Observatório Bíblico

Terça-feira, Fevereiro 02, 2010

Tempestades

Anteontem foi aqui em Brodowski: raios em grande quantidade e chuva forte.

Ontem, de novo, e todos os dias, São Paulo alagada. O Paraná...

Veja esta foto de Ribeirão Preto ontem:


Leia Mais:
Folha Online: Especial Chuvas
INMET - Instituto Nacional de Metereologia
INPE - Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Janeiro 06, 2010

Aquecimento global: desmanche do planeta?

Li hoje um comentário de um leitor no blog do Nassif sobre as últimas catástrofes ocorridas no Brasil com as chuvas recentes que me chamou a atenção: "Meu Deus, o Brasil está desmanchando..."

Pode ser interessante, entre uma catástrofe e outra, ler também:

:: A cruzada para negar o aquecimento global - Notícias: IHU On-Line: 06/01/2010

:: Leonardo Boff fala sobre os rumos do planeta terra e do ser humano - Adital: 23/12/2009

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Dezembro 17, 2009

Copenhague: agora vai?

Obama procura Lula para buscar "resultado positivo" em Copenhague
O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, falou nesta quarta-feira (16) por telefone com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, como parte de seus esforços para impulsionar um resultado positivo da cúpula sobre mudança climática (COP15), que acontece em Copenhague. "O presidente Obama destacou ao presidente Lula a importância de os dois países continuarem trabalhando para conseguir um acordo concreto que signifique um verdadeiro progresso e determinar uma ação global para enfrentar a ameaça da mudança climática", segundo informou a Casa Branca... (Folha Online: 17/12/2009 - 02h16)

EUA prometem contribuição para fundo climático de US$ 100 bi
Os Estados Unidos vão contribuir com o fundo de US$ 100 bilhões por ano até 2020 que ajude os países pobres a lidar com a mudança climática, disse nesta quinta-feira (17) a secretária de Estado, Hillary Clinton, em Copenhague. No entanto, ela condicionou a contribuição a uma "transparência" dos países envolvidos. Uma oferta como essa, apesar de ainda sem valor definido, era esperada pela delegação brasileira, que achava difícil metas de corte maiores dos EUA. Diante das dificuldades para um acordo em Copenhague até amanhã, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva apostava em um aporte de dinheiro público dos EUA para um fundo global que bancaria o corte das emissões de gases-estufa e a adaptação à mudança climática. O Japão e a União Europeia também já se comprometeram em ajudar a construir esse fundo, de acordo com o jornal "Washington Post"... (Folha Online: 17/12/2009 - 09h33)



Obama viaja a Copenhague com meta de corte de CO2 tímida e promessa de ajuda
O presidente Barack Obama chega nesta sexta-feira (18) na cúpula do clima de Copenhague (COP-15) com a certeza de ter transformado a política americana sobre mudança climática e em busca de garantias de verificação ante um eventual acordo. Obama passará apenas algumas horas em Copenhague, mas seus assessores acreditam que sua presença é um sinal claro de que o governo dos Estados Unidos, fortemente criticado por se opor à redução das emissões poluentes no passado, se converteu agora num líder a favor da luta contra o aquecimento global... (Folha Online: 17/12/2009 - 12h45)

Lula rechaça responsabilidade de países pobres no clima e cobra ricos
O presidente Luís Inácio Lula da Silva descartou a responsabilidade de países em desenvolvimento sobre a mudança climática e voltou a cobrar os países desenvolvidos. Segundo Lula, as nações ricas devem assumir metas mais ambiciosas de redução de emissões de gases do efeito-estufa, "à altura de suas responsabilidades históricas". "É inaceitável que os menos responsáveis pela mudança climática sejam suas primeiras e principais vítimas [do aquecimento global]", afirmou o presidente. "As fragilidades de uns não podem servir de pretexto para o recuo e vacilação de outros. Não é politicamernte racional nem moralmente justificável colocar interesses corporativos e setoriais à frente do bem comum da humanidade", observou Lula... (Folha Online: 17/12/2009 - 13h19)

Fonte: Folha Online - Especial Conferência de Copenhague

Leia Mais:
Bento XVI divulga mensagem fortemente ambiental
Confrontos em Copenhague. Artigo de Leonardo Boff
Meio ambiente/Environment no Observatório Bíblico

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Dezembro 06, 2009

COP 15: Copenhague - 7 a 18 de dezembro

Começa amanhã e vai até 18 de dezembro a 15ª Conferência das Partes da Convenção da ONU sobre Mudanças Climáticas - COP 15: Conference of the Parties 15 - em Copenhague, Dinamarca.

Fique informado.

Leia Mais:
Conferência de Copenhague: Especial Folha Online

Cop 15 - Copenhague 2009: Especial da BBC Brasil
Meio ambiente/Environment no Observatório Bíblico

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Agosto 28, 2009

COP 15: Copenhague

:: 100 dias para Copenhague: Dia de Ação pelo Clima no sábado, 29 de agosto - Notícias - IHU On-Line: 24/08/2009

Participe do Dia de Ação pelo Clima no sábado, 29 de agosto, em São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, Salvador, Brasília e Manaus.

Qual é o motivo? Faltarão 100 dias para o início da 15ª Conferência das Partes da Convenção da ONU sobre Mudanças Climáticas - COP 15: Conference of the Parties 15 - em Copenhague, Dinamarca, que acontecerá de 7 a 18 de dezembro de 2009.


:: 100 dias para Copenhague: “não temos tempo a perder”. Entrevista especial com Lisa Gunn - Notícias - IHU On-Line: 28/08/2009

Tic Tac. Está chegando a hora para a Conferência sobre as mudanças climáticas a ser realizada em Copenhague. Um movimento que tem como nome exatamente o nome do som que nos lembra que o tempo está passando. Foi criado para que possamos refletir, já que, a partir de hoje, faltam 100 dias para a conferência começar. Uma das consultoras do movimento Tic Tac é a coordenadora do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC), Lisa Gunn. Ela conversou, por telefone, com a IHU On-Line sobre a importância de marcarmos essa data para pensarmos nos acordos a serem realizados na cidade dinamarquesa. “Precisamos que a conferência de Copenhague e os líderes dos países, cheguem a um acordo extremamente agressivo em termos de redução de emissão de gases do efeito estufa”, disse ela. Antropóloga e Socióloga pela Universidade Estadual de Campinas - Unicamp, Lisa Gunn é especialista em Desenvolvimento Sustentável pela Carl Duisberg Gesellschaft, na Alemanha. Também é mestre em Ciência Ambiental pela Universidade de São Paulo - USP.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Junho 09, 2009

Ecopicumã

Ecopicumã? Ecofuligem? Ecofumaça? Eco!

Eco, do grego ékhô, oûs 'ruído, som, eco', pelo latim echo, us, tem muitos significados, grande parte deles ligados ao som, como explica o Dicionário Eletrônico Houaiss da língua portuguesa, versão 1.0, dezembro de 2001, verbete "eco"

Mas, em terras e serras mineiras, sempre usávamos a palavra "eco", quando crianças, para manifestar nojo, repugnância, aversão, asco, antipatia... Enfim, rejeição diante de algo nojento, de origem, forma ou gosto ruim.

É esse eco "mineiro" que uso, quando sinto e vejo o "presente" que nos dão aqueles que queimam, por aqui, nestes dias, os canaviais nas proximidades das cidades, nos enchendo de fuligem, fumaça, ar ruim, doenças respiratórias, o escambau.

Até quando vamos continuar a entupir nossos pulmões com picumã? Picumã? Do tupi apeku'mã, 'fuligem'. Já viu uma chaminé com picumã? Pois é.

E toda essa fumaça de queimadas que envenena o ar da região de Ribeirão Preto deve ser para "comemorar" o Dia Mundial do Meio Ambiente 2009, celebrado em 5 de junho. Eco!

Para os interessados, acrescento que ecologia vem do francês écologie (1910) 'ecologia', empréstimo do alemão Ökologie, termo forjado, em 1866, por E. H. Haeckel (1834-1919, zoologista e biólogo alemão), do grego oîkos, on 'casa' + grego lógos, ou 'linguagem'. O empréstimo do francês ao alemão se deu provavelmente pelo inglês oecology (1873), segundo o já citado Dicionário Eletrônico Houaiss da língua portuguesa, versão 1.0, dezembro de 2001, verbete "ecologia". Portanto, de oîkos, 'casa' e não de eco!

Leia Mais:
Ambiente - Marcador/Label no Observatório Bíblico
Meio Ambiente/Environment - Sumário de todos os posts sobre o tema do Meio Ambiente no Observatório Bíblico
Ruralistas iniciam sua maior ofensiva contra leis ambientais - Maurício Thuswohl, em Carta Maior - 12/05/2009
Minc joga última cartada para defender leis ambientais - Maurício Thuswohl, em Carta Maior - 01/06/2009
Ecoeconomia. Uma resposta à crise ambiental? - Revista IHU On-Line: edição 295, de 01/06/2009
Agrotóxicos. Remédio ou veneno? Uma discussão - Revista IHU On-Line: edição 296, de 08/06/2009

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Abril 21, 2009

Dia da Terra 2009 - Earth Day 2009

Nasa vai transmitir imagens do planeta em alta definição no Dia da Terra
"A Nasa vai comemorar o Dia da Terra na quarta-feira [22 de abril] transmitindo imagens em alta definição do planeta tiradas por câmeras instaladas na Estação Espacial Internacional (ISS), anunciou nesta segunda-feira a agência espacial americana. A ISS e sua tripulação permanente de três astronautas, em órbita a 354 km de altitude, dão a volta da Terra a cada 90 minutos e podem ver o sol se pôr 16 vezes por dia. Visível da Terra a olho nu, a ISS avança a 28.163 km/h. As imagens em alta definição da Terra poderão ser vistas no dia 22 de abril das 10h00 às 13h00 GMT (07h00 às 10h00 de Brasília), das 16h00 às 18h00 GMT (13h00 às 15h00 de Brasília) e das 20h00 às 23h00 GMT (17h00 às 20h00 de Brasília) no canal de TV da Nasa ou no site da agência espacial".

Fonte: AFP - 21/04/2009

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Março 22, 2009

Dia Mundial da Água 2009


:: Dia Mundial da Água - World Water Day - Día Mundial del Agua

:: 5th World Water Forum - 16-22 March 2009 - Istanbul, Turkey

:: World Water Council

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Dezembro 31, 2008

Alerta vermelho

Como escapar do fim do mundo

Leonardo Boff

Chegamos a um tal acúmulo de crises que, conjugadas, podem pôr fim a este tipo de mundo que nos últimos séculos o Ocidente impôs a todo o globo. Trata-se de uma crise de civilização e de paradigma de relação com o conjunto dos ecossistemas que compõem o planeta Terra, relação de conquista e de dominação. Não temos tempo para acobertamentos, meias-verdades ou simplesmente negação daquilo que está à vista de todos. O fato é que assim como está, a humanidade não pode continuar. Caso contrario, vai ao encontro de um colapso coletivo da espécie. É tempo de balanço face à catástrofe previsível. Inspira-nos uma escola de historiadores bíblicos que vem sob o nome de escola deuteronomista, derivada do livro do Deuteronômio que narra a tomada de Israel e a entronização de chefes tribais (juízes). A escola refletiu sobre 500 anos da história de Israel, a idade do Brasil, fazendo uma espécie de balanço das várias catástrofes políticas havidas, especialmente, a do exílio babilônico...

Leia o texto completo na Adital - dezembro de 2008

Leia Mais:
Meio ambiente - Environment

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Junho 12, 2008

Projeto Floresta Zero

Os caubóis do agronegócio - Por Maurício Thuswohl em Carta Maior: 09/06/2008

A força da bancada ruralista. Bancada detonou política ambiental - Em Notícias do Dia - IHU On-Line: 12/06/2008

TCU: na Amazônia, crime ambiental compensa - Em Notícias do Dia - IHU On-Line: 12/06/2008

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Junho 10, 2008

As igrejas e a crise atual, segundo Leonardo Boff

Boff desafia a igreja frente à crise global
Em meio a um mundo em crise, “a missão importante e urgente da Igreja é ressuscitar a esperança”, missão que vai muito além dos dogmas ou das doutrinas, disse o teólogo brasileiro Leonardo Boff, ao falar, na sexta-feira, 6, para um templo lotado da Igreja Luterana de Quito, que comemora 50 anos de presença no Equador. Segundo Boff, a Igreja não representa um fim em si mesma. “As igrejas não existem para si, elas existem para Deus e para a humanidade. Existem para a justiça, a dignidade, a paz e para manter a esperança. Existem para preservar e cuidar de toda a criação. A Igreja é um princípio de esperança”, frisou o teólogo.

Leia a reportagem de Chris Morck na ALC - Agencia Latinoamericana y Caribeña de Comunicación: 09/06/2008.

Read English version here.

Marcadores:

Bookmark and Share

Um comportamento ecologicamente responsável

Em artigo publicado pelo Jornal do Brasil, em 09/06/2008, citado aqui a partir de Notícais do Dia - IHU On-Line - Agir rápido, agir juntos. Artigo de Leonardo Boff - o teólogo Leonardo Boff afirma, entre outras coisas:
Finalmente também as igrejas estão se mobilizando para enfrentar as mudanças climáticas da Terra. O secretário-geral da ONU Ban Ki-Moon visitou em março o Conselho Mundial das Igrejas em Genebra e disse: "um problema global exige uma resposta global: nós precisamos da ajuda das Igrejas". E elas responderam prontamente com uma conclamação aos milhões de cristãos dispersos pelo mundo afora com estas palavras: "agir rápido, agir juntos porque não temos tempo a perder". Citaram a Bíblia para enfatizar que Deus nos entregou a Terra como herança para administrar e não para dominar, pois esta palavra bíblica "dominar" significa cuidar e gerenciar. Acolheram os dois imperativos propostos pelo Painel Intergovernamental das Mudanças Climáticas (IPCC) : a mitigação e a adaptação. A mitigação quer identificar as causas produtoras do aquecimento global que é o nosso estilo delapidador de produção e consumo ilimitado e individualista. A adaptação considera os efeitos perversos, especialmente nos países mais vulneráveis do Sul do mundo que demandam solidariedade pois se não conseguirem se adaptar, assistiremos, estarrecidos, a grandes dizimações (...) A Igreja Católica oficialmente ainda não propôs nada de relevante. Mas a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil em suas campanhas da fraternidade sobre a água e sobre a Amazônia ajudou a despertar uma consciência ecológica. Os bispos canadenses publicarem recentemente uma bela carta pastoral com o título: "a necessidade de uma conversão". Atribuem à conversão um significado que transcende seu sentido estritamente religioso. Ele implica "encontrar o sentido do limite, pois, um planeta limitado não pode responder a demandas ilimitadas". Precisamos, dizem, libertar-nos da obsessão consumista. "O egoísmo não é somente imoral, ele é suicida; desta vez não temos outra escolha senão uma nova solidariedade e novas formas de partilha" (...) A fé hebraico-cristã possui suas razões próprias para fundar um comportamento ecologicamente responsável. Parte da crença, semelhante àquela da moderna cosmologia, de que Deus transportou a criação do caos ao cosmos, quer dizer, de uma universo marcado pela desordem a um outro no qual vige a ordem e a beleza. E Deus disse: "Isto é bom". Colocou o homem e a mulher no jardim do Éden para que o "cultivassem e o guardassem". "Cultivar" implica cuidar e favorecer o crescimento e "guardar" significa proteger e assegurar a continuidade dos recursos, como diríamos hoje, garantir um desenvolvimento sustentável.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Maio 20, 2008

COP 9

9th Meeting of the Conference of the Parties (COP 9): Bonn, Germany, 19-30 May 2008.

De 19 a 30 de maio de 2008, Bonn, na Alemanha, sedia a 9ª Conferência das Partes (COP 9) da Convenção sobre Biodiversidade da ONU, reunindo mais de 5 mil delegados de 190 países em debate sobre questões ambientais como mudanças climáticas e aquecimento global.

Leia:
Blog da COP 9 - WWF-Brasil
Brasil no centro das críticas de ambientalistas de todo o mundo na COP 9 - Notícias do Dia - IHU On-Line: 20/05/2008
Conferência da ONU debate preservação da biodiversidade - Deutsche Welle: 19/05/2008
Convention on Biological Diversity - Convenio sobre la Diversidad Biológica - Convention sur la diversité biologique
Dano ambiental consome 6% do PIB global - Folha Online: 19/05/2008 - 09h52
Produção de alimentos x produção de energia: o desafio do século XXI. Entrevista especial com Patrick Criqui e Martin Penner - Notícias do Dia - IHU On-Line: 20/05/2008


Leia também:
'Economia e vida' é o tema da Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2010
Economia e vida será o tema da Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2010, que terá por lema admoestação registrada no Evangelho de Mateus: “Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro” (...) Tema e lema da Campanha Ecumênica foram definidos pela Comissão organizadora do evento, reunida em Brasília na sexta e no sábado, 16 e 17 de maio [de 2008]. A Cáritas e a Fundação Luterana de Diaconia (FLD) vão integrar o Comitê Gestor do Fundo Ecumênico de Solidariedade, que administra os recursos recolhidos na Campanha. Farão parte, ainda, do Comitê Gestor o secretário executivo do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), reverendo Luiz Alberto Barbosa, um representante das igrejas Siriana Ortodoxa de Antioquia, Presbiteriana Unida e Episcopal Anglicana do Brasil.

Fonte: Notícias do Dia - IHU On-Line: 20/05/2008

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Maio 18, 2008

A Slow-Motion Catastrophe

Catástrofe em câmara lenta. Voltar ao bom senso. Eis o desafio! Entrevista especial com Ladislau Dowbor
A humanidade caminha para uma “catástrofe em câmara lenta”, e as aventuras especulativas com os alimentos, a má distribuição alimentícia, o consumo irracional e o mau manejo da água contribuem para acelerar os problemas da fome no mundo contemporâneo [sublinhado meu]. Essa posição é defendida por Ladislau Dowbor , economista e professor do PPG em Administração da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line, o pesquisador apresenta diferenças entre as propostas de biocombustíveis apresentadas pelos EUA e o Brasil. Argumenta que, no caso dos brasileiros, seja possível investir em biocombustível sem prejudicar as safras alimentícias. Entretanto, ressalta, “corremos o risco de que a busca de alternativas energéticas gere no Brasil um novo ciclo agro-exportador que trará dólares e riqueza para poucos”. Associar a produção energética e a produção alimentar à pequena e média agricultura, alerta, “pode dar um novo reequilabramento social ao meio rural”. Dowbor é formado em Economia Política, pela Universidade de Lausanne, Suíça, e doutor em Ciências Econômicas, pela Escola Central de Planejamento e Estatística de Varsóvia, Polônia. Confira na página pessoal do pesquisador artigos e publicações.

Fonte: Notícias do Dia - IHU On-Line: 18/05/2008.

Visite a Home Page de Ladislau Dowbor. In the present web site you will find some basic short texts by Prof. Ladislau Dowbor, concerning mainly economic development and planning. Some papers are in English and other languages, see "Artigos Online".

Leia também a entrevista com a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva.

Atualização: 19.05.2008 - 18h55
A entrevista de Ladislau Dowbor é a primeira matéria da edição 258 da Revista IHU On-Line, publicada hoje, 19 de maio de 2008, e que traz como tema de capa A crise alimentar. Por um novo modelo de produção. Além de Dowbor, tratam da crise alimentar neste número da revista: Ignacy Sachs, Heitor Costa, Antônio Thomaz Jr, Celso Marcatto, Peter Rosset e José Goldemberg.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Maio 13, 2008

Cai a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva

Ministra Marina Silva entrega pedido de demissão a Lula

Fonte: Folha Online: 13/05/2008 - 15h56

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Janeiro 15, 2008

Libanio analisa a greve de fome de Dom Cappio

Merece leitura atenta a entrevista do teólogo João Batista Libânio à IHU On-Line:

A greve de fome de Dom Cappio: um ato de nítido alcance político

Fonte: Notícias IHU - 15/1/2008.

E lembro novamente: para ficar informado, digite na caixa de busca do Notícias IHU a palavra cappio.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Janeiro 05, 2008

50 pessoas que podem salvar o planeta

50 people who could save the planet
... who are the people who can bring about change, the pioneers coming up with radical solutions? We can modify our lifestyles, but that will never be enough. Who are the politicians most able to force society and industry to do things differently? Where are the green shoots that will get us out of the global ecological mess? To come up with a list of the 50 people most able to prevent the continuing destruction of the planet, we consulted key people in the global environment debate. Our panel included scientists - former World Bank chief scientist and now the British government's scientific adviser on climate change, Bob Watson, Indian physicist and ecologist Vandana Shiva, Kenyan biologist and Nobel prize-winner Wangari Maathai; activists - Guardian columnist George Monbiot and head of Greenpeace International Gerd Leipold; politicians - Green party co-leader and MEP Caroline Lucas, and London mayor Ken Livingstone; sustainable development commissioner for the UK government Jonathon Porritt and novelist Philip Pullman. Then the Guardian's science, environment and economics correspondents met to add their own nominations and establish a final 50 (...) Some people made it to the final 50 not just because of their work but because - like the man who has found a simple way to save energy in a refrigerator, or the boy who collects impressive amounts of money for the protection of tigers - they represented a significant grassroots technological or social movement. And some got on the list because they were considered the driving forces behind the decision-makers. One church leader, for example, made it largely because the world's religions have huge investments and are shifting the political landscape in the US and Europe. The final list includes an Indian peasant farmer, the world's leading geneticist, German and Chinese politicians, a novelist, a film director, a civil engineer, a seed collector and a scientist who has persuaded an African president to make a tenth of his country a national park. There are 19 nationalities represented. Nearly one in five of those listed comes from the US, and one in three is from a developing country, suggesting that grassroots resourcefulness will be as important as money and technology in the future. Nearly one in three of the people chosen has a scientific background, even if not all practice what they studied. It's not a definitive list and there are no rankings, but these 50 names give a sense of the vast well of people who represent the stirrings of a remarkable scientific and social revolution, and give us hope as we enter 2008...

Marina Silva - Politician
Marina Silva, 49, is Brazil's environment minister. The daughter of a Brazilian rubber tapper, she spent her childhood collecting rubber from the Amazon forest and demonstrating against the destruction wrought by illegal loggers. In one of the great political journeys, she rose from being illiterate at 16 to become Brazil's youngest senator, and is now the woman most able to prevent the Amazon's wholesale ruin. Under her watch, deforestation has reduced by nearly 75% and millions of square miles of reserves have been given to traditional communities. Last year 1,500 companies were raided and one million cubic metres of illegally felled timber were confiscated. But the future, says Silva, is peril ous. The only way that long-term loss will be averted is with foreign help. "We don't want charity, it's a question of ethics of solidarity," she says.
Fonte: The Guardian - Jan 5, 2008.


"Guardian" põe Marina Silva entre "50 pessoas que podem salvar o planeta"

A ministra do Meio Ambiente do Brasil, Marina Silva, foi citada neste sábado em uma lista preparada pelo jornal britânico The Guardian com "as 50 pessoas que podem ajudar a salvar o planeta". Segundo o jornal, a lista, preparada por um painel de especialistas, identifica "os 50 homens e mulheres com o poder de nos salvar de nós mesmos". "Todo mundo concorda que uma ação urgente é necessária para evitar uma mudança climática catastrófica, mas quem realmente tem a influência e as idéias para fazer isso acontecer?", diz o Guardian em sua apresentação. No texto dedicado a Marina Silva, o jornal destaca sua história como "filha de um seringueiro brasileiro, passando sua infância coletando látex da floresta amazônica e protestando contra a destruição provocada pelos madeireiros ilegais". "Em uma das grandes histórias políticas, ela passou de analfabeta aos 16 anos à mais jovem senadora do Brasil e agora é a mulher mais capaz de prevenir a total ruína da Amazônia", diz o texto. O jornal comenta que, sob sua gestão no ministério, o desmatamento na
Amazônia caiu 75%, e vastas áreas de floresta foram destinados a comunidades indígenas. "Mas o futuro, diz Silva, é arriscado. A única maneira de evitar uma perda no longo prazo é com ajuda internacional", diz o jornal, citando uma declaração da ministra: "Não queremos caridade, é uma questão da ética da solidariedade"...

Fonte: BBC Brasil: 05/01/2008 - 09h13

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Dezembro 27, 2007

Carta Maior e o Velho Chico

Leia a página especial de Carta Maior sobre a transposição do Rio São Francisco.

Muitos artigos interessantes, de 2004 até hoje.

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Dezembro 09, 2007

Dom Cappio e o Rio

Para ficar informado, digite na caixa de busca do Notícias IHU a palavra Cappio.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Dezembro 04, 2007

Bali, 40 Graus

Blog "Bali, 40 Graus" acompanha conferência da ONU sobre o clima
O caderno de Ciência da Folha de S. Paulo lançou nesta terça-feira o blog Bali, 40 Graus, criado especialmente para a 13ª Conferência das Partes da Convenção do Clima das Nações Unidas, que acontece na Indonésia. Escrito por Claudio Angelo, o blog relatará o dia-a-dia do encontro que tenta determinar as bases de um compromisso mundial que substitua o Protocolo de Kyoto, que expira em 2012. Claudio Angelo, 32, é editor de Ciência da Folha. Jornalista formado pela Universidade de São Paulo, cobre assuntos de ciência e ambiente desde 1998...

Fonte: Folha Online: 04/12/2007 - 18h54

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Novembro 28, 2007

Pobres ficam mais pobres com aquecimento global

Veja o que pode pode provocar o aquecimento global aos países mais pobres e aos mais pobres dos países pobres.

Mudança climática pode gerar regresso inédito no desenvolvimento humano - Notícias IHU: 28/11/2007

PNUD Brasil

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Novembro 16, 2007

Alerta do IPCC

IPCC alerta sobre os impactos irreversíveis da mudança climática - Folha Online: 16/11/2007 - 12h48

O que é o IPCC?

Visite o site do IPCC.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Outubro 30, 2007

Alerta vermelho para a especie humana

Los problemas más graves del planeta continuan, advierte el informe de la ONU
Nairobi/Nueva York, 25 de octubre: El Programa de las Naciones Unidas para el Medio Ambiente informa de que amenazas graves como el cambio climático, el índice de extinción de las especies y el reto de alimentar a una población en crecimiento, se encuentran entre las que aún están sin resolver. Todas ellas ponen en peligro a la Humanidad. Esta advertencia está incluida en la Perspectiva del Medio Ambiente Mundial del PNUMA: Un informe sobre un medio ambiente para el desarrollo (GEO-4) publicado 20 años después de que la Comisión Mundial para el Medioambiente y Desarrollo (la Comisión Brundtland) publicase su informe principal, "Nuestro Futuro Común". GEO-4, el último de una serie de informes emblemáticos del PNUMA, evalúa el estado actual de la atmósfera, de la tierra, del agua y de la biodiversidad mundiales, describe los cambios acontecidos desde 1987 e identifi ca una serie de prioridades de actuación. El GEO-4 es el informe más completo de la ONU sobre el medio ambiente; ha sido preparado por unos 390 expertos y revisado por más de 1000 de todo el mundo...

Planet's Tougher Problems Persist, UN Report Warns
Nairobi/New York, 25 October:The United Nations Environment Programme says that major threats to the planet such as climate change, the rate of extinction of species, and the challenge of feeding a growing population are among the many that remain unresolved, and all of them put humanity at risk. The warning comes in UNEP's Global Environment Outlook: environment for development (GEO-4) report published 20 years after the World Commission on Environment and Development (the Brundtland Commission) produced its seminal report, Our Common Future. GEO-4, the latest in UNEP's series of flagship reports, assesses the current state of the global atmosphere, land, water and biodiversity, describes the changes since 1987, and identifies priorities for action. GEO-4 is the most comprehensive UN report on the environment, prepared by about 390 experts and reviewed by more than 1 000 others across the world...

Leia Mais:

'A Terra está por atingir um ponto de não retorno’, afirma a ONU. A sexta grande extinção em massa
'A Terra já não grita, mas berra', afirma Boff na I Conferência Nacional Popular sobre Agroenergia
Entenda as alterações climáticas causadas pelo aquecimento global
Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Outubro 16, 2007

Um animal ou uma mascara?


Um peixe. Peixe-cofre, um Boxfish. Da família dos Ostraciidae.

Cientistas descobrem espécies inéditas em mar filipino
Cientistas filipinos e americanos anunciaram nesta terça-feira, 16, terem descoberto novas espécies marinhas em uma das regiões de maior diversidade biológica do mundo, o Mar de Celebes, no Pacífico, ao Sul das Filipinas. Diversas espécies inéditas de vertebrados e invertebrados foram registradas a profundidades de até cinco quilômetros. O estudo, liderado pelo Instituto Oceanográfico Woods Hole, de Massachusetts [WHOI, Woods Hole Oceanographic Institution], em parceria com a revista National Geographic, concluiu que as espécies podem ter sido isoladas por milhões de anos no oceano. A região onde foram encontradas as espécies fica no "triângulo de coral" do Pacífico, entre a Malásia, a Indonésia e as Filipinas... Fonte: Estadão.com.br: terça-feira, 16 de outubro de 2007, 15:08. Foto: AP.

Ostraciidae?
Os ostraciídeos ou ostraciontídeos (Ostraciidae), vulgarmente designados como peixes-cofre, são peixes da ordem dos Tetraodontiformes. Caracterizam-se por terem o corpo encerrado numa caixa óssea (daí o nome de "cofre"), composta por placas hexagonais, deixando de fora, apenas, a barbatana caudal. Algumas das espécies são designadas como Peixe-vaca (com ou sem "chifres" - protuberâncias ósseas localizadas na cabeça). O revestimento das diferentes espécies varia do verde-pálido com manchas e listas azuis até ao marelo e castanho, com manchas azuis, brancas ou púrpuras. O seu habitat preferencial são os recifes de coral, em águas tropicais.

Quando vejo tão grande diversidade de vida, uma estranho sentimento de mundo toma conta de mim. E penso que temos a obrigação mesmo, olho no olho, falando de cara fechada, testa franzida, de tomar conta deste nosso precioso pequeno mundo tão ameaçado.

Olhe bem na cara desse peixinho - de milímetros - e veja se ele está achando graça no que estamos fazendo com o mundo!

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Agosto 28, 2007

A atual guerra do Peloponeso contra o fogo

Não a antiga guerra, entre Atenas e Esparta, de 431 a 404 a.C., mas a atual, contra os devastadores incêndios que se espalharam pela Grécia, em especial na região do Peloponeso. As ruínas da antiga Olímpia foram salvas com muito esforço.

Se não tomarmos juízo, a pequena nave, vulgo Planeta Terra, pode ficar muito danificada para sustentar a vida.

Por aqui, região de Ribeirão Preto, região de canaviais, o clima está muito ruim, com uma névoa seca que tomou conta do ar, de ontem para cá, com atmosfera totalmente cinza, enfumaçada.

Haze, em inglês, aponta o Weather Watcher para a região: névoa seca, em associação com a poeira, fumaça e outros poluentes.

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Agosto 26, 2007

Grecia em chamas, patrimonio cultural em risco


Informe-se:
Fight to save Olympic birthplace - BBC News: 26 August 2007, 18:52 GMT (com mapa dos incêndios)
Grécia já conta 56 mortos em incêndios; Olímpia é salva - Folha Online: 26/08/2007 - 15h25 (com imagem de satélite da Nasa)
Incêndios ameaçam ruínas antigas de Olímpia na Grécia - BBC Brasil: 26 de agosto, 2007 - 10h10 GMT (com galeria de fotos)

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Agosto 14, 2007

Como seria a Terra sem humanos?

E se todos os seres humanos fossem varridos de repente do planeta Terra? Como seria o mundo sem o Homo sapiens?

:: WEISMAN, A. O Mundo sem Nós. São Paulo: Planeta, 2007, 384 p. ISBN 9788576653028.
São muitas as questões levantadas pelo Professor de Jornalismo da Universidade do Arizona Alan Weisman nesta investigação científica, que acabou de sair aqui com o título de O Mundo sem Nós. Após entrevistar especialistas – zoólogos, biólogos, engenheiros e paleontólogos, – Weisman faz revelações fascinantes e, ao mesmo tempo, perturbadoras sobre o impacto da humanidade no planeta. Nós fomos responsáveis pela extinção de várias espécies, e a natureza sobreviveu. Mas o que aconteceria se, atacados por um vírus, desaparecêssemos? Quais seriam as primeiras criações humanas a sumir? E as últimas?

:: WEISMAN, A. The World Without Us. New York: St. Martin’s Press, 2007, 336 p. ISBN 9780312347291.
In The World Without Us, Alan Weisman offers an utterly original approach to questions of humanity’s impact on the planet: he asks us to envision our Earth, without us (...) In this far-reaching narrative, Weisman explains how our massive infrastructure would collapse and finally vanish without human presence; which everyday items may become immortalized as fossils; how copper pipes and wiring would be crushed into mere seams of reddish rock; why some of our earliest buildings might be the last architecture left; and how plastic, bronze sculpture, radio waves, and some man-made molecules may be our most lasting gifts to the universe.

:: Alan Weisman's Web Site

:: Terra sem humanos - An Earth Without People
Uma nova forma de avaliar o impacto da humanidade sobre o ambiente é pensar como o mundo se sairia se todas as pessoas desaparecessem (...) Nesse longo exercício de pensamento, Weisman não especifica exatamente o que elimina o Homo Sapiens, em vez disso ele simplesmente assume o desaparecimento repentino de nossa espécie e projeta a seqüência de eventos que provavelmente ocorreria nos anos, décadas e séculos a seguir. Segundo Weisman, uma grande parte de nossa infra-estrutura física começaria a ruir quase que imediatamente. Sem equipes para a manutenção das ruas... Leia a entrevista com Alan Weisman, feita pelo editor da Scientific American, Steve Mirsky, na Scientific American Brasil, edição 63, agosto de 2007, ou, em inglês, aqui.

:: Livro escancara divórcio fatal entre os humanos e o planeta: Folha Online: 12/08/2007 - 09h19

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Julho 06, 2007

Alcool sujo

Europa "não quer álcool sujo do Brasil", diz jornal
(...) O termo é uma referência à desconfiança do bloco dos 27 em relação às práticas de cultivo de açúcar brasileiras, vistas por líderes europeus como potencialmente danosas ao ambiente (...) "Bruxelas advertiu o país amazônico que não importará seu biocombustível se for produzido de forma insustentável".

Está na BBC Brasil de 06/07/2007 - 08h06.

Leia também:
Compra de terras por empresas transnacionais é ameaça, por Maurício Thuswohl, em Carta Maior: 30/06/2007
Trajetória e Desafios do Álcool no Brasil, por Georges Flexor, em Carta Maior: 04/07/2007

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Junho 06, 2007

Meio Ambiente na VIII Semana Cultural do CEARP

O Diretório Acadêmico do CEARP - Centro de Estudos da Arquidiocese de Ribeirão Preto - promoveu, em Brodowski, de 4 a 6 de junho, a sua VIII Semana Cultural. O tema foi o Meio Ambiente, celebrado ontem em todo o mundo.

Quero destacar - além das criativas atividades dos alunos - as palestras do Dr. Marcelo Pedroso Goulart, Promotor do Meio Ambiente, de Ribeirão Preto, que abordou A relação do homem com a natureza, e do Professor Gilberto Abreu, Vereador de Ribeirão Preto pelo PV, que tratou do tema A relação da ecologia com a economia.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Junho 05, 2007

Dia Mundial do Meio Ambiente - 05.06.2007

:: 5 de junho de 2007: Dia Mundial do Meio Ambiente

:: 5 June 2007 - World Environment Day

:: 5 de Junio 2007 - Día Mundial del Medio Ambiente

:: 5 juin 2007 - Journée mondiale de l'environnement

:: 2007年6月5日 - 世界环境日

:: 5 ИЮНЯ 2007 - ВСЕМИРНЫЙ ДЕНЬ ОКРУЖАЮЩЕЙ СРЕДЫ

:: Leia tudo o que você encontrar aqui.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Maio 09, 2007

Prioridade: sobreviver

"...A partir de fevereiro, viemos saber com 90% de certeza que o aquecimento global é conseqüência do modo de produção e de consumo humanos e representa um dado irreversível. Até esse momento a estratégia mundial era de preservar e cuidar da Terra com compreensão, compaixão e amor. E não deveríamos ultrapassar o limite intransponível que transporto modificaria todo o estado da Terra. Esse limite foi transposto: estamos já dentro do aquecimento global que pode variar entre 1,4 até 6 graus Celsius, estabilizando-se possivelmente em 3 graus. As conseqüências desta ruptura deverão ser desastrosas: haverá grande degelo e o mar subirá significativamente inundando cidades marítimas onde vive 60% da humanidade; os climas serão dramaticamente afetados, ocorrendo grandes secas em certas regiões e incomensuráveis inundações em outras, dizimando em ambos os casos colheitas necessárias para a alimentação humana e animal; a biodiversidade será catastroficamente atingida, ocasionando o desaparecimento de milhares de espécies, rompendo o sempre frágil equilíbrio dos ecossistemas; milhões de pessoas correrão o risco de desaparecer e regiões inteiras da face da Terra se tornarão inóspitas para a habitação humana (grande parte do Brasil).

Estes dados não são fantasiosos mas empíricos, recolhidos pelos milhares de cientistas espalhados em 130 paises que compõem o organismo da ONU chamado Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC em inglês). Duas estratégias são apresentadas como urgentes: adaptar-se à nova situação e minorar os efeitos maléficos.

Este fato muda as prioridades: a questão agora não é tanto o desenvolvimento sustentável, mas a continuidade da Terra e da Humanidade. A nova centralidade não poderá ser mais: como será a evangelização da Igreja na América Latina e como sustar a evasão de católicos para outras igrejas de cunho pentecostal e popular, mas: em que medida as igrejas todas, com o capital espiritual que possuem, ajudam a Terra a ser benevolente para com toda a vida e em que medida garantem um futuro comum para toda a Humanidade..."

Este texto acima faz parte de artigo de Leonardo Boff, Nova Agenda para Aparecida, publicado pela Adital em 09.05.2007.

Leia em espanhol: Nueva agenda para Aparecida.

Leia mais sobre meio ambiente/environment.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Maio 03, 2007

The 11th Hour

The 11th Hour has interviews with over 50 leading scientists, thinkers and leaders who discuss the state of the world and the state of humanity. The film will be released in 2007.

Leia Mais (atualizado em 05.05.07):
Entramos no reino da razão cordial - Leonardo Boff, em Carta Maior
Especial Ambiente - Folha Online
IPCC
IPCC mostra caminho para contornar a crise climática (Folha Online: 05/05/2007 - 09h38)
Leonardo DiCaprio anuncia estréia de documentário sobre ambiente (Folha Online: 02/05/2007 - 19h31)

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Abril 03, 2007

IPCC

IPCC: Intergovernmental Panel on Climate Change. Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas.

Guarde esta sigla e este nome. Todos nós vamos precisar.

Ao clicar em um dos itens do menu à esquerda da página, abre-se a possibilidade da escolha de outras línguas em "Language portals" para o acesso dos dados do site do IPCC. Escolha a de sua preferência.

E visite o Centro de Distribuição de Dados (DDC) do Painel Intergovernamental em Mudança do Clima (IPCC). Que está também em português.

Lembre-se: "Pobreza crescente, falta de água potável, derretimento de geleiras e o desaparecimento de uma série de espécies até meados deste século são parte da descrição de uma paisagem negativa apresentada por um pré-relatório do Painel Intergovernamental... Os continentes mais afetados serão África e Ásia, mas nos países latino-americanos calcula-se que entre 100 e 400 milhões de pessoas podem ter problemas de acesso à água potável no ano 2080. Nas piores hipóteses, dezenas de milhões de pessoas podem sofrer de fome. O aquecimento já está derretendo as geleiras dos Andes e ameaça a floresta amazônica, cujo perímetro pode se transformar aos poucos em uma savana. O aumento do nível do mar provocará graves problemas nas regiões pantanosas e com deltas, especialmente no Brasil, Equador e Colômbia..." É o que se lê em ONU prepara novo relatório...

Leia Mais:
Brasileiros são os mais preocupados com o aquecimento global
ONU prepara novo relatório sobre efeitos do aquecimento global


Atualizando: 06.04.2007 11h10
Aquecimento global pode provocar extinção de 30% das espécies, diz painel
De acordo com relatório do Painel Intergovernamental de Mudança Climática (IPCC, na siga em inglês - considerado a maior liderança mundial em mudança climática), até 30% das espécies do planeta enfrentam um risco crescente de desaparecerem se a temperatura global aumentar 2ºC acima da média dos anos 1980 e 1990. Para este século, a previsão do relatório é que as temperaturas aumentarão entre 1,8ºC e 4ºC. Áreas que atualmente sofrem com a falta de chuvas se tornarão ainda mais secas, aumentando o risco de fome e doenças no mundo, diz o relatório. O mundo enfrentará também ameaças crescentes de enchentes, tempestades e erosão. "É uma pequena visão de um futuro apocalíptico", afirmou o grupo ambientalista Greenpeace sobre o relatório final (cont.) Fonte: Folha Online: 06/04/2007 - 09h43

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Março 22, 2007

S.O.S H2O - World Water Day

22 de março, dia mundial da água: ‘A água não é Coca Cola’

Movimento de defesa marca o Dia Mundial da Água no Brasil

Não há o que festejar no Dia Mundial da Água

Oferta de água no Oriente Médio pode cair pela metade até 2050, diz Bird

Water for Life

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Março 05, 2007

Etanol, desmatamento e aquecimento global

BBC Brasil: 05/03/2007 - 07h10

Etanol não é solução para aquecimento global, diz jornal
O diário britânico The Independent questiona em sua reportagem de capa e em seu editorial desta segunda-feira as vantagens do etanol, alertando para os possíveis problemas ambientais causados pelo aumento na produção do combustível e afirmando que a substituição do petróleo pelo álcool não é a solução para combater o aquecimento global. O jornal afirma que a visita do presidente George W. Bush ao Brasil nesta semana e a perspectiva da criação de uma “Opep do etanol”, nos moldes do cartel dos produtores de petróleo, “vem atraindo frenéticos investimentos em biocombustíveis nas Américas”. A reportagem observa que “para seus defensores, o etanol, que pode ser produzido a partir de milho, cevada, trigo, cana-de-açúcar ou beterraba, é uma panacéia verde – uma fonte de energia renovável e limpa, que nos veria trocar poços de petróleo decadentes por plantações sem limite para satisfazer nossas necessidades de energia”. Mas o Independent observa que um crescente número de economistas, cientistas e ambientalistas vêm alertando para os problemas que o crescimento acelerado na produção de etanol pode provocar. “A perspectiva de um aumento súbito na demanda por etanol está provocando preocupações sérias até mesmo no Brasil”, diz o jornal. “A indústria do etanol tem sido ligada à poluição do ar e da água em escala épica, além do desmatamento tanto na Amazônia como nas florestas tropicais atlânticas e à destruição do cerrado brasileiro.” (cont.)

The Big Green Fuel Lie
George Bush says that ethanol will save the world. But there is evidence that biofuels may bring new problems for the planet.

Leia em The Independent, o artigo de Daniel Howden, publicado hoje.

Também: A switch to biofuels will not save the planet.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Março 02, 2007

Plantar energia vai aumentar a fome e a sede no mundo?

Diante da fome e da escassez de água potável, o que significa plantar energia?

A utilização de parcela crescente das terras agriculturáveis do mundo para o plantio de matéria prima de biocombustívies levanta questão sobre os problemas da fome e da falta d’água que atingem cerca de um bilhão de pessoas.

Leia artigo de Verena Glass, na Agência Carta Maior de 2 de março de 2007.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Fevereiro 20, 2007

Meio ambiente - The Environment

Apocalypse Now?

Campanha da Fraternidade 2007: Fraternidade e Amazônia

Campanha da Fraternidade: proposta para ouvir a Amazônia

Chamado de Paris

EU reaches deal on emissions cuts (BBC News: 20 February 2007)

HubbleSite

Meio ambiente/Environment

NASA Earth Observatory

NASA: Life on Earth - The Environment

O Atlas da Água. O Mapeamento Completo do Recurso Mais Precioso do Planeta

Países da UE acordam redução de 20% de gases até 2020 (Folha Online: 20/02/2007 - 13h45)

Planeta registra janeiro mais quente da história, diz cientista (Folha Online: 17/02/2007 - 12h18)

Spatially Explicit Simulation Model of Deforestation for the Amazon Basin

Worldwatch Institute

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Fevereiro 03, 2007

Chamado de Paris

Folha Online: 03/02/2007 - 10h09

da Efe, em Paris

Mais de 40 países pedem organização da ONU para o meio ambiente
Mais de 40 países apóiam a criação de uma organização da ONU para o Meio Ambiente proposta na conferência internacional "Cidadãos da Terra", que terminou nesta sábado em Paris com um chamado ao combate contra a degradação do planeta. "Hoje, sabemos que a humanidade está destruindo, a uma velocidade aterrorizadora, os recursos e equilíbrios que permitiram seu desenvolvimento e que determinam seu futuro", diz o "Chamado de Paris", lido no fim da conferência pelo anfitrião do encontro, o presidente da França, Jacques Chirac (cont.)

Leia Mais:
Especial Mudanças Climáticas
Humans blamed for climate change

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Janeiro 02, 2007

Aquecimento global nos atinge com severidade

Folha Online: 02/01/2007 - 11h18

Ano de 2007 será o mais quente já registrado, dizem especialistas

da Efe, em Londres
O efeito estufa e o fenômeno climático conhecido como El Niño farão de 2007 o ano mais quente já registrado - com conseqüências para todo o planeta -, afirma o professor Phil Jones, diretor da Unidade de Pesquisa sobre Clima da Universidade de East Anglia, na Inglaterra. Segundo previsões de Jones, publicadas no jornal britânico "The Independent", o ano que acaba de começar será marcado por condições climáticas extremas em todo o mundo, que podem causar secas na Indonésia e inundações na Califórnia (EUA). Para o "Independent", essa advertência evidencia que 2007 será um ano crucial para determinar a resposta que o mundo dará ao aquecimento global e seus efeitos (...) O cientista americano Jim Hansen, que em 1988 alertou sobre as mudanças climáticas, diz que o aquecimento global pode ficar fora de controle e mudar totalmente o planeta, a menos que medidas sejam tomadas rapidamente para reverter o aumento das emissões de carbono. Também em entrevista ao "Independent", Hansen disse que a mudança climática pode aumentar o nível dos mares e causar a extinção de espécies. Sua opinião é compartilhada pelo assessor científico do governo britânico, David King (...) Essas opiniões coincidem com a advertência da Organização Mundial de Meteorologia, organismo da ONU que trata do clima no mundo todo (cont.)


World faces hottest year ever, as El Niño combines with global warming

The Independent - By Cahal Milmo - Published: 01 January 2007
A combination of global warming and the El Niño weather system is set to make 2007 the warmest year on record with far-reaching consequences for the planet, one of Britain's leading climate experts has warned. As the new year was ushered in with stormy conditions across the UK, the forecast for the next 12 months is of extreme global weather patterns which could bring drought to Indonesia and leave California under a deluge. The warning, from Professor Phil Jones, director of the Climatic Research Unit at the University of East Anglia, was one of four sobering predictions from senior scientists and forecasters that 2007 will be a crucial year for determining the response to global warming and its effect on humanity. Professor Jones said the long-term trend of global warming - already blamed for bringing drought to the Horn of Africa and melting the Arctic ice shelf - is set to be exacerbated by the arrival of El Niño, the phenomenon caused by above-average sea temperatures in the Pacific. Combined, they are set to bring extreme conditions across the globe and make 2007 warmer than 1998, the hottest year on record. It is likely temperatures will also exceed 2006, which was declared in December the hottest in Britain since 1659 and the sixth warmest in global records (cont.)

Leia também:
2007 é eleito por cientistas como o "Ano Polar Internacional"

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Dezembro 24, 2006

Livro do Curso de Verao 2007

Se você já viu o programa do Curso do Verão 2007, veja também na Paulus o livro de José Oscar Beozzo.



Com muito ânimo e esperança, o Curso de Verão 2007 insere-se na preocupação, cada vez mais difundida, com o meio ambiente e com o esforço de enfrentar as questões a ele conexas dentro da sociedade e das igrejas, a partir da perspectiva dos movimentos populares e das comunidades.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Dezembro 20, 2006

Ecologia: cuidar da vida e integridade da criação

Curso de Verão de 2007 - Ano XX

Ecologia: cuidar da vida e integridade da criação

Data: 08 a 20/01/2007

Local: São Paulo, SP

As informações abaixo são do site do CESEP.

Apresentação
O Curso de Verão é um programa de formação popular a partir das questões de hoje, à luz da Bíblia, Teologia, Pastoral e da militância cristã na sociedade. É espaço ecumênico de convivência, partilha, troca de experiências, celebração e compromisso. Acolhe participantes de distintas igrejas e comunidades, na busca da unidade entre os cristãos e do diálogo mais amplo entre mulheres e homens comprometidos nas lutas pela justiça e a solidariedade. Em 2007, festejamos 20 anos do Curso, mantendo a mística de um grande mutirão, em que pessoas, famílias, comunidades, movimentos populares e instituições educativas e religiosas colocam-se, a serviço de sua realização, preparando-o ao longo de todo o ano. O curso de verão é massivo, para um grande número de participantes, mas preocupado com que cada um encontre seu espaço em grupos menores e no encontro pessoal, dentro da metodologia da Educação Popular. Seu âmbito é nacional, possibilitando uma rica troca de experiências entre pessoas de todos os Estados do Brasil e mesmo de alguns países da América Latina, do Caribe, da África e da Europa.

Destinatárias/os
Jovens e pessoas comprometidas com trabalhos pastorais, comunitários e com os movimentos populares e suas causas.

Conteúdo e Assessoras/es
. Meio Ambiente: mapeando a situação, problemas e desafios
Adriana Ramos - Instituto Sócio-Ambiental – ISA – Brasília, DF.

. Políticas públicas para o Meio Ambiente
Tilden Santiago – Ex-secretário do Meio Ambiente do Governo de Minas Gerais e Embaixador do Brasil em Cuba.

. Movimentos Populares e Meio Ambiente
Dirceu Benincá (coord.) – Mestre em Ciências Sociais – PUC-SP.

. Bíblia e Criação
Ivoni Reimer – Biblista da IECLB e professora da Universidade Católica de Goiânia, GO.

. Ecologia: Teologia e Espiritualidade
Leonardo Boff - Teólogo e Escritor. Professor emérito da UFRJ, Petrópolis, RJ.

. CF 2007: “Fraternidade e Amazônia”
Jean Hébette – Professor e Pesquisador da Universidade Federal do Pará, Belém, PA.


Leia mais sobre o Curso de Verão no site do CESEP, Centro Ecumênico de Serviços à Evangelização e Educação Popular. Todos os Cursos realizados pelo CESEP são em horário integral e têm como sede a cidade de São Paulo, SP.

O CESEP é um centro de formação popular, ecumênico e Latino-americano, fundado em 1982, com o objetivo de prestar serviços às diferentes Igrejas cristãs, na América Latina e no Caribe, em seus trabalhos pastorais e de promoção humana.

Diretoria para o triênio 2007-2009:
- Presidente: Pe. Benedito Ferraro, professor de Teologia da FTCR da PUC-Campinas - ICR
- Vice-presidente: Revdo. Cláudio de Oliveira Ribeiro, professor da UMESP, pastor - Igreja Metodista
- Tesoureira: Ir. Maria Eunice Wolff, religiosa das Filhas de Maria Auxiliadora – ICR
- Secretário: Wagner Lopes Sanchez, professor da PUC-SP e das Faculdades São Luiz – ICR.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Setembro 08, 2006

Apocalypse now ou daqui a pouco?

Folha Online: 08/09/2006 - 17h17

Civilização surgiu após mudanças climáticas ocorridas há mais de 4 mil anos

Da France Presse, em Londres

As civilizações humanas nasceram em decorrência de grandes mudanças climáticas ocorridas entre 4 mil e 6 mil anos atrás, afirmou um pesquisador britânico especializado em meio ambiente. "A civilização não apareceu como resultado de um ambiente favorável", afirmou Nick Brooks durante o Festival da Ciência de Norwich (leste da Inglaterra)...


Bem, quanto à desertificação do Saara, que era tão fértil quanto uma Amazônia, eu já sabia. O vale do Nilo, antes totalmente inabitável, porque pantanoso, tornou-se o habitat de populações que fugiram da tal desertificação. Mas, a que preço? Quantas vidas humanas isto custou? Quem sobreviveu?

Leia a notícia completa e sorria, pois isto nos dá alguma esperança de sobrevivência face ao apocalipse que estamos criando com a destruição do planeta! Em minha cidade, eu ponho o nariz lá fora e sinto o cheiro da fumaça das dezenas de queimadas diárias da cana. E me retraio depressa, porque a fuligem está caindo em minha cabeça! Os pulmões dos seres vivos desta região devem estar cheios de picumã... Lembra-se da picumã das velhas chaminés?


Assim, muitas dúvidas permanecem. Podemos sobreviver, mas a que preço? Quem vai sobreviver? Imaginação de ficção científica? Dez anos atrás, era. Agora, não mais.


Leia Mais:
Especial - Ambiente
Nick Brooks

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Agosto 23, 2006

Estamos a caminho de uma severa catástrofe climática

A situação é tão severa que, ao ser constatado um nível de umidade relativa do ar de 4,8% em Ribeirão Preto, SP, às 16h00 de segunda-feira passada, dia 21, muitos metereologistas custaram a acreditar, pois não há registro de uma situação tão grave no país. Pode ser que tenha havido algum erro de medição como sugerem alguns, mas parece que a situação caminha para algo muito grave. E isto em termos globais. Veja a reportagem abaixo, de hoje.

Greenpeace prevê crise ambiental no Brasil no próximo século

da BBC Brasil: 23/08/2006 - 13h52
Litoral com ciclones tropicais e avanço do nível do mar, floresta amazônica e nordeste com paisagens de deserto e uma reorganização da produção agrícola brasileira.Esses são alguns cenários que a organização não-governamental Greenpeace prevê para o Brasil no próximo século, devido ao aquecimento global. A previsão está no documento "Mudanças do Clima, Mudanças de Vida. Como o aquecimento global já afeta o Brasil" apresentado pela ONG nesta quarta-feira, em São Paulo. O levantamento, que inclui pesquisas de universidades e órgãos ambientais nacionais e internacionais, mostra como o efeito estufa está afetando cada uma das regiões brasileiras e como seria o futuro do Brasil com o aumento global das temperaturas (cont.)

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Maio 27, 2006

O Dia da Mata Atlântica

Folha Online: 27/05/2006 - 10h00

Cai taxa de devastação da mata atlântica

Afra Balazina - da Folha de S. Paulo
Uma boa notícia para comemorar hoje o Dia da Mata Atlântica: houve uma redução de 71% na taxa de desmatamento da floresta no período de 2000 a 2005, em comparação com o período anterior, de 1995 a 2000. O dado preliminar é de um estudo feito pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), o Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica. A informação foi divulgada ontem, durante solenidade no parque Ibirapuera promovida pela fundação (cont.)

Leia Mais:
Aliança para a Conservação da Mata Atlântica
Florestas do Futuro
SOS Mata Atlântica

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Maio 04, 2006

Em meio ao caos, pequeno alívio: camada de ozônio mostra sinais de recuperação

Do Cosmos ao Caos: assim poderíamos descrever a rota atual do planeta, em fatal antigênesis... Mas, em meio ao caos, certa notícia aparece com alguma expectativa nas manchetes mundo afora: Researchers See Signs of Recovery in Ozone Layer... Study reveals Earth's ozone layer recovery...

Folha Online: 04/05/2006 - 10h58

Cientistas identificam lenta recuperação da camada de ozônio

da Efe, em Londres

A camada de ozônio da Terra, que protege o ambiente das radiações ultravioletas emitidas pelo Sol, passa por uma lenta recuperação, segundo um estudo divulgado nesta quinta-feira pela revista científica 'Nature'. Uma equipe de cientistas americanos e dinamarqueses chegou a esta conclusão após comprovar a eficácia do Protocolo de Montreal (1987), ratificado por mais de 180 países, que proíbe a contaminação pelas emissões do gás CFC (clorofluorcarboneto). Os pesquisadores, orientados pela professora Betsi Weatherhead, da Universidade do Colorado (EUA), constataram que os níveis de ozônio se estabilizaram ou tiveram um pequeno aumento na última década. Os cientistas chegaram a esta conclusão após examinarem as informações transmitidas por satélites e observatórios terrestres, assim como dados de 14 estudos (cont.)

Leia Mais:
Réchauffement : la couche d'ozone souffle mais les vents s'essoufflent

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Maio 03, 2006

World Conservation Union: perda da biodiversidade está aumentando dramaticamente

BBC Brasil: 03/05/2006 - 13h31

Lista de espécies em extinção inclui 721 do Brasil

A Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas, divulgada pela União Conservacionista Mundial (IUCN, na sigla em inglês) nesta terça-feira, inclui 721 animais e plantas que vivem no Brasil. O número significa um acréscimo de 24 espécies em relação ao último levantamento, divulgado em 2004. Apenas no Brasil, os cientistas ligados ao IUCN avaliaram mais 186 espécies nos últimos dois anos (...) No total, a nova lista relaciona 16.119 animais e plantas do mundo inteiro, com um aumento de 530 espécies em relação a 2004. O número corresponde a cerca de 40% das mais de 40 mil espécies analisadas pelos especialistas ao longo dos últimos dois anos. A entidade diz, porém, que o número pode ser uma "subestimação grosseira", já que menos de 3% das 1,8 milhão de espécies conhecidas foram analisadas pelos cientistas que elaboram a Lista Vermelha. Estima-se que existam cerca de 15 milhões de espécies no planeta. "A Lista Vermelha do IUCN mostra uma tendência clara: a perda da biodiversidade está aumentando, não desacelerando", afirmou o diretor-geral da organização ambientalista, Achim Steiner. "As implicações dessa tendência para a produtividade e resistência dos ecossistemas e as vidas e sustento de bilhões de pessoas (cont.)



More species slide to extinction
The polar bear and hippopotamus are for the first time listed as species threatened with extinction by the world's biodiversity agency. They are included in the Red List of Threatened Species published by the World Conservation Union (IUCN) which names more than 16,000 at-risk species. Many sharks, and freshwater fish in Europe and Africa, are newly included. The IUCN says loss of biodiversity is increasing despite a global convention committing governments to stem it. "The 2006 Red List shows a clear trend; biodiversity loss is increasing, not slowing down," said IUCN director-general Achim Steiner (cont.)

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Abril 30, 2006

O homem está devorando o planeta: e depois?

Folha Online: 30/04/2006 - 11h41

Humanidade já consome metade da energia do planeta, diz livro


por Reinaldo José Lopes - da Folha de S.Paulo

Existem muitos jeitos de examinar o complicado sistema que os cientistas chamam de biosfera, a camada de vida que reveste a Terra. Um deles é perceber que esse conjunto funciona como um conversor de energia ridiculamente grande: o processo começa com a luz que vem do Sol e com os organismos que conseguem usá-la como bateria, e atravessa todas as formas de vida que precisam comer ou parasitar outros organismos. Fazer a conta de como essa Itaipu de dimensões planetárias converte tanta energia em matéria viva pode parecer missão impossível, mas o biólogo britânico Stuart Pimm, da Universidade Duke (Estados Unidos) encarou o desafio em seu livro "Terras da Terra", lançado recentemente no Brasil. O resultado da conta, ainda que provisório, não é nada bom: a ação de uma única espécie, a humana, está perigosamente próxima de monopolizar a conta de luz do planeta. Nem é preciso dizer que, num caso desses, a multa pelo consumo excessivo de energia está além do que a humanidade pode pagar (...) Está cada vez mais difícil negar que o planeta passa pela pior crise de extinções de espécies dos últimos milhões de anos. Os cálculos mais recentes, embora imprecisos, falam numa taxa de desaparecimento de espécies entre mil e 10 mil vezes maior que a registrada em condições normais (cont.)


Rutgers University Press
Humans use 50 percent of the world’s freshwater supply and consume 42 percent of its plant growth. We are liquidating animals and plants one hundred times faster than the natural rate of extinction. Such numbers should make it clear that our impact on the planet has been, and continues to be, extreme and detrimental. Yet even after decades of awareness of our environmental peril, there remains passionate disagreement over what the problems are and how they should be remedied (cont.)


O livro
PIMM, S. Terras da Terra: O que sabemos sobre o nosso planeta. Londrina: Editora Planta, 2005, 308 p. (pode ser encontrado também na Saraiva)
PIMM, S. L. A Scientist Audits the Earth. Reprint Edition. Piscataway, NJ: Rutgers University Press, 2004, 304 p. ISBN 0-8135-3540-9

O autor
Stuart L. Pimm is Doris Duke Chair of Conservation Ecology at the Nicholas School of the Environment and Earth Sciences at Duke University. He is the author of more than 150 scientific papers, as well as three books, and numerous articles in publications such as New Scientist, The Sciences, Nature, and Science.

Marcadores:

Bookmark and Share