tendência que já vem sendo observada nas últimas décadas. Com a falta de interesse de alunos de classe média nos cursos de Pedagogia, as vagas vem sendo preenchidas por estudantes de renda mais baixa, na maioria das vezes provenientes de escolas públicas e que em alguns casos apresentam desempenho ruim nos estudos (...) Na opinião da professora e doutora em educação, Regina Maria Michelotto, para entender esses comportamentos é preciso uma visão histórica. “Até meados do século XX o professor era visto com prestígio, era um profissional valorizado cujo salário permitia uma vida digna. Com a mudança social e econômica, a profissão vai perdendo status para outras e o jovem que antes escolhia a carreira com base em uma visão humanista e levando em conta a realização pessoal passa a decidir de acordo com o mercado”, explica.

Uma tendência já conhecida e evidente em qualquer cidade brasileira, mas que não deixa de ser preocupante. Os dados no Estado de São Paulo, então, são alarmantes.

Fonte: Notícias: IHU On-Line - 22/02/2010.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Novembro 24, 2009

A Comunicação e seus desafios

Acho que vale a pena prestar atenção à edição 315 da Revista IHU On-Line, publicada em 16/11/2009:

Conferência Nacional de Comunicação. Uma conquista e os seus desafios

... de 14 a 17 de dezembro de 2009 acontece, em Brasília, a 1ª Conferência Nacional de Comunicação - Confecom. Pedrinho Guareschi, professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – UFRGS, Bruno Lima Rocha, professor da Unisinos, Gerson Almeida, secretário nacional de articulação social da Presidência da República, José Sóter, coordenador executivo da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária - Abraço Nacional e secretário geral do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação – FNDC, e Roseli Goffman, representante do Conselho Federal de Psicologia (CFP) na Coordenação Executiva do Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação – FNDC, discutem a importância e os desafios deste evento, cuja realização é uma dura conquista dos movimentos e organizações populares que lutam pela democratização da comunicação em nosso País (do Editorial).

Leio também no site do Ministério da Cultura:
"Com o tema central Comunicação: meios para a construção de direitos e de cidadania na era digital, a 1ª Conferência Nacional de Comunicação (Confecom) se desenvolverá em três eixos temáticos - Produção de Conteúdo, Meios de Distribuição e Cidadania: Direitos e Deveres. O evento será realizado de 14 a 17 de dezembro, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. A temática Produção de Conteúdo deverá focar as discussões na produção independente, incentivos, tributação, propriedade intelectual e outros. Quanto à abordagem sobre os Meios de Distribuição deverão ser explorados assuntos relacionados às diversas mídias e às telecomunicações, por exemplo. Já o eixo Cidadania: Direitos e Deveres pretende fomentar amplo debate sobre a democratização e a participação da sociedade na comunicação, a liberdade de expressão, o direito à comunicação e o acesso à cultura, dentre outros temas de interesse nacional. As orientações metodológicas e o texto-base podem ser acessados no documento de referência para a 1ª Confecom. A Confecom será presidida pelo Ministério das Comunicações, com a colaboração direta da Secretaria-Geral da Presidência da República e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República. A Comissão Organizadora Nacional também é composta por outros órgãos do poder público, dentre os quais o Ministério da Cultura, e instituições da sociedade civil. Para o representante do MinC na Comissão, Octavio Pieranti, “a comunicação faz parte da cultura e a cultura é o campo por excelência da comunicação. É preciso discutir uma infraestrutura de comunicação que possibilite maior distribuição de conteúdo”. Processo Preparatório - As etapas estaduais da Conferência estão sendo realizadas pelo país. O processo preparatório à 1ª Confecom incluiu conferências municipais, conferências intermunicipais, conferências livres e a conferência virtual, de âmbito nacional".

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Outubro 18, 2009

Nova Ortografia disponível para o Office 2007

Microsoft atualiza Office 2007 com novo Acordo Ortográfico

Vá para o Centro de Download da Microsoft e clique em Atualização para o Verificador Ortográfico, Dicionário de Sinônimos e Verificador Gramatical do Microsoft Office 2007 (KB972854)

Fonte: Folha Online: 14/10/2009 - 13h23

Leia Mais:
Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa
Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Outubro 12, 2009

Dia Nacional da Leitura: 12 de outubro

A Lei nº 11.899, publicada no dia 9 de janeiro de 2009 no Diário Oficial da União, instituiu o Dia Nacional da Leitura, a ser comemorado em 12 de outubro.

É hoje!

Leia e dê leitura de presente.

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Agosto 31, 2009

De Mao a Piao: as "dificurdades" brasileiras

Só 1% das universidades obtém conceito máximo de qualidade no MEC

Apenas 21 entre as 2.000 instituições de ensino superior avaliadas em 2008 pelo MEC (Ministério da Educação) obtiveram nota máxima no IGC (Índice Geral de Cursos da Instituição) [sublinhado meu]. O indicador, que foi divulgado pela primeira vez no ano passado, atribui notas às faculdades e universidades levando em consideração a qualidade dos cursos de graduação e pós-graduação. De acordo com a pontuação, as instituições são classificadas em faixas que vão de 1 a 5. Entre as universidades com a maior avaliação, 11 são públicas e dez privadas. A nota mais alta ficou com (...) Em último lugar no ranking, está a... (...) Do total das instituições avaliadas, 884 (44%) obtiveram IGC 3, considerado razoável. Dezoito instituição ficaram com IGC 1 e 570 com IGC 2, considerados ruins, o que representa quase 30% do universo de entidades avaliadas [sublinhado meu]. Mais de 300 instituições ficaram sem conceito porque não houve participação mínima dos alunos de alguns cursos no Enade (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes).

Leia a notícia completa.

Fonte: Folha Online - da Agência Brasil: 31/08/2009 - 17h53

Leia Mais:
USP é classificada a 38ª melhor universidade do mundo em ranking - Folha Online: 31/08/2009 - 16h01
Webometrics Ranking of World's Universities

Atualização/Update: 01/09/2009 - 10h00
MEC divulga avaliação das instituições de ensino superior; veja lista - Folha Online: 31/08/2009 - 19h36
Nove instituições de ensino superior podem ser descredenciadas pelo MEC - Folha Online: 31/08/2009 - 18h19
737 mil universitários cursam escolas ruins; ministro minimiza dados divulgados - Folha Online: 01/09/2009 - 02h52

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Junho 18, 2009

9ª Feira do Livro de Ribeirão Preto

9ª Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto

De 18 a 28 de junho de 2009.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Maio 12, 2009

A mídia conservadora e a luta pelo poder

Veja criminaliza a política brasileira
“Entre o campo jurídico e o campo midiático há uma cumplicidade estrutural que, em última e principal instância, termina servindo ao disciplinamento das classes subalternas”, constata Roberto Efrem Filho, ao avaliar a revista Veja, tema de sua dissertação de mestrado, concluída neste ano. O pesquisador analisou 578 edições da publicação, entre o período de 1997 a 2008, correspondente aos governos de Fernando Henrique Cardoso e Luís Inácio Lula da Silva. Na entrevista que se segue, concedida com exclusividade, por e-mail, à IHU On-Line, Efrem Filho diz que “o campo midiático encontra na ‘corrupção midiatizada’ um significativo modus operandi de empreender a luta política”. Assim, “a melodramatização jornalística”, continua, prefere “o combate ao debate, a polêmica à dialética, o enfrentamento entre as pessoas em detrimento do confronto entre seus argumentos”. Roberto Efrem Filho é mestre em Direito pela UFPE, professor substituto da mesma instituição de ensino e assessor jurídico popular.

Leia a entrevista.

Fonte: Notícias - IHU On-Line: 09/05/2009

Anoto que esta entrevista foi publicada também na Revista IHU On-Line, edição 292, de 11.05.2009, na seção Entrevista da Semana. Desta semana.

Recomendo a leitura. Fiquei impressionado. Talvez seja o típico limite imposto por minha ignorância na área, mas nunca tinha visto uma análise tão consistente do papel político da mídia conservadora brasileira.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Abril 21, 2009

O Espaço observa nosso Patrimônio Cultural

Exposição em Paris mostra belezas da Terra vistas do espaço
A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) apresenta em Paris a exposição "Vista Excepcional - O Espaço Observa Nosso Patrimônio Mundial", com 30 fotos em grande formato (2m x 1m) tiradas por satélites que mostram belezas culturais e naturais do planeta. As imagens foram feitas pelo Centro Aeroespacial da Alemanha a uma altura de 700 quilômetros acima da superfície da terra. Entre os sítios culturais fotografados estão as pirâmides de Gizé, no Egito [sublinhado meu], a antiga cidade de Dubrovnik, na Croácia, Jerusalém e seus muros [sublinhado meu], além da cidade de Teotihuacan, no México, e Machu Picchu no Peru. A exposição apresenta várias áreas naturais conhecidas por sua extrema beleza, como o Parque Nacional de Vulcões no Havaí, onde estão dois dos vulcões mais ativos do mundo --o Mauna Loa e o Kilauea--, o Parque Nacional do Quênia e o de Kilimanjaro, na Tanzânia, ou ainda a região da Lapônia, no Círculo Polar Ártico, e fiordes da Groenlândia. A área do Parque Nacional do Jaú, na Amazônia Central, no interior do Estado do Amazonas, uma das regiões mais ricas em biodiversidade do mundo, também foi fotografada pelo Centro Aeroespacial da Alemanha (...) A exposição, apresentada na sede da Unesco, em Paris, vai até o dia 7 de maio.

Leia o texto completo.

Fonte: Daniela Fernandes, da BBC Brasil, em Paris - Folha Online: 20/04/2009 - 09h07

Marcadores:

Bookmark and Share

IHU On-Line: Twitter, Facebook, MySpace e Orkut

A Revista IHU On-Line, edição 290, de 20.04.2009, tem como tema de capa:

Twitter, Facebook, MySpace e Orkut. As redes sociais na web

Leia:
. Marco González: Facebook: um meio de socialização on-line
. Gabriela Zago: Mais do que um espaço informacional, o Twitter é um espaço social
. Paula Sibilia: “Sociedade do espetáculo: só é o que se vê”
. Suely Fragoso: As hierarquias e verticalidades nas redes sociais da web
. Pollyana Ferrari: A equação público = privado é cada vez mais forte
. Raquel Recuero: “O suporte da internet mudou o processo social”
. Sandra Portella Montardo: “Já não se considera mais o ambiente off-line como separado do ambiente on-line”

IHU On-Line é a revista semanal do Instituto Humanitas Unisinos – IHU – Universidade do Vale do Rio dos Sinos - Unisinos.

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Abril 20, 2009

Biblioteca Digital Mundial - World Digital Library

Unesco lança biblioteca digital mundial nesta terça

"A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) vai lançar nesta terça-feira (21), em Paris, a World Digital Library (Biblioteca Digital Mundial, em inglês), um site com acesso grátis a livros, mapas, manuscritos, filmes e fotografias raras. Será o terceiro maior acervo digital do gênero, atrás do Google Book Search [Pesquisa de Livros do Google] e da biblioteca virtual Europeana, um projeto da União Europeia. O objetivo do projeto, segundo a Unesco, é reduzir a exclusão digital, ampliar o conteúdo 'não-ocidental' na internet e oferecer conteúdo para ensino on-line. O projeto foi idealizado pela Unesco e outras 32 instituições. Em um primeiro momento, o conteúdo estará disponível principalmente em árabe, chinês, inglês, francês, português, russo e espanhol - haverá conteúdo adicional em outras línguas".

Leia o texto completo.

Fonte: Folha Online: 20/04/2009 - 08h17

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Março 21, 2009

Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa

ABL lança a 5ª edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa
O Presidente da Academia Brasileira de Letras, Cícero Sandroni, lançou no último dia 19, às 17h30min, no Petit Trianon, a quinta edição do Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa (VOLP), que incorpora as novas normas estabelecidas pelo Acordo Ortográfico de 1990, regulamentado no Brasil por força de decretos assinados pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva na ABL, no dia 29 de setembro do ano passado, e já em vigor desde 1º de janeiro deste ano. O volume, de 976 páginas, contém 349.737 vocábulos, apresentados sob forma de lista, por ordem alfabética, incluindo-se a classificação gramatical de cada um, além dos estrangeirismos (cerca de 1500), que aparecem na parte final da obra. A impressão foi confiada pela ABL à editora Global. Sandroni afirmou que, com o lançamento, “a Língua Portuguesa deixa para trás a condição de ser idioma cujo peso cultural e político ainda encontrava, na vigência de dois sistemas ortográficos oficiais, um entrave ao seu prestígio e difusão internacional”. O Presidente da ABL acrescentou que “esta edição se apresenta aumentada em seu universo lexical, corrige falhas tipográficas e oferece informações ortoépicas sobre possíveis dúvidas resultantes do emprego de algumas das normas ortográficas”. O Acadêmico Cícero Sandroni também informou que, antes do dia 19, a Academia deverá entregar, em Brasília, alguns volumes prioritários ao Presidente Lula, aos presidentes do Senado Federal e da Câmara dos Deputados e aos Ministros da Educação, Cultura e Relações Exteriores (...) A ABL também apresentou texto de Nota Explicativa na qual informa sobre os procedimentos metodológicos seguidos na elaboração desta 5º edição do VOLP...

ABL Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. 5. ed. São Paulo: Global, 2009, 976 p. - ISBN 9788526013636

Fonte: ABL

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Fevereiro 20, 2009

Diversidade linguística ameaçada

:: UNESCO Interactive Atlas of the World's Languages in Danger

:: Das 6.700 línguas faladas no mundo, 2.500 estão ameaçadas, 190 no Brasil - Notícias: IHU On-Line: 20/02/2009

:: Desaparecimento das linguas, inclusive no Brasil - Observatório Bíblico: 20/09/2007

:: Quando uma lingua morre, uma visão de mundo desaparece - Observatório Bíblico: 22/02/2006

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Janeiro 05, 2009

A Folia de Reis

Para quem aprecia a Folia de Reis, recomendo uma visita ao meu post de 2 de janeiro de 2008, As Viagens dos Reis Magos.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Janeiro 03, 2009

Reforma Ortográfica da Língua Portuguesa

O Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, firmado em 1990, entrou em vigor, no Brasil, em 01/01/2009.

A mudança será gradual, vai até o final de 2012. Além de extinguir o trema (exceto em palavras estrangeiras), a reforma ortográfica traz várias mudanças na acentuação das palavras e no uso do hífen.

O Brasil é o primeiro dos 8 países da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) - Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste - a adotar oficialmente a nova grafia.

Veja o que muda digitando no Google reforma ortográfica e escolhendo um endereço confiável. Uma boa cobertura, por exemplo, pode ser encontrada na Folha Online - Especial Reforma Ortográfica.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Outubro 08, 2008

O Mino voltou

O Blog do Mino Carta está de volta. Aqui.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Julho 04, 2008

Enquete no Blog do Emir: Que imprensa você lê?

No blog do Emir Sader há interessante enquete, criada hoje: Consulta Carta Maior: Que imprensa você lê?

Diz Emir: Apresentamos aqui uma nova consulta a nossos leitores e leitoras. Responda e sugira leituras alternativas à grande mídia mercantil.

Faça uma visita ao Blog do Emir, publicado no site de Carta Maior, e participe. Além do mais, é muito interessante ver o que as pessoas costumam ler!

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Maio 13, 2008

Jornais: revistas de sala de espera

Os jornais se parecem cada vez mais com as revistas que havia para ler na barbearia ou na sala de espera do dentista.

Frase de Umberto Eco sobre a irrelevância das informações transmitidas pelos jornais hoje.

Está em uma entrevista publicada pela Folha Online de 12/05/2008 - 11h41 sob o título de Velocidade da web causará perda de memória, diz Umberto Eco

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Maio 12, 2008

Dilemas dos povos indigenas brasileiros

Em busca da terra sem males: os territórios indígenas é o tema de capa da edição 257 da IHU On-Line de 12/05/2008.

Assim começa o editorial:
O drama que acompanhamos há algum tempo em Roraima, na reserva indígena de Raposa Serra do Sol, inspira o debate da matéria de capa dessa semana da revista IHU On-Line. Os conflitos e dilemas culturais das populações indígenas brasileiras são decorrentes de um problema primário: a terra, ou melhor, a falta dela.

Contribuem para essa discussão:
  • Antonio Brand: A garantia do direito à diferença
  • Aloir Pacini: “Ninguém deixa de ser índio porque usa celular ou anda na cidade”
  • Egon Heck: O sentido da vida: primeira e grande lição dos índios ao homem branco
  • Roberto Liebgott e Iara Bonin: Como entender a cultura indígena e suas transformações?
  • Maucir Pauletti: “Os direitos dos índios são direitos de papel”
  • Paula Caleffi : “O índio é um sujeito que foi vitimado pelo processo colonial, o que não o inviabiliza de ser sujeito”
  • Sydney Possuelo: Índio e “homem branco”: duas humanidades diferentes que se encontraram em determinado tempo e espaço
  • Wellington Gomes Figueiredo: Esperança? Só quando alguém nutrir respeito pelo que é humano
  • Pedro Ignácio Schmitz: Lição dos índios: sobrevivência é o princípio de qualquer cultura
  • Jairo Rogge: O resgate da cultura material confirma a diversidade cultural e étnica indígena

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Abril 13, 2008

Recomendo dois artigos lidos hoje

O desafio da razão: Manifesto para a renovação da história, por Eric Hobsbawm, em Carta Maior: 11/04/2008
É tempo de restabelecer a coalizão daqueles que desejam ver na história uma pesquisa racional sobre o curso das transformações humanas, contra aqueles que a deformam sistematicamente com fins políticos e simultaneamente, de modo mais geral, contra os relativistas e os pós-modernos que se recusam a admitir que a história oferece essa possibilidade.

O desastre midiático, por Ignacio Ramonet, em Carta Maior: 12/04/2008
O jornalista espanhol Pascual Serrano construiu um "arquivo da vergonha jornalística", reunindo flagrantes demonstrações da deterioração de uma profissão que ameaça ruir. Hoje, a verdade informativa é quando toda a mídia (imprensa, rádio, televisão e Internet) diz a mesma coisa sobre um tema, diz que uma coisa é verdade… mesmo que seja mentira.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Janeiro 02, 2008

As Viagens dos Reis Magos

"Os folcloristas e antropólogos, a exemplo de Câmara Cascudo e Carlos Rodrigues Brandão, já interpretaram sobejamente as folias [de Reis], explicitando-lhes as características fundamentais: são parte do catolicismo popular, são de origem predominantemente camponesa e englobam o peditório do cortejo, que é feito em nome do padroeiro. Mas como praticante, e mesmo assumindo todas essas características, entendo que, de todas as formas possíveis de se explicar o que é uma Folia de Reis, a mais definidora é o seu giro, a peregrinação de um ponto inicial (a festa de saída) a ponto terminal (a festa de chegada - o 'arremate'), previamente definidos. Entre os dois pontos expoentes dos festejos de cada ano, a folia expressa-se inteira, em todas as suas dimensões (organizativa, artística, religiosa, social), dentro de cada casa onde os integrantes se apresentam como procuradores de uma esmola e viajores à procura de um certo recém-nascido. É bonito e emocionante, sim, ver a diversificação das formas e vozes das folias num grande encontro de companhias, em uma praça ou em um ginásio de esportes. Mas a folia é, na sua essência, o giro, a viagem para Belém, em cada casa por onde ela passa (...) Nasceu daí a vontade de escrever sobre os Reis Magos, tomando-os como viajantes" (p.8).

Quem assim escreve é Jadir de Morais Pessoa. Nascido de uma família mineira radicada em Itapuranga, Goiás, Jadir foi criado no Povoado de Lages, cujo centro eram as rezas e as novenas da Capela de Nossa Senhora do Rosário e o giro da Folia de Reis, terminando no dia cinco de janeiro. Ainda na adolescência, estudando em Goiânia, Jadir foi assumido como folião de Reis pelos integrantes do terno das Lages. Cursou em seguida Filosofia e Teologia na PUC-Campinas e fez o Mestrado e o Doutorado em Antropologia na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), sob a orientação do Professor Carlos Rodrigues Brandão.

Hoje Jadir é Professor Titular na Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás. Em todo esse percurso de estudante e professor, sempre manteve a identidade de folião de Reis.

Jadir foi meu aluno quando cursou Teologia na PUC-Campinas (1981-1984). E, ao pesquisar o texto bíblico de Mt 2,1-12 para a escrita deste livro, acabou encontrando meu texto A Visita dos Magos: Mt 2,1-12. Dele se serviu no capítulo primeiro, A caminho de Belém, para acompanhar a primeira das sete viagens dos Reis Magos...

Escrito em parceria com a pesquisadora francesa da temática dos Reis Magos na França e em outros países da Europa, Madeleine Félix, o livro do qual estou falando é:


Jadir de Morais PESSOA e Madeleine FÉLIX, As Viagens dos Reis Magos. Goiânia: Ed. da UCG, 2007, 256 p. ISBN: 8571033706.

Em sete capítulos, fartamente ilustrados, Jadir e Madeleine acompanham os Reis Magos em suas sete viagens:
1. A caminho de Belém
2. De Constantinopla a Milão
3. De Milão a Colônia
4. De Colônia para a Europa ocidental medieval
5. Na bagagem da catequese jesuítica
6. Trilhando a diversidade cultural brasileira
7. Os Três Reis de casa em casa

Fico muito contente ao ver esta extraordinária pesquisa do amigo Jadir, que, gentilmente, me enviou um exemplar com bonita dedicatória em dezembro passado. O livro foi lançado em janeiro de 2007.

Leia Mais:
Currículo Lattes de Jadir de Morais Pessoa
Madeleine FÉLIX, Le Livre des Rois Mages. Paris: Desclée de Brouwer, 2000, 239 p. - ISBN 9782220040486
Professor Jadir de Morais Pessoa (UFG) lança livro em parceria com escritora francesa
Tradição revigorada

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Novembro 12, 2007

Acordo ortografico da lingua portuguesa

Foi uma surpresa encontrar esta notícia. Na semana passada um aluno disse algo sobre o assunto, mas eu tinha certeza de que tudo estava acertado. Não está. Pode demorar. Pode nem sair.

Sai ou não sai a reforma ortográfica da Língua Portuguesa?

Amorim diz que só agenda reforma ortográfica com bola de cristal
O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, saiu em defesa do Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa nesta sexta-feira, em Lisboa, mas se recusou a agendar uma data para a implementação das normas. Portugal é um dos países que oferece resistência ao acordo cuja intenção é unificar as grafias das palavras em toda a comunidade lusófona. "Isso [data para entrada em vigor] só com bolinha de cristal, que eu não tenho", afirmou. Em entrevista a jornalistas, Amorim afirmou que é preciso "compreensão" quanto à demora de alguns países em aceitar o acordo. O documento, atualmente, conta com as assinaturas de Brasil, Cabo Verde e São Tomé e Príncipe. Pelas regras da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), tendo a adesão de três países, o acordo já poderia entrar em vigor. Restariam, assim, Portugal, Guiné-Bissau, Moçambique, Angola e Timor Leste. "Todos reconhecemos que é importante ter o acordo ortográfico, até para fortalecimento da língua", afirmou Celso Amorim. "Para que possamos todos trabalhar em conjunto, o acordo é fundamental. Como podemos trabalhar se um diz actual e o outro, atual?" Para o vice-presidente da Academia de Lisboa, Antonio Braz Teixeira, o problema, em Portugal, é que editores de livros pressionam "o governo português no sentido de adiar, indefinidamente, a data de início de sua [do acordo] aplicação efetiva". Teixeira propôs recentemente à Academia Brasileira de Letras que a reforma entre em vigor em 2008.

Fonte: Folha Online 02/11/2007 - 14h56.

Veja, nesta mesma página, em que consiste a reforma.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Outubro 24, 2007

Wikipedia e Biblia: muito antes, pelo contrário

Posso confiar na Wikipédia para consultas sobre temas bíblicos?

Pode e não pode... Acho que a postura do mineiro diante de polêmica temática é a mais apropriada neste caso: "E você, mineiro, é a favor ou contra?" E o mineiro, desconfiado, sem pressa, responde: "Muito antes pelo contrário..."

Por que o assunto reaparece? Porque um leitor fiel deste blog me comunica sua perplexidade face à duvidosa qualidade das informações da Wikipédia sobre temas bíblicos, judaicos e afins.

O mineiro está certo: não existe consenso sobre o assunto. Eu consulto alguma coisa, quando não tenho alternativa, mas só confio quando sei mais sobre o tema do que o autor do texto... Ou quando tenho como verificar, em outra fonte, a qualidade do que estou consumindo. Esquisito isso, mas no mundo da informação, especialmente na web, somos muitas vezes obrigados a agir assim.

Remeto os interessados a um post que escrevi em 29 de março de 2007, Wikipedia avaliada pelos biblioblogueiros, onde há alguns bons links que levam a gente séria que discutia, naquela época, o assunto. E lá indico também como chegar à Citizendium, Scholarpedia, Wikipedia.

Acrescento a estes um post de John F. Hobbins, Wikipedia, Bible Study, and the SBL, de 15 de julho de 2007, em seu Ancient Hebrew Poetry.

Por último, recomendo algo sobre os blogs - não custa desconfiar, não é?
Blogueiros mentem? Bem...
Charlatanice: muitos blogs publicam lixo como se fosse ciência
O lado obscuro dos blogs

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Outubro 15, 2007

Dia do Professor

Só piora?

Professor de SP ganha 39% menos que do Acre - Folha Online: 15/10/2007 - 08h40

Apenas 10% dos mestrados e doutorados têm nível europeu - Folha Online: 11/10/2007 - 08h52

A tragédia dos professores enlouquecidos - Gilberto Dimenstein: 15/10/2007


Veja também:
Sites de universidades brasileiras

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Outubro 13, 2007

Meu encontro com Paulo Autran

Morreu Paulo Autran, um dos maiores atores brasileiros.

De sua morte, ocorrida ontem, escreveu Josias de Souza em seu blog, Nos bastidores do poder: Depois de atingir o cume da glória, Autran subiu.

E Nelson de Sá escreveu Era o teatro, no Cacilda, blog de teatro da Lenise Pinheiro e do Nelson de Sá, em 12/10/2007 às 19h02: Demorei a compreender sua grandeza. Não aceitava as opções que fazia, as encenações a que se submetia. Eu amava o aristocrata reacionário de “Terra em Transe”, mas não era o que presenciava no teatro. Até que fui parar um dia no Sesc Ipiranga, para ver seu monólogo de décadas, restrito praticamente a um único texto, “Meu Tio o Iauaretê”, de Guimarães Rosa. A metamorfose por que passou, de homem a animal, diante dos meus olhos e de todos, foi acontecimento tão singular, ainda que ele o repetisse toda noite, que valeu por tudo. Foi tão superior o teatro, naquele instante, que não havia mesmo mais nada. Não havia, para começar, diferenças de pensamento, correntes do teatro. Foi o palco absoluto.

Retrato do ator Paulo Autran, feito pela fotógrafa Madalena Schwartz em 1999


Há 29 anos tive a rara oportunidade de conhecer e entrevistar Paulo Autran.

Foi em Patos de Minas, MG, onde, em 1978, eu era redator-chefe do jornal Folha Diocesana. Tendo chegado de Roma no final de 1976, depois de seis anos estudando na Europa, eu trabalhava como assessor exegético na Diocese de Patos de Minas e tinha 27 anos de idade.

Paulo Autran fora a Patos de Minas a convite do Centro de Estudos Teatrais (CET), grupo de teatro amador, que estava inaugurando o pequeno Teatro Telhado, e apresentou, nos dias 9 e 10 de junho de 1978, no auditório da Rádio Clube de Patos, o espetáculo O Ator e o Texto.

Na edição de 15 de junho de 1978, n. 954, da Folha Diocesana, escrevi:
O Ator e o Texto: o ator, Paulo Autran, carioca de nascimento, paulista por vivência, advogado de profissão, ator por vocação, um dos maiores expoentes do atual teatro brasileiro. O texto: Angústia, de Graciliano Ramos; Cabelos Compridos, de Monteiro Lobato; O Retrato, de Érico Veríssimo e Meu Tio o Iauaretê, de Guimarães Rosa (...) Nos debates e bate-papos dos patenses com Paulo Autran, pôde-se constatar a magnifica clarividência de idéias e amplidão de horizontes do grande ator.

A seguir, a entrevista, na qual, entre outras coisas, Paulo Autran disse: No Brasil, o povo só terá acesso ao teatro quando ele tiver o que comer, o que vestir, onde dormir e tiver aprendido a ler.

Nosso circo é a novela e o futebol, nosso pão está caro
Entrevista com o ator Paulo Autran - Por Airton José da Silva - Diretor de Redação
Publicada na Folha Diocesana – Patos de Minas, 22 de junho de 1978, n. 955, p. 9.

Na avenida Brasil, em Patos de Minas, um pequeno teatro, ainda em construção. Um grupo com muita garra, muita vontade de fazer teatro amador em Patos. O Teatro Telhado, rústico, mas acolhedor. O grupo de jovens do CET – Centro de Estudos Teatrais - um dos 5 grupos de teatro amador de Patos de Minas. São 16 horas, o dia é 10 de junho de 1978, o assunto é teatro. Sentados no chão, rapazes e moças estão atentos. Sentado também no chão, muito comunicativo, no meio de todos: Paulo Autran. Suas apresentações no auditório da Rádio Clube de Patos foram muito comentadas naqueles dias. Suas idéias e suas opiniões, ótimo incentivo para o teatro e para a cultura. E nós quisemos também ouvi-lo. Gravador na mão, entramos na intimidade daquela conversa. E Paulo Autran continuou a conversar conosco. Falou de teatro, mas falou mais. Muito natural, muito espontâneo, o famoso ator demonstrou ser grande também fora do palco. Selecionamos algumas das respostas de Paulo Autran. As perguntas são de várias pessoas, inclusive da redação da Folha Diocesana.

:: Paulo, vamos falar de algo muito importante: o teatro e a censura
Paulo Autran
– O maior mal que o teatro enfrenta atualmente [1978] é, sem dúvida, a censura. A censura tem sido castradora em todos os ramos artísticos do Brasil, no cinema, na televisão e, principalmente, no teatro. Quando a gente pensa que, atualmente, há perto de 600 peças proibidas pela censura, a gente vê o que isso representa de mal, não só para o teatro, mas principalmente para a platéia brasileira, para o povo brasileiro que fica impossibilitado de ver grandes obras, que fica sem conhecer as principais obras de seus próprios dramaturgos, porque há muita peça brasileira proibida. E você pense também na quantidade de pessoas que deixam de escrever, na quantidade de assuntos que não podem ser abordados no palco. Então, realmente, é um mal para o povo brasileiro.

:: E a televisão? Ela está ocupando um espaço enorme na vida do brasileiro. Este espaço não foi em parte roubado do teatro?
Paulo Autran
– Eu não acredito que a televisão roube espaço ao teatro, porque a televisão é totalmente diferente do teatro. O prazer que um espetáculo teatral proporciona a quem o assiste é totalmente diferente do prazer provocado por um bom programa de televisão, quando há bons programas de televisão. Porém é lastimável que um veículo capaz de promover a massificação do pensamento em nosso país, dedique tantas horas a uma coisa do gênero novela, onde só se pensa no lado sentimental das coisas. E nenhum problema real pode ser abordado numa novela.

:: No meu modo de ver, a televisão acomoda as pessoas, ela apresenta uma imagem defasada da realidade...
Paulo Autran – A televisão, principalmente, aliena a quem a assiste dos verdadeiros problemas que a pessoa tem que enfrentar. Enquanto o Brasil inteiro discute se a mocinha vai se casar e ser feliz com o mocinho, o Brasil inteiro deixa de pensar nos problemas reais, diários, cotidianos que o nosso povo tem que enfrentar.

:: A televisão torna as pessoas obedientes, massificando-as. O que significa isto no contexto brasileiro atual?
Paulo Autran – É uma lástima. Já diziam os romanos que para governar era preciso dar ao povo pão e circo. No Brasil, nosso circo é a novela e o futebol. E o pão está caro.

:: Você acha que um grupo de teatro amador que começa representando uma peça clássica vai ter algum problema por ter começado com algo tão difícil?
Paulo Autran – A palavra “clássico” assusta muita gente. Fala-se em música clássica, as pessoas dizem: “ai, que horror”. Fala-se em teatro clássico, as pessoas dizem: “ai, que difícil”. Não é verdade. O clássico, a palavra “clássico” é sinônimo de qualidade. Só se torna clássico aquilo que é bom, que reflete um problema verdadeiro da humanidade. Assim, o teatro clássico é um extraordinário ponto de partida para qualquer pessoa. Quem é capaz de representar bem um clássico é capaz de transmitir as paixões do ser humano no seu mais alto grau de intensidade. Para quem gosta de música, por exemplo, é uma conquista descobrir a beleza e a extraordinária emoção e prazer que se encontra ouvindo um bom autor clássico.

:: Qual o papel que você mais prefere fazer?
Paulo Autran – Eu fiz tantos papéis bons, tantos textos brasileiros e estrangeiros que eu não poderia lhe indicar um personagem que eu tenha gostado mais. Mas, se me obrigassem a dizer qual a peça que me deu mais prazer representar, eu poderia dizer que foi “Liberdade, Liberdade”, uma peça que atualmente está proibida em todo o território nacional, talvez por causa do nome.

:: Augusto Boal está fazendo experiências de teatro-foro na Europa. O que você acha disso?
Paulo Autran – O Boal já fez isso aqui no Brasil, o que ele chamava de teatro-jornal. A partir do fato diário, ele escrevia e apresentava diariamente pequenos esquetes no seu teatro. Ele agora ampliou isto na Europa. O Boal é um autor e um diretor muito criativo e capaz. Acredito que ele esteja fazendo um bom trabalho por lá. Se bem que isso é um caminho do teatro, não é o caminho. Não é que todo mundo deva fazer só esse tipo de teatro, porque o teatro é muito mais amplo do que isso.

:: O teatro muitas vezes atinge só pessoas de um nível cultural mais elevado, deixando de chegar ao povo. O que você pensa disso?
Paulo Autran – Há certos autores, bons autores, que são por seu próprio feitio pessoas intelectuais e intelectualizantes. Escrevem peças que só atingem um pequeno grupo de eleitos da inteligência e da cultura. Eu admiro estas peças, gosto muito de lê-las, mas não as monto, porque eu acho que o teatro só se justifica quando ele tem a participação da platéia. Só quando ele vai para a platéia e ela nos manda de volta a sua receptividade. Eu acho que o teatro deve atingir cada vez mais um número maior de pessoas e não se restringir a um pequeno círculo, seja de que elite for.

:: No Brasil há uma série de fatores econômicos e culturais que restringem demais o público, não?
Paulo Autran
– No Brasil, o povo só terá acesso ao teatro quando ele tiver o que comer, o que vestir, onde dormir e tiver aprendido a ler.

:: No atual movimento nacional para a redemocratização, qual está sendo o papel do teatro e a sua contribuição para o processo de volta ao Estado de Direito?
Paulo Autran
– O teatro teve uma participação muito grande nesta tentativa de redemocratização. O teatro foi, talvez, a primeira classe, como classe, a se manifestar pela redemocratização no Brasil, com espetáculos como “Opinião” e “Liberdade, Liberdade”. Foram os dois marcos iniciais da redemocratização, numa época bastante difícil para o nosso país. E o teatro jamais abdicou disso. Você veja, mesmo no ano passado e até nesse ano, há peças em cartaz que mostram claramente a necessidade que a classe tem de lutar para isso: “Gota d’água”, “Último Carro” e “Ponto de Partida”. A classe teatral está sempre atenta e sempre tentando denunciar e protestar contra o cerceamento da liberdade.

:: Por que é que demorou tanto a sair a regulamentação da profissão de ator? Há alguma razão do governo para isso?
Paulo Autran – Ninguém compreende realmente porque demorou tanto para sair esta regulamentação.

:: E é só aqui no Brasil?
Paulo Autran
– Não, há outros países subdesenvolvidos que enfrentam o mesmo problema.

:: Isto não faz parte de um contexto geral de desvalorização da cultura nestes países?
Paulo Autran
– Você tem razão. Mas a partir do momento em que a classe teatral representou um pedra no sapato, era muito mais fácil tê-la regulamentado anteriormente.

:: Quer dizer, existe um medo do governo no caso?
Paulo Autran – Tu o disseste.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Setembro 28, 2007

Feira do Livro de Ribeirao Preto

A 7a. Feira Nacional do Livro de Ribeirão Preto, SP, começou hoje, dia 28, e vai até o dia 7 de outubro.

Visite o site da Feira e veja a programação.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Setembro 20, 2007

Desaparecimento das linguas, inclusive no Brasil

Metade das línguas do mundo corre risco de sumir, aponta estudo

Metade das cerca de 7.000 línguas faladas hoje em todo o mundo deve sumir até o final do século, em alguns casos à velocidade aproximada de uma extinção a cada 14 dias. A estimativa catastrófica é resultado de uma investigação financiada pela National Geographic Society, que apontou as cinco regiões do planeta onde há mais línguas ameaçadas de extinção. Um dos "hotspots" inclui o Estado de Rondônia.

Leia o texto completo na Folha Online: 20/09/2007 - 09h58, escrito por Giovana Girardi.

Leia Mais:
Enduring Voices Project
História dos idiomas mapeia Babel de hoje

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Agosto 10, 2007

Le Monde Diplomatique Brasil nas bancas

Leia esta ótima notícia sobre a edição em português do Le Monde Diplomatique em:
:: Agora, também nas bancas
:: Le Monde Diplomatique no Brasil

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Julho 30, 2007

Mark Goodacre e seu "personal blog"

Você já soube do Mark Goodacre's Personal Blog?

Novinho em folha, começou dia 28.

Comece lendo o post Why I am experimenting with a personal blog.

Como classificá-lo? Blog pessoal? Penso que, inventado pelo guru dos biblioblogueiros, cai melhor em cultura.

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Julho 08, 2007

Um triunfo de marketing turistico meio bobo

:: A Unesco afirma que a lista é muito limitada. A sua própria relação de patrimônios mundiais inclui 660 pontos culturais e 166 naturais.

:: Unesco argues that the list is very limited. Its own World Heritage List numbers sites including 660 cultural and 166 natural.

Vitória do Cristo

Cristo está entre as sete maravilhas do mundo

Unesco critica concurso das 'Novas Sete Maravilhas'

La UNESCO no está implicada en la campaña de las “7 nuevas maravillas del mundo”

UNESCO confirms that it is not involved in the “New 7 wonders of the world” campaign

New 7 Wonders of the World (site oficial)

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Julho 03, 2007

Livro esgotado? Garimpe na Estante Virtual

Para quem gosta de livros e para quem precisa encontrar livros esgotados, um achado: no momento, a Estante Virtual reúne na Internet os acervos de 573 sebos e livreiros, de 136 cidades brasileiras.

É possível procurar o livro por Autor, Título ou Editora e ainda filtrar a busca por Região > Estado > Cidade. Ou fazer a busca por Assunto - chamada de Busca por Estante.

Explica o site:
A Estante Virtual é um mecanismo de busca que procura seu livro simultaneamente nos acervos de dezenas de sebos e livreiros e ainda de centenas de internautas. Assim, quando você faz uma busca na estante virtual, você está fazendo uma busca em centenas de estantes ao mesmo tempo. Com isso, além da economia de tempo, você tem uma chance muito maior de encontrar o livro que procura!

Descoberta feita lendo o blog do Josias de Souza.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Abril 25, 2007

PhD na Europa e nos USA

As características e diferenças dos programas de doutorado na Europa e nos Estados Unidos em três posts:

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Abril 24, 2007

Caros Amigos chega aos 10 anos de idade

Aos 10 anos, Caros Amigos continua ícone do jornalismo progressista
"Revista que foi pensada e adotada como sua pela nata do jornalismo e da intelectualidade boêmia da esquerda brasileira mantém vitalidade após 10 anos, idade respeitável para veículos desta natureza. Sérgio de Souza, o editor, conta essa história". Por Verena Glass – Carta Maior: 23/04/2007

Caros Amigos: ano XI, n. 121, abril de 2007. Do Editorial Felizes aniversários:
"E o menino Gabriel chega conosco aos 10 anos de idade. Prontos, ambos, para um segundo ciclo de existência. Ele, no vôo fantástico para a adolescência; nós, na renovação da roupagem, sob o corte de Michaella Pivetti, a editora de arte de Caros Amigos. O, felizmente, prestigiado conteúdo da revista permanece o mesmo, apenas ganhamos espaço para mais reportagens e vamos estrear invejáveis colaboradores, a começar nesta edição com os desenhistas Voss e Hermes, inaugurando uma página dupla de quadrinhos que se completa com tiras clássicas, internacionais e nacionais, consagradas como obras de arte. A matéria de capa, para reafirmar a preocupação central que nos move desde o número 1, parece uma provocação e é mesmo. As respostas à abrangente enquete que realizamos, perguntando a personalidades de cada uma das áreas responsáveis pelo presente e futuro do país o que é ser de esquerda, comprovam, no grosso, que estamos vivendo um momento de vácuo ideológico, um curioso temor de definições pessoais..."

Atenção: Carta Maior muda de endereço eletrônico. Atualize sua chamada
.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Março 29, 2007

Wikipedia avaliada pelos biblioblogueiros

A coisa anda fervendo... Mark Goodacre falou a favor da Wikipedia, Jim West falou contra, Loren Rosson opinou, Duane Smith também, Rick Sumner encasquetou...

Leia:
Wikipedia and Web 2.0

Leia também:
Citizendium, Scholarpedia, Wikipedia

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Dezembro 23, 2006

Citizendium, Scholarpedia, Wikipedia

Folha Online: 23/12/2006 - 10h45

Novas enciclopédias virtuais ameaçam o reinado da Wikipédia
O sucesso da enciclopédia virtual Wikipédia, em que qualquer pessoa pode introduzir ou modificar artigos, está ameaçado pela aparição de novas iniciativas como a Citizendium e a Scholarpedia, que visam oferecer informação com maior confiabilidade e seriedade. Mas destronar a gigante Wikipédia não é fácil: em apenas três anos e meio de vida, o site conseguiu acumular um milhão de artigos em 50 idiomas, com a colaboração de 10 mil editores. Nos últimos meses, projetos que enfatizam a busca de comprovação de cada um dos artigos ganharam espaço na web (cont.)

Veja:
Citizendium
Citizendium Blog
Citizendium FAQ
Scholarpedia
Wikipedia
Wikipédia

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Outubro 07, 2006

Editoras dizem que o Google Book Search está ajudando a vender mais livros

Info Online: sexta-feira, 06 de outubro de 2006 - 16h53

Google ajuda a vender livros, dizem editoras

Editoras internacionais estão começando a registrar aumento nas vendas pelo programa do Google que permite aos internautas ler trechos de livros online, dois anos após o lançamento do controvertido plano de digitalização de obras literárias. O Google está recrutando editoras para voluntariamente enviarem seus livros para que usuários na Internet possam mais facilmente encontrar títulos relacionados aos seus interesses, mas há algum receio de que o projeto possa levar à pirataria ou à exploração de conteúdo protegido por direitos autorais. "O Google Book Search ajudou a transformar internautas em consumidores", disse Colleen Scollans, diretor de vendas online da Oxford University Press. Ela não quis fornecer dados específicos, mas disse que o crescimento das vendas foi "significativo". Scollans estimou que 1 milhão de consumidores viram 12.000 títulos da editora utilizando o sistema do Google (...) Outras editoras, como a Penguin, mostraram-se menos animadas com os resultados e obtiveram maior sucesso com outras parcerias. "Nossa experiência é que a receita gerada pelo Google tem sido modesta. Programas da Amazon têm gerado mais vendas de livros", disse o presidente-executivo da Penguin, John Makinson, à Reuters nesta semana, durante a Feira do Livro de Frankfurt (Por Jeffrey Goldfarb, da Reuters)

Leia Mais (sobre a Feira do Livro de Frankfurt 2006):
Frankfurter Buchmesse 2006 - 04. bis 08. Oktober
Frankfurt Book Fair 2006 - 04 - 08 October

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Setembro 30, 2006

Conseguiria Mozart reverter a agressividade da elite brasileira neste vale-tudo de luta pelo poder?

Folha Online: 30/09/2006 - 20h48

Música de Mozart acalma alunos em sala de aula, diz estudo

da Ansa, em Londres
A música do compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791) acalma os alunos em sala de aula e pode reverter comportamentos agressivos, melhorando substancialmente o rendimento dos estudantes, afirma um estudo de cientistas britânicos. Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Derby, no centro da Inglaterra, concluiu que fazer com que os alunos entre três e sete anos ouçam Mozart não só acalma os ânimos da classe como melhora o rendimento escolar. Os autores do estudo, Simon Brownhill, Fiona Shelton e Clare Gratton, também afirmaram que os concertos do compositor austríaco ouvidos durante aulas de matemática deram resultados "surpreendentes" nos alunos, especialmente nos que apresentam "problemas graves de conduta". O livro em que o estudo foi publicado, intitulado "101 Essential Lists for Managing Behaviour in the Early Years" (101 aspectos essenciais para controlar o comportamento de crianças nos seus primeiros anos) evidenciou que a música de Mozart "pode ser uma ferramenta muito poderosa na luta contra o mau comportamento em sala de aula" (cont.)


Play Mozart to tackle poor behaviour, teachers urged

The Guardian: Friday September 29, 2006
(...) Today a new book from academics at the University of Derby suggests that the approach may also work with badly behaved three to seven-year-olds in primary schools. In particular, playing Mozart during maths lessons has been shown to improve pupils' work, say authors Simon Brownhill, Fiona Shelton, and Clare Gratton.Their book, 101 Essential Lists for Managing Behaviour in the Early Years, says: "Music can be a very powerful tool in the fight against poor behaviour" (cont.)

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Setembro 26, 2006

Livros da Biblioteca da Universidade Complutense de Madri estarão disponíveis na web

Proyecto de digitalización Biblioteca Complutense-Google
La Biblioteca de la Universidad Complutense de Madrid y Google han firmado un acuerdo de cooperación para digitalizar la totalidad de las colecciones de la Biblioteca Complutense libres de derechos de autor. Se obtendrán copias digitales de estas obras que podrán ser recuperadas libremente desde Google (buscando en el texto completo) y desde el catálogo de la Biblioteca. La Biblioteca de la Universidad Complutense se convierte de este modo en la primera biblioteca no anglosajona que realiza un acuerdo de colaboración con Google dentro del Google Library Project (cont.)

Leia Mais:
Madrid's Complutense University opens its library to the world
Universidade de Madri integra livros ao Google Books

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Setembro 08, 2006

Google News Archive Search - Pesquisa em Arquivos de Jornais do Google

Google estréia busca por documentos históricos
"O Google disponibilizou um novo serviço que permite a seus usuários realizar buscas por documentos histórios e notícias publicadas em edições antigas de jornais e revistas. A base de dados do Google tem publicações de até 200 anos" (Info Online: 06 de setembro de 2006 - 09h13).

Google vai disponibilizar 200 anos de jornais na web
"A empresa de Internet Google vai lançar um serviço de busca em arquivos de jornais, alguns com registros de notícias publicadas nos últimos 200 anos. Ao consultar o novo Google News Archive Search (Pesquisa em Arquivos de Jornais do Google, em inglês), o internauta terá acesso a notícias tanto de jornais online gratuitos quanto a arquivos pagos" (BBC Brasil: 07/09/2006 - 14h25).

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Agosto 25, 2006

Biblioteca digital da UE pretende chegar a 6 milhões de obras até 2010

Folha Online: 25/08/2006 - 15h51

UE pede que países digitalizem patrimônio cultural


da Ansa, em Bruxelas

A Comissão Européia recomendou nesta sexta-feira a todos os Estados membros da UE (União Européia) que procurem disponibilizar com rapidez seu patrimônio cultural de forma digitalizada, para respeitar o objetivo de criar até 2010 uma biblioteca digital que conte com um arcevo de pelo menos 6 milhões de obras (...) Dessa forma, praticamente todos os arquivos, museus e bibliotecas européias, que sozinhas reunem cerca de 138 milhões de obras registradas, poderão coligar seu conteúdo digital à biblioteca digital européia, que disponibilizará o material a todos os cidadãos do mundo (cont.)

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Agosto 11, 2006

Se voce precisa de um texto grego clássico...

Michael Hanel do blog BibleWorks indica no post Where to find the Classics (Greek) seis endereços para textos gregos clássicos, com os prós e os contras existentes em cada um.

Precisa, por exemplo, de Flávio Josefo em grego? Pois dê uma olhada...

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Agosto 10, 2006

Livros da Universidade da California no Google Book Search

Folha Online: 10/08/2006 - 19h04

Google fecha acordo para colocar livros da Universidade da Califórnia na Internet
O Google anunciou um acordo para que os livros da Universidade da Califórnia possam ser acessados pela internet. O acordo, fechado na quarta-feira, reforçou o projeto Google Book Search (...) O sistema estatal universitário tem mais de 100 livrarias em seus 10 campi e qualifica sua coleção de biblioteca acadêmica e de pesquisa como a maior do mundo (...) Outras instituições que assinaram o projeto do Google incluem as universidades de Harvard e Stanford e a biblioteca do Congresso americano (cont.)

O Google tem também um blog sobre o Book Search.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Julho 04, 2006

World eBook Fair - Feira Mundial do Livro Eletrônico

Evento coloca mais de 300 mil livros para download gratuito


Atualizando: 4.7.2006 - 19h17
Brasil também oferece download gratuito de livros

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Maio 14, 2006

Uma nova Biblioteca de Alexandria na web criada com tecnologia digital?

Leia o grande artigo do The New York Times, Scan This Book!

Por Kevin Kelly. Published: May 14, 2006.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Maio 02, 2006

Os jovens americanos sabem onde fica o Iraque? My Wonderful World!

Está no The Independent Online Edition: Seis em cada 10 jovens norte-americanos não conseguem encontrar o Iraque em um mapa... Leia:

Six out of 10 young Americans cannot find Iraq on a map

By Andrew Buncombe in Washington

Published: 03 May 2006


Atualização: 04/05/2006 - 14h58
Pesquisa revela que jovens americanos "ignoram" resto do mundo

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Abril 30, 2006

No sistema neoliberal somos levados, cada vez mais, a viver e morrer em função do consumo

Agência Carta Maior: 21/04/2006

Velhos e novos consensos morais

Luís Carlos Lopes
Durante muito tempo a Igreja Católica foi a guardiã da moral pública brasileira. Não é mais (...) Nas últimas cinco décadas, o capitalismo se instalou profundamente na vida brasileira, chegando a sua atual fase, que alguns críticos chamam de neoliberal. Tivemos um longo percurso de passagem de uma economia rural, para uma economia urbana. A maior parte dos brasileiros (80%) passou a viver nas cidades grandes, médias e pequenas. A antiga hegemonia católica esfacelou-se, bem como o consenso social sobre questões afetivas e sexuais. O país se dessacralizou e a moral e os moralistas se defrontaram com novas crenças e novos comportamentos que, mesmo fragmentariamente, trouxeram novos modos de encarar antigos problemas. As novas igrejas e mesmo os novos movimentos católicos já não são capazes de conseguir os mesmos consensos de antes (...) Todos querem o mesmo: viver e morrer para e pelo consumo. Infelizmente, é fácil de ver em muita gente boa, que eles crêem em sua superioridade sobre os demais. Os mesmos vêem como desnecessário se ter preocupações éticas e acreditam no lucro acima do amor entre os homens e mulheres de boa vontade...

Acredito que outros fatores devam ser igualmente considerados, quando se tenta pensar a ética da complexa sociedade atual. Mas estes que são aqui apresentados já nos fazem pensar...

Luís Carlos Lopes é professor do Instituto de Artes e Comunicação Social da Universidade Federal Fluminense.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Abril 11, 2006

Los Libros Hacen Historia: la Feria Internacional del Libro de Buenos Aires

La Feria Internacional del Libro de Buenos Aires es una verdadera ciudad de libros, un catálogo nacional e internacional de industrias editoriales y una fiesta de la cultura. Es la muestra más importante de Latinoamérica y destacado referente a nivel mundial; convocando a más de un millón de asistentes. Del 17 de abril al 8 de mayo de 2006.


Folha Online: 11/04/2006 - 17h31

Brasil expõe 3,5 mil títulos em feira literária na Argentina

Cerca de 26 editoras brasileiras estarão neste ano na 32ª Feira do Livro de Buenos Aires, na Argentina. O evento acontece entre 17 de abril e 8 de maio (...) Com o lema "Os Livros Fazem História", estima-se que 1,2 milhão de pessoas visitem a feira e participem das atividades culturais oferecidas por expositores de 32 países. Considerado um dos principais acontecimentos do mercado editorial na América Latina, o evento deverá reunir mais de 8 mil profissionais, entre eles editores, livreiros, bibliotecários, distribuidores e educadores de todo o mundo (cont.)

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Março 20, 2006

Termina a Bienal do Livro de São Paulo 2006

Bienal do Livro fica lotada no último dia

O Estado de São Paulo - 20/03/2006

Obs.: o link para a notícia está quebrado.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Março 17, 2006

Bienal do Livro 2006: despertando o hábito da leitura

A importância de despertar o hábito de ler

Obs.: link quebrado... aqui conduz à CBL somente! (observação feita em 22.02.2009)

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Março 16, 2006

The Economist: o Brasil é um país de não-leitores

Folha Online: 16/03/2006 - 18h47

Leitura no Brasil é uma "vergonha", diz The Economist

A aversão dos brasileiros aos livros virou assunto da última edição da influente revista britânica The Economist. Para a publicação, a situação precária das bibliotecas públicas e o baixo índice de leitura dos brasileiros constituem 'motivo para vergonha nacional' (...) Leia abaixo uma tradução do texto Um país de não-leitores publicado pela The Economist.


Muitos brasileiros não sabem ler. Em 2000, um quarto da população com 15 anos ou mais eram analfabetos funcionais. Muitos simplesmente não querem. Apenas um adulto alfabetizado em cada três lê livros. O brasileiro médio lê 1,8 livros não-acadêmicos por ano - menos da metade do que se lê nos EUA ou na Europa. Em uma pesquisa recente sobre hábitos de leitura, os brasileiros ficaram em 27º em um ranking de 30 países, gastando 5,2 horas por semana com um livro. Os argentinos, vizinhos, ficaram em 18º. Em um raro acordo, governo, empresas e ONGs estão todos se esforçando para mudar isso. No dia 13 de março, o governo lançou o Plano Nacional de Livros e Leitura. A medida busca impulsionar a leitura, por meio da abertura de bibliotecas e do financiamento de editoras, entre outras coisas. A ONG Instituto Brasileiro de Leitura traz livros para as pessoas (cont.)

Brazil: A nation of non-readers

Mar 16th 2006 - São Paulo - From The Economist print edition


A strange and costly disregard for books

Many Brazilians cannot read. In 2000, a quarter of those aged 15 and older were functionally illiterate. Many simply do not want to. Only one literate adult in three reads books. The average Brazilian reads 1.8 non-academic books a year - less than half the figure in Europe and the United States. In a recent survey of reading habits, Brazilians came 27th out of 30 countries, spending 5.2 hours a week with a book. Argentines, their neighbours, ranked 18th (cont.)

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Março 15, 2006

Bibliotheca Alexandrina: antiga e moderna

Em SansBlogue, de Tim Bulkeley, você pode ler sobre a antiga e famosa Biblioteca de Alexandria, Egito, que está "renascendo", toda recheada de tecnologia...

Leia Mais:
Bibliotheca Alexandrina
The Three Libraries of Alexandria

Marcadores:

Bookmark and Share

Google quer comercializar acesso online a publicações

Folha Online: 15/03/2006 - 13h11

da Efe, em São Francisco
O Google planeja lançar um serviço que proporcionaria acesso a publicações sujeitas a direitos de propriedade intelectual mediante sua ferramenta de "busca dentro dos livros", anunciou nesta semana a empresa em seu site. Por enquanto, os usuários do "Google Book Search" podem consultar fragmentos de livros sujeitos a direitos de propriedade intelectual catalogados em seu serviço, mas não podem ter acesso a textos completos. O novo serviço permitiria aos usuários registrados pagar pelo acesso imediato às publicações (cont.)



The Google Books Partner Program is developing tools for publishers to experiment with new and innovative ways to increase book revenue. The first of these tools allows you to sell online access to your book. Once you set a price for your book, users who discover it through Google Book Search will be able to pay for access to its full contents. The book will only be available to the user once they’ve signed in with their personal account, and will only be available through their browser. Users will not be able to save a copy on their computer nor copy pages from the book (cont.)


Leia Mais:
Google Partnering With Publishers To Sell Online Books

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Março 08, 2006

Por que o brasileiro lê pouco? Como descobrir o que vai agradar ao leitor?


Folha Online: 07/03/2006 - 17h15

Por que o brasileiro lê pouco?

Vote na enquete e veja resultado de pesquisa.

Só 26 milhões de brasileiros gastam seu tempo com livros. Ou seja, 30% da população alfabetizada acima de 14 anos. O índice de leitura é baixo: menos de dois livros por habitante no período de um ano. Na França, a média é de sete livros. Nos EUA, cinco. Na sua opinião, o que mais prejudica o hábito da leitura no Brasil?

Qual gênero literário mais vende no Brasil? Como descobrir o que vai agradar ao leitor?

Embora a primeira pergunta tenha uma resposta objetiva, a segunda ainda fica envolta em mistério. À parte os livros didáticos, que constituem um segmento próprio no mercado, sem comparação com os demais gêneros, os últimos dados computados pela CBL, em 2003, demonstram que os livros de ficção ainda são os preferidos dos brasileiros, com 12,8 milhões de exemplares oferecidos ao mercado naquele ano. Em segundo lugar vêm 12,175 milhões de exemplares da Bíblia. Caso fossem acrescentados os livros evangélicos (6,9 milhões) e espíritas (5,67 milhões), os volumes de temática religiosa seriam o de maior oferta no mercado brasileiro. Vistas por gênero diferenciado, as obras evangélicas estão em sexto lugar, enquanto as espíritas ficam em oitavo. Obras de referência e consulta ocupam o terceiro lugar na lista, com 8,9 milhões de exemplares, seguidas pelas publicações sobre legislação e direito (8,4 milhões). Livros de auto-ajuda (4,6 milhões) estão na modesta nona posição, enquanto os de administração e gestão empresarial ficam no último lugar, com 2 milhões, aproximadamente (cont.)

Leia Mais:

Bienal do Livro quer bater recordes - veja números
Bienal do Livro SP 2006
O livro sem ritmo de samba

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Março 06, 2006

19ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2006

Folha Online: Especial Bienal do Livro 2006

A 19ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo começa nesta quinta-feira, e vai durar dez dias. O evento acontece no Pavilhão de Exposições do Anhembi (cont.)

Leia Mais:
19ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo 2006 (site oficial)

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Março 02, 2006

UE vai colocar na Internet todo o seu patrimônio científico e cultural

Folha Online: 02/03/2006 - 17h14

Biblioteca Digital Européia terá 6 mi de obras em 2010

da Efe, em Bruxelas
A União Européia (UE) contará em 2010 com uma biblioteca digital de mais de 6 milhões de livros, filmes, fotografias e outros documentos, um projeto que começa a ser executado neste ano com o objetivo de reunir todo o patrimônio cultural e científico do continente. A iniciativa é similar à da empresa Google, que prevê disponibilizar na internet 15 milhões de obras procedentes de bibliotecas americanas e da universidade britânica de Oxford. A Biblioteca Digital Européia permitirá ao usuário, através de um único portal em vários idiomas, ter acesso ao saber cultural e científico de bibliotecas, arquivos e museus de toda a UE (cont.)

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Fevereiro 24, 2006

Amigos do Livro: estudo, pesquisa e divulgação do livro e do hábito de leitura

Amigos do Livro é o portal do livro no Brasil. Um endereço para estudo, pesquisa, divulgação e promoção do livro e do hábito da leitura. Tudo nele é grátis. Você encontra autores, editoras, livrarias e sebos, gráficas, bibliotecas, grupos literários e academias, prêmios e concursos, noticias sobre o mercado e o mundo do livro e serviços. O portal Amigos do Livro foi inaugurado, em São Paulo, no dia 6 de outubro de 2001. Vale a pena conferir.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Fevereiro 23, 2006

SBL Joins the Google Books Partner Program

SBL is pleased to announce that it has joined the Google Books Partner Program, an online book marketing program designed to help publishers and authors promote their books by making available a limited number of sample pages. Using Google Book Search (formerly Google Print), SBL members will now be able to find and search the content of more than twenty titles from SBL's current list of books. This has important potential benefits for SBL, since getting people to browse our books improves sales through all channels and because Google Book Search will make SBL titles easily available to people around the world who might not otherwise encounter them (...) SBL has also joined Amazon's Advantage Program, which allows us to customize the information about our titles on Amazon. Now when you search for a current SBL title on Amazon, you will see a picture of the book's cover, with information about the author, and reviews. And the title is available to ship within 24 hours (cont.)


Sobre o Google Book Search, leia aqui.

Marcadores:

Bookmark and Share