Observatório Bíblico

Sexta-feira, Maio 30, 2008

Cultos e cultura indígena

Religiosos prometem respeitar culto e cultura indígena
Pastores de igrejas evangélicas, pentecostais, neopentecostais e da Igreja Católica comprometeram-se, junto ao Ministério Público do Mato Grosso do Sul em Dourados a respeitar a liberdade cultural indígena, capacitar pessoas que atuam nas aldeias e limitar os níveis de som durante os cultos e eventos que organizam nas comunidades locais. A notícia é da Agência Latino-Americana e Caribenha de Comunicação - ALC -, 29-05-2008.

Duas delegações guaranis procuraram o escritório local da Fundação Nacional do Índio (Funai) com a finalidade de se queixar de pastores evangélicos, pois demonizam cultos indígenas e qualificam o “nhanderu” (líder religioso indígena) de enviado do diabo.

Segundo os índios, pastores dizem que “nosso trabalho, nossa reza, nossa dança é anhá – coisa ruim, do demônio -, e o urucum que nós usa no rosto, dizem que é bosta do rabudo, do Satanás”, contou o nahnderu guarani-caiuá Getúlio de Oliveira, um dos foi procurar a Funai.

Nas contas dele, a reserva guarani de Dourados, com uma área de 3,4 mil hectares, onde vivem 12 mil índios, abriga 36 templos evangélicos, o que dá a média de uma igreja para cada grupo de 330 índios. Dourados fica a 224 km de Campo Grande, capital do Estado do Mato Grosso do Sul.

A primeira cláusula do “Termo de ajustamento de conduta”, assinado no dia 5 de maio na 10ª Promotoria de Justiça de Dourados, compromete os signatários do documento a observarem a liberdade cultural nas aldeias Bororó, Jaguapiru e Panambizinho, que integram a reserva de Dourados, “respeitando todas as danças e rezas típicas”. O descumprimento de alguma cláusula implicará multa ao infrator.

Assinaram o Termo de ajustamento os representantes das igrejas presentes nas aldeias indígenas de Dourados: Pentecostal Indígena de Jesus; Evangélica Casa do Oleiro; Pentecostal Avivamento da Última Hora; Pentecostal Cantares de Salomão; Assembléia de Deus; Nova Jerusalém Indígena; Pentecostal Jesus é o Caminho Indígena; Pentecostal de Jesus Cristo; Pentecostal Alicerce de Fogo; Congregação Cristã do Brasil; Pentecostal Indígena Jesus é a Luz; Evangélica Pentecostal Estrela da Manhã; Evangélica Pentecostal Deus é o Amanhã; Pentecostal Deus é Amor; Maranatha; Luz e Amor; Centro de Formação Nossa Senhora Guadalupe, da Igreja Católica; União das Famílias Indígena Jaguapiru; Missão Metodista Tapeporã; Missão Evangélica Caiuá, da Igreja Presbiteriana.


Religiosos prometen respetar culto y cultura indígena
Pastores de iglesias evangélicas, pentecostales, neopentecostales y de la Iglesia Católica se comprometieron, junto al Ministerio Público del Mato Grosso del Sur, a respetar la libertad cultural indígena, capacitar personas que actúan en las aldeas y limitar los niveles de sonido durante los cultos y eventos que organizan en las comunidades locales.

Campo Grande, jueves, 29 de mayo de 2008

Dos delegaciones guaraníes concurrieron a la oficina local de la Fundación Nacional del Indígena (Funai) con la finalidad de quejarse de pastores evangélicos, que demonizan los cultos indígenas y califican al “nhanderu” (líder religioso indígena) de enviado del diablo.

Según los indígenas, pastores dicen que “nuestro trabajo, nuestra oración, nuestra danza es cosa ruin, del demonio -, y el urucum que nosotros usamos en el rostro, dicen que es bosta del rabudo, de Satanás”, contó el nahnderu guaraní-caiuá Getúlio de Oliveira, en uno de los hechos denunciados al Funai.

En números de la comunidad, la reserva guaraní de Dourados, cuenta con un área de 3,4 mil hectáreas, donde viven 12 mil indígenas, abriga 36 templos evangélicos, lo que da la media de una iglesia para cada grupo de 330 indígenas. Dourados dista a 224 kilómetros de Campo Grande, capital del Estado del Mato Grosso del Sur.

La primera cláusula del “Término de ajustamiento de conducta”, firmado el día 5 de mayo en la 10ª Promotora de Justicia de Dourados, compromete a los firmantes del documento a observar la libertad cultural en las aldeas Bororó, Jaguapiru y Panambizinho, que integran la reserva de Dourados, “respetando todas las danzas y rezos típicos”. El incumplimiento de alguna cláusula implicará multa al infractor.

Suscribieron el Término de ajustamiento los representantes de las iglesias presentes en las aldeas indígenas de Dourados: Pentecostal Indígena de Jesús; Evangélica Casa del Alfarero; Pentecostal Avivamiento de la Última Hora; Pentecostal Cantares de Salomón; Asamblea de Dios; Nueva Jerusalén Indígena; Pentecostal Jesús es el Camino Indígena; Pentecostal de Jesucristo; Pentecostal Cimiento de Fuego; Congregación Cristiana del Brasil; Pentecostal Indígena Jesús es la Luz; Evangélica Pentecostal Estrella de la Mañana; Evangélica Pentecostal Dios es el Mañana; Pentecostal Dios es Amor; Maranatha; Luz es Amor; Centro de Formación Nuestra Señora Guadalupe, de la Iglesia Católica; Unión de las Familias Indígenas Jaguapiru; Misión Metodista Tapeporã; Misión Evangélica Caiuá, de la Iglesia Presbiteriana.

Fonte: O texto foi transcrito na íntegra de Notícias do Dia - IHU On-Line: 30/05/2008 e da ALC - Agencia Latinoamericana y Caribeña de Comunicación: 29 de mayo de 2008.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Maio 27, 2008

Martini pide la reforma de la Iglesia

Juan G. Bedoya, em El País, nos mostra que o recém-lançado livro do cardeal Carlo Martini, Jerusalemer Nachtgespräche - Colóquios noturnos em Jerusalém -, continua a repercutir.

Leia o artigo em El País: Martini pide la reforma de la Iglesia: Madrid, 25/05/2008.

Leia a tradução em Notícias do Dia - IHU On-Line de 27/05/2008: Martini pede a reforma da Igreja.

Leia ainda: Martini: contra o Parkinson me ajuda a música de Mozart. Em Notícias do Dia - IHU On-Line de 27/05/2008


Leia Mais:
Artigo de Martini causa polêmica
Carlo Maria Martini: textual scholar
Martini: a leitura da Bíblia e o Sínodo de 2008
Martini e a missa em latim
Martini e Doré apresentam livro do Papa em Paris
Martini recebe Menorah em Jerusalém
O testamento de Martini

Marcadores:

Bookmark and Share

Leonardo Boff critica recuo de Clodovis Boff

Pelos pobres contra a estreiteza do método. Um artigo de Leonardo Boff
"Dizendo diretamente: o texto de Clodovis causa perplexidade e perturbação. A coisa não pode ser assim como ele a expõe e critica. Seguramente a maioria dos teólogos da libertação que conheço não se sentiriam ai representados. Ademais, o autor assume uma postura magisterial que caberia melhor às autoridades doutrinárias que a um teólogo, frater inter fratres". O comentário é de Leonardo Boff, teólogo, referindo-se ao artigo de Clodovis Boff, também teólogo, publicado na Revista Eclesiástica Brasileira de setembro de 2007 [Teologia da Libertação e volta ao fundamento]. Uma síntese foi publicada nas Notícias do Dia, 04-05-2008 [Documento de Aparecida faz a Teologia da Libertação ‘voltar ao fundamento’, afirma Clodovis Boff]. Recebemos e publicamos o artigo de Leonardo Boff, na íntegra.

Destaco cinco trechos no artigo de Leonardo Boff:

"Nos últimos tempos se notou um certo recuo em sua atividade e reflexão, por razões que só a ele cabe dar. O texto que analisaremos (...) dedicado a análises da V Conferência do Episcopado Latino-americano e Caribenho, em Aparecida, revela traços claros deste recuo".

"A minha suspeita é de que as criticas suscitadas por Clodovis Boff à Teologia da Libertação forneçam às autoridades eclesiásticas locais e romanas as armas para condená-la novamente e, quem sabe, bani-la definitivamente do espaço eclesial. Como as criticas devastadoras provém de dentro, de um de seus mais reconhecidos formuladores, elas podem prestar-se a tal intento infeliz. A impressão que sua argumentação provoca é de alguém que se despediu e já emigrou da Teologia da Libertação, daquela 'realmente existente' que, na verdade, é a única que existe e se pratica nas Igrejas. Esta teologia é atacada em seu núcleo definidor porque cometeu, segundo ele, um 'erro de princípio, grave para não dizer fatal...falha 'mortal' que, levada a termo, termina pela morte da Teologia da Libertação' (REB 1004 e 1006). Esse erro fatal – pasmem - é de ela ter colocado o pobre como 'primeiro princípio operativo da teologia', ou de ter substituído Deus ou Cristo pelo pobre (REB 1004). Afirma ainda que 'do erro de princípio só podem provir efeitos funestos'. Acena para a contaminação em curso de toda 'pastoral da libertação' nomeadamente 'as pastorais sociais'. Por causa deste erro fatal, se instrumentalizou a fé, fé-la cair no utilitarismo e no funcionalismo, ocasionou seu enredamento com a modernidade antropologizante e secularista, pondo em risco a identidade cristã 'no plano teológico, eclesial e da própria fé' (REB 1007). Tais acusações são de grande monta e nos lembram os textos acusatórios de figadais inimigos da Teologia da Libertação dos anos 80 do século XX. E pour cause!"

"Podemos imaginar que os que condenaram a Jon Sobrino (Clodovis aprova a Notificação romana), a Gustavo Gutiérrez, a Ivone Gebara, a Marcelo Barros, a José Maria Vigil, a Juan José Tamayo, a Castillo, a Dupuis e a Küng entre outros, se acercarão de Clodovis e lhe dirão satisfeitos e com o peito inflado de fervor doutrinário: 'Bravo, irmão. Enfim alguém que teve a coragem de desmascar os equívocos e os graves e fatais erros da Teologia da Libertação'".

"Por isso, julgo que esta posição de Clodovis tem que ser refutada com argumentos bem fundados, por ser equivocada, teologicamente errônea e pastoralmente danosa. Não apenas por interesses da pastoral e de política eclesiástica mas por razões internas da teologia. Na minha avaliação, suas insuficiências teóricas e teológicas são tantas que invalidam o peso de seus argumentos".

"Há três ausências que tiram sustentabilidade à sua reflexão: a ausência de uma adequada teologia da encarnação; a ausência do sentido singular de pobre dado pela Teologia da Libertação; e a ausência de uma teologia do Espírito Santo..."

Leia o texto completo em Notícias do Dia - IHU On-Line: 27/05/2008.

Lembro que Leonardo Boff e Clodovis Boff são irmãos e estão entre os mais extraordinários teólogos brasileiros da atualidade.

Veja:
Bibliografia de Leonardo Boff
Bibliografia de Clodovis Boff

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Maio 26, 2008

Philip R. Davies: Memories of Ancient Israel

Vem aí, lá pelo fim de outubro, começo de novembro, mais um livro de Philip R. Davies sobre a espinhosa tarefa que se tornou hoje a escrita de uma História de Israel:


DAVIES, P. R. Memories of Ancient Israel: An Introduction to Biblical History - Ancient and Modern. Louisville, KY: Westminster John Knox Press, 2008, 208 p. - ISBN 9780664232887.

Publicação prevista para outubro de 2008.

A descrição do livro:
"Recent years have seen an explosion of writing on the history of Israel, prompted largely by definitive archaeological surveys and attempts to write a genuine archaeological history of ancient Israel and Judah. The scholarly world has also witnessed an intense confrontation between so-called minimalists and maximalists over the correct approach to the historicity of the Bible. Memories of Ancient Israel looks at the issues at stake in doing biblical history the ideologies involved, the changing role of archaeology, and the influence of cultural contexts, both ancient and modern. Davies suggests a different way of defining the problem of reliability and historicity by employing the theory of cultural memory [sublinhado meu]. In doing so, he provides a better explanation of how ancient societies constructed their past but also a penetrating insight into the ideological underpinnings of today's scholarly debates".

Leia também:
Dois novos livros de Philip R. Davies

Marcadores:

Bookmark and Share

Ancient Languages of Syria-Palestine and Arabia

Em 2004 foi publicada uma aclamada enciclopédia das Línguas Antigas do Mundo, The Cambridge Encyclopedia of the World's Ancient Languages, obra dirigida por Roger D. Woodard, Professor of Classics at the State University of New York, Buffalo.

Pois vejo agora que, em maio de 2008, foram publicados alguns volumes derivados da enciclopédia, e que tratam de línguas de regiões específicas, como as Línguas Antigas da Síria-Palestina e da Arábia e as Línguas Antigas da Mesopotâmia, do Egito e de Aksum [que fica na Etiópia]. Isto facilita a aquisição! As descrições abaixo são da página da Amazon.com.


WOODARD, R. D. (ed.) The Ancient Languages of Syria-Palestine and Arabia. New York: Cambridge University Press, 2008, 282 p. - ISBN 9780521684989.

"This book, derived from the acclaimed Cambridge Encyclopedia of the World's Ancient Languages, describes the ancient languages of Syria-Palestine and Arabia, for the convenience of students and specialists working in that area. Each chapter of the work focuses on an individual language or, in some instances, a set of closely related varieties of a language. Providing a full descriptive presentation, each of these chapters examines the writing system(s), phonology, morphology, syntax and lexicon of that language, and places the language within its proper linguistic and historical context. The volume brings together an international array of scholars, each a leading specialist in ancient language study. While designed primarily for scholars and students of linguistics, this work will prove invaluable to all whose studies take them into the realm of ancient language". Roger D. Woodard is the Andrew V.V. Raymond Professor of Classics at the State University of New York, Buffalo.


WOODARD, R. D. (ed.) The Ancient Languages of Mesopotamia, Egypt and Aksum. New York: Cambridge University Press, 2008, 272 p. - ISBN 9780521684972.

"This book, derived from the acclaimed Cambridge Encyclopedia of the World's Ancient Languages, describes the ancient languages of Mesopotamia, Egypt and Aksum, for the convenience of students and specialists working in that area. Each chapter of the work focuses on an individual language or, in some instances, a set of closely related varieties of a language. Providing a full descriptive presentation, each of these chapters examines the writing system(s), phonology, morphology, syntax and lexicon of that language, and places the language within its proper linguistic and historical context. The volume brings together an international array of scholars, each a leading specialist in ancient language study. While designed primarily for scholars and students of linguistics, this work will prove invaluable to all whose studies take them into the realm of ancient language".


Enfim, a enciclopédia:

WOODARD, R. D. (ed.) The Cambridge Encyclopedia of the World's Ancient Languages. New York: Cambridge University Press, 2004, 1182 p. - ISBN 9780521562560.

"Choice Outstanding Academic Title of 2006 The Cambridge Encyclopedia of the World's Ancient Languages is the first comprehensive reference work treating all of the languages of antiquity. Clear and systematic in its approach, the Encyclopedia combines full linguistic coverage of all the well-documented ancient languages, representing numerous language families from around the globe. Each chapter focuses on an individual language or, in some instances, a set of closely related varieties of a language. Providing a full descriptive presentation, each of these chapters examines the writing system(s), phonology, morphology, syntax and lexicon of that language, and places the language within its proper linguistic and historical context. The Encyclopedia brings together an international array of scholars, each a leading specialist in ancient language study. While designed primarily for linguistic professionals and students, this work is invaluable to all whose studies take them into the realm of ancient language".

Marcadores:

Bookmark and Share

A Igreja Latino-Americana de Medellin a Aparecida

De Medellín a Aparecida: marcos, trajetórias e perspectivas da Igreja Latino-Americana
Em 2008, completam-se 40 anos de realização da Segunda Conferência Geral do Episcopado Latino-Americano, realizada em Medellín, na Colômbia de 24 de agosto a 6 de setembro de 1968. Celebrando os quarenta anos da realização deste importante evento da Igreja Latino-Americana, o Instituto Humanitas Unisinos realizará um Curso de Extensão, propondo um estudo e análise sobre as Conferências Episcopais de Medellín, Puebla, Santo Domingo e Aparecida e suas contribuições para a atuação da Igreja na América Latina.

O curso começa em 13 de junho e termina em 17 de outubro de 2008.

Entre os conferencistas estão: Prof. Dr. Inácio Neutzling - Unisinos; Prof. Dr. Joseph Comblin - Instituto Teológico do Recife; Prof. Dr. João Batista Libânio - FAJE/BH; Prof. Dr. Paulo Suess - CIMI; Prof. Dr. Benedito Ferraro - PUC-Campinas; Prof. Dr. Alfredo Santiago Culleton - Unisinos; Prof. MS. Vanildo Luis Zugno - ESTEF; Profa. Dra. Ana Maria de Azeredo Lopes Tepedino - PUC-Rio; Ir. Antônio Cechin e Prof. Dr. Ivo Lesbaupin - ISER/RJ.

Confira o programa na página de eventos do IHU.

Leia também:
Silvia Scatena: Medellín e a Igreja na América Latina

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Maio 24, 2008

Resenhas na RBL: 23.05.2008

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

François Bovon
Luke the Theologian: Fifty-Five Years of Research (1950-2005)
Reviewed by Eric Noffke

Dan W. Clanton
The Good, the Bold, and the Beautiful: The Story of Susanna and Its Renaissance Interpretations
Reviewed by Robert Doran

John J. Collins
A Short Introduction to the Hebrew Bible
Reviewed by Robin Gallaher Branch

Beverly Roberts Gaventa
Our Mother Saint Paul
Reviewed by Angela Standhartinger

Daniel M. Gurtner
The Torn Veil: Matthew's Exposition of the Death of Jesus
Reviewed by Tony Costa

Doug Ingram
Ambiguity in Ecclesiastes
Reviewed by Martin A. Shields

Othmar Keel
Die Geschichte Jerusalems und die Entstehung des Monotheismus
Reviewed by Ernst Axel Knauf

Martin O'Kane
Painting the Text: The Artist as Biblical Interpreter
Reviewed by Dan W. Clanton Jr.

John Piper
The Future of Justification: A Response to N. T. Wright
Reviewed by Don Garlington

Lance Byron Richey
Roman Imperial Ideology and the Gospel of John
Reviewed by Warren Carter

Diane M. Sharon and Kathryn F. Kravitz, eds.
Bringing the Hidden to Light: The Process of Interpretation: Studies in Honor of Stephen A. Geller
Reviewed by Adele Berlin

Christopher J. H. Wright
The Mission of God: Unlocking the Bible's Grand Narrative
Reviewed by Christopher N. Chandler

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Maio 22, 2008

Novo livro de James Dunn

O segundo volume da obra monumental de James Dunn sobre o nascimento do cristianismo será publicado em outubro de 2008. São três volumes que cobrirão os primeiros 120 anos do cristianismo. O primeiro volume saiu em 2003.


DUNN, J. D. G. Beginning from Jerusalem: Christianity in the Making, Volume 2. Grand Rapids, MI: Eerdmans, 2008, 1392 p. - ISBN 9780802839329

Diz a editora:
James Dunn is regarded worldwide as one of today’s foremost biblical scholars. Having written groundbreaking studies of the New Testament and a standard work on Paul’s theology, Dunn here turns his pen to the rise of Christianity itself. Beginning from Jerusalem is the second installment in what will be a monumental three-volume history of the first 120 years of the faith [the first is Jesus Remembered]. Beginning from Jerusalem covers the early formation of the Christian faith from 30 to 70 C.E. After outlining the quest for the historical church (parallel to the quest for the historical Jesus) and reviewing the sources, James Dunn follows the course of the movement stemming from Jesus “beginning from Jerusalem.” He opens with a close analysis of what can be said of the earliest Jerusalem community, the Hellenists, the mission of Peter, and the emergence of Paul. Then Dunn focuses solely on Paul — the chronology of his life and mission, his understanding of his call as apostle, and the character of the churches that he founded. The third part traces the final days and literary legacies of the three principal figures of first-generation Christianity: Paul, Peter, and James the brother of Jesus. Each section includes detailed interaction with the vast wealth of secondary literature on the many subjects covered.

Veja também: DUNN, J. D. G. Jesus Remembered: Christianity in the Making, Volume 1. Grand Rapids, MI: Eerdmans, 2003. xvii + 1019 p. - ISBN 9780802839312

Marcadores:

Bookmark and Share

Fifth Enoch Seminar

O quinto seminário sobre a literatura henóquica, Fifth Enoch Seminar, acontecerá em Nápoles, Itália, de 14 a 18 de junho de 2009. O tema é: Enoch, Adam, Melchisedek: Mediatorial Figures in 2 Enoch and Second Temple Judaism. O quinto seminário, como diz o tema, focalizará os papéis de Henoc, Adão e Melquisedec como figuras mediadoras no Judaísmo do Segundo Templo, com especial ênfase em 2 Henoc.

Mais uma vez se reúne o significativo grupo dos estudos henóquicos, com a presença marcante de Gabriele Boccaccini, da Universidade de Michigan, USA.

Leia mais a respeito dos seminários sobre a literatura henóquica aqui e aqui.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Maio 21, 2008

Leia a Biblia como literatura: hoje em Campinas

Encontrei na página de Notícias da Loyola:

Matéria com autor de Leia a Bíblia como literatura é publicada no Correio Popular, de Campinas
O autor de Edições Loyola Cássio Murilo Dias da Silva, doutor em ciências bíblicas, concedeu entrevista ao Caderno C do jornal Correio Popular, de Campinas (SP), sobre seu livro Leia a Bíblia como literatura, que será lançado hoje, às 19h30, na Livraria Cultura do Shopping Center Iguatemi Campinas (Av. Iguatemi, 777, piso 1 - Vila Brandina). A matéria, intitulada "Novo olhar sob a leitura da Bíblia", de Carlota Cafiero, publicada nesta quarta-feira, destaca que o livro de Cássio Murilo é um convite tentador para desfrutar os textos bíblicos como obras literárias. "A Bíblia tem histórias de aventura, romance, romance policial, poesia de amor", explicou o autor.

Marcadores:

Bookmark and Share

O testamento de Martini

Acaba de sair mais um livro de Martini. Com suas "confissões".

O testamento do cardeal Martini
Como bispo, ele pediu com freqüência a Deus: “Por que não nos dás idéias melhores? Por que não nos tornas mais fortes no amor e mais corajosos em afrontar os problemas atuais? Por que temos tão poucos padres?” Hoje, tendo ingressado num estado de ânimo crepuscular, confia no sentido de pedir a Deus para não ser deixado só. Na última estação de sua vida, Carlo Maria Martini se confessa a um co-irmão austríaco e nascem os “Colóquios noturnos em Jerusalém”, recém editados pela Herder na Alemanha, que representam seu testamento espiritual. Confessa ter também estado em conflito com Deus, elogia Martinho Lutero, exorta a Igreja à coragem de reformar-se, de não se afastar do Concílio Vaticano II e de não temer confrontar-se com os jovens. Um bispo, recorda, deve também saber ousar, como quando ele foi ao cárcere falar com militantes das Brigadas Vermelhas...

Leia em Notícias do Dia - IHU On-Line: 21/05/2008


Martini, il Cardinale e Dio. Il testamento del cardinale
Nell' ultima stagione della sua vita Carlo Maria Martini si confessa ad un confratello austriaco e ne nascono i "Colloqui notturni a Gerusalemme", appena editi da Herder in Germania, che rappresentano il suo testamento spirituale. Confessa di essere stato anche in conflitto con Dio, elogia Martin Lutero, esorta la Chiesa al coraggio di riformarsi, a non allontanarsi dal Concilio e a non temere di confrontarsi con i giovani. Un vescovo, rammenta, deve saper anche osare, come quando lui andò in carcere a parlare con militanti delle Brigate Rosse...

O artigo é de Marco Politi e foi publicado no jornal italiano La Repubblica em 19/05/2008

A obra, em alemão, é:


MARTINI, C. M.; SPORSCHILL, G. Jerusalemer Nachtgespräche: Über das Risiko des Glaubens. Freiburg: Herder, 2008, 144 S. - ISBN 9783451059797.

Diz a editora Herder sobre o livro:
Der eine war Kardinal der größten Diözese der Welt, Gelehrter und einer der berühmtesten Kirchenmänner. Der andere hat in Gefängnissen und mit drogenabhängigen Jugendlichen gearbeitet und in den letzten Jahren mit Straßenkindern in Rumänien und Moldawien zusammengelebt. In Jerusalem trafen sie sich und wurden Freunde: Sie suchen nach Antworten auf die kritischen Fragen der Jugend: Was würde Jesus heute tun? Welche Zukunft hat Glauben in Zeiten des Wohlstands? Was ist der Weg der Religionen?

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Maio 20, 2008

COP 9

9th Meeting of the Conference of the Parties (COP 9): Bonn, Germany, 19-30 May 2008.

De 19 a 30 de maio de 2008, Bonn, na Alemanha, sedia a 9ª Conferência das Partes (COP 9) da Convenção sobre Biodiversidade da ONU, reunindo mais de 5 mil delegados de 190 países em debate sobre questões ambientais como mudanças climáticas e aquecimento global.

Leia:
Blog da COP 9 - WWF-Brasil
Brasil no centro das críticas de ambientalistas de todo o mundo na COP 9 - Notícias do Dia - IHU On-Line: 20/05/2008
Conferência da ONU debate preservação da biodiversidade - Deutsche Welle: 19/05/2008
Convention on Biological Diversity - Convenio sobre la Diversidad Biológica - Convention sur la diversité biologique
Dano ambiental consome 6% do PIB global - Folha Online: 19/05/2008 - 09h52
Produção de alimentos x produção de energia: o desafio do século XXI. Entrevista especial com Patrick Criqui e Martin Penner - Notícias do Dia - IHU On-Line: 20/05/2008


Leia também:
'Economia e vida' é o tema da Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2010
Economia e vida será o tema da Campanha da Fraternidade Ecumênica de 2010, que terá por lema admoestação registrada no Evangelho de Mateus: “Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro” (...) Tema e lema da Campanha Ecumênica foram definidos pela Comissão organizadora do evento, reunida em Brasília na sexta e no sábado, 16 e 17 de maio [de 2008]. A Cáritas e a Fundação Luterana de Diaconia (FLD) vão integrar o Comitê Gestor do Fundo Ecumênico de Solidariedade, que administra os recursos recolhidos na Campanha. Farão parte, ainda, do Comitê Gestor o secretário executivo do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), reverendo Luiz Alberto Barbosa, um representante das igrejas Siriana Ortodoxa de Antioquia, Presbiteriana Unida e Episcopal Anglicana do Brasil.

Fonte: Notícias do Dia - IHU On-Line: 20/05/2008

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Maio 18, 2008

A Slow-Motion Catastrophe

Catástrofe em câmara lenta. Voltar ao bom senso. Eis o desafio! Entrevista especial com Ladislau Dowbor
A humanidade caminha para uma “catástrofe em câmara lenta”, e as aventuras especulativas com os alimentos, a má distribuição alimentícia, o consumo irracional e o mau manejo da água contribuem para acelerar os problemas da fome no mundo contemporâneo [sublinhado meu]. Essa posição é defendida por Ladislau Dowbor , economista e professor do PPG em Administração da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line, o pesquisador apresenta diferenças entre as propostas de biocombustíveis apresentadas pelos EUA e o Brasil. Argumenta que, no caso dos brasileiros, seja possível investir em biocombustível sem prejudicar as safras alimentícias. Entretanto, ressalta, “corremos o risco de que a busca de alternativas energéticas gere no Brasil um novo ciclo agro-exportador que trará dólares e riqueza para poucos”. Associar a produção energética e a produção alimentar à pequena e média agricultura, alerta, “pode dar um novo reequilabramento social ao meio rural”. Dowbor é formado em Economia Política, pela Universidade de Lausanne, Suíça, e doutor em Ciências Econômicas, pela Escola Central de Planejamento e Estatística de Varsóvia, Polônia. Confira na página pessoal do pesquisador artigos e publicações.

Fonte: Notícias do Dia - IHU On-Line: 18/05/2008.

Visite a Home Page de Ladislau Dowbor. In the present web site you will find some basic short texts by Prof. Ladislau Dowbor, concerning mainly economic development and planning. Some papers are in English and other languages, see "Artigos Online".

Leia também a entrevista com a ex-ministra do Meio Ambiente Marina Silva.

Atualização: 19.05.2008 - 18h55
A entrevista de Ladislau Dowbor é a primeira matéria da edição 258 da Revista IHU On-Line, publicada hoje, 19 de maio de 2008, e que traz como tema de capa A crise alimentar. Por um novo modelo de produção. Além de Dowbor, tratam da crise alimentar neste número da revista: Ignacy Sachs, Heitor Costa, Antônio Thomaz Jr, Celso Marcatto, Peter Rosset e José Goldemberg.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Maio 17, 2008

Dom Helder, Leonardo Boff e Jonas Abib

Três nomes, três notícias, três situações. Vale a pena a leitura.

Justiça manda recolher livro do Padre Jonas Abib
A Justiça da Bahia determinou o recolhimento, em Salvador, de todos os exemplares de um livro escrito pelo padre Jonas Abib, fundador da comunidade católica Canção Nova, ligada à Renovação Carismática, ala conservadora da igreja.

Leonardo Boff recebe título de doutor 'Honoris Causa' da EST
Ao receber na noite do dia 15 de maio, o primeiro título de Doutor “Honoris Causa” de uma instituição brasileira, o teólogo católico Leonardo Boff destacou a atualidade do reformador Martim Lutero e do princípio protestante da indignação. “A teologia de Lutero é boa para a humanidade sofredora. Ele foi um mestre da fé e a voz que clama pela renovação espiritual”, frisou.

O Concílio de Dom Helder
(...) Estamos falando de Dom Helder Câmara. Precisamente ele, o bispo auxiliar do Rio de Janeiro, e depois, poucos dias antes do golpe de 31 de março de 64, o arcebispo de Recife: a ‘voz dos sem voz’ do nordeste do Brasil e, posteriormente, de toda a América Latina: onde – segundo o Sunday Times – ainda era considerado, nos anos 70, como ‘o homem mais influente’ após Fidel Castro.

Fonte: Notícias do Dia - IHU On-Line: 17/05/2008

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Maio 15, 2008

Resenhas na RBL: 14.05.2008

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Loveday C. A. Alexander
Acts in Its Ancient Literary Context: A Classicist Looks at the Acts of the Apostles
Reviewed by Chrys C. Caragounis

Markus Bockmuehl and James Carleton Paget, eds.
Redemption and Resistance: The Messianic Hopes of Jews and Christians in Antiquity
Reviewed by Joshua Ezra Burns

Frances Taylor Gench
Encounters with Jesus: Studies in the Gospel of John
Reviewed by John Painter

L. Ann. Jervis
At the Heart of the Gospel: Suffering in the Earliest Christian Message
Reviewed by Thomas W. Gillespie

Robert Kysar
John: The Maverick Gospel
Reviewed by Dirk G. van der Merwe

Terence C. Mournet
Oral Tradition and Literary Dependency: Variability and Stability in the Synoptic Tradition and Q
Reviewed by Robert K. McIver

Geert van Oyen and Tom Shepherd, eds.
The Trial and Death of Jesus: Essays on the Passion Narrative in Mark
Reviewed by Adam D. Winn

Gershom M. H. Ratheiser
Mitzvoth Ethics and the Jewish Bible: The End of Old Testament Theology
Reviewed by Walter Brueggemann

Gerald O. West, ed.
Reading Other-Wise: Socially Engaged Biblical Scholars Reading with Their Local Communities
Reviewed by Erhard S. Gerstenberger
Reviewed by Gosnell Yorke

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Maio 14, 2008

Bela Supernova

Enquanto isso, na Via Láctea...



Pesquisadores encontram supernova mais recente da Via Láctea
Com o uso do telescópio de raios X Chandra, pesquisadores descobriram a supernova (...) mais recente de que se tem notícia na Via Láctea. O corpo espacial explodiu há cerca de 140 anos (...) Supernova é o resultado da explosão de uma estrela, que pode se tornar muito mais brilhante que o Sol, antes de perder força gradualmente...

Fonte: Folha Online: 14/05/2008 - 18h00

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Maio 13, 2008

Cai a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva

Ministra Marina Silva entrega pedido de demissão a Lula

Fonte: Folha Online: 13/05/2008 - 15h56

Marcadores:

Bookmark and Share

Jornais: revistas de sala de espera

Os jornais se parecem cada vez mais com as revistas que havia para ler na barbearia ou na sala de espera do dentista.

Frase de Umberto Eco sobre a irrelevância das informações transmitidas pelos jornais hoje.

Está em uma entrevista publicada pela Folha Online de 12/05/2008 - 11h41 sob o título de Velocidade da web causará perda de memória, diz Umberto Eco

Marcadores:

Bookmark and Share

A leitura da Biblia no mundo globalizado

Faculdades EST realiza seminário conjunto com universidades alemãs
A leitura da Bíblia no mundo globalizado é o tema do seminário intercultural que a Faculdades EST está promovendo, neste mês de maio [de 2008], em parceria com as universidades alemãs de Bayreuth e Duisburg-Essen, através da Internet. O Seminário tem o apoio da CAPES, através do projeto PROBRAL 260/07. Entre os objetivos do estudo conjunto está o de promover a discussão teológica e a aproximação entre estudantes dos dois países. Um dos marcos desse encontro intercontinental foi a videoconferência, realizada no último dia 6 de maio, envolvendo docentes e estudantes das três universidades. Pela videoconferência, os participantes tiveram a oportunidade de se conhecer, formulando perguntas aos colegas das outras universidades. “Percebemos, da parte alemã, um grande interesse por temas como estrutura e atuação da igreja luterana no Brasil, pentecostalismo, umbanda e ecumenismo”, diz o Dr. Emílio Voigt, coordenador do EaD da Faculdades EST. O seminário se encerra no dia 26 de maio. Até lá, os participantes continuarão estudando em conjunto através do ambiente virtual de aprendizagem, disponibilizado pela Faculdades EST. Na sala virtual, os alunos encontram materiais para leitura e são realizadas atividades de interação e construção de conhecimento. A coordenação desse intercâmbio de formação teológica é da Faculdades EST através do professor Dr. Rodolfo Gaede e do Dr. Emilio Voigt.

Marcadores:

Bookmark and Share

EST e IHU debatem em julho a Teologia Pública

Leio em Notícias do Dia - IHU On-Line de hoje:

Simpósio da EST discute a teologia pública na América Latina
Repensar a teologia contemporânea e sua relação com a sociedade com o intuito de refletir a cidadania e o compromisso com a realidade é o objetivo do Simpósio Internacional Teologia Pública na América Latina, promovido pela Escola Superior de Teologia (EST), em parceria com o IHU. Muitos teólogos têm, hoje, se voltado para sua contribuição na política, nas questões de cidadania e para repensar a ética e os valores humanos na atualidade. Assim, o simpósio quer explorar as implicações de uma teologia pública na América Latina e o que vem a ser, realmente, uma teologia pública global e contextualizada. Por isso, nomes como o do Prof. Dr. Max Stackhouse, da Universidade de Princeton (EUA); o do Prof. Dr. Nico Koopman, de Stellenbosch University (África do Sul); e o da Prof.ª Dr.ª Catalina Romero, da Universidade de Lima (Peru), vêm à EST discutir esses conceitos e contribuir, desta forma, teologicamente, para esse importante debate. Entre os palestrantes que representam a Unisinos no Simpósio, estão o diretor do Instituto Humanitas Unisinos – IHU, Prof. Dr. Inácio Neutzling e a Profa. MS Ana Formoso, além do reitor da Universidade, Prof. Dr. Marcelo Fernandes de Aquino.

O Simpósio Internacional Teologia Pública na América Latina acontece nas Faculdades EST de 04 a 07 de julho de 2008 e será realizado em torno de três linhas temáticas: Teologia e Sociedade, Teologia e Universidade e Teologia e Cultura.

Para maiores informações, visite a página das Faculdades EST.

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Maio 12, 2008

Dilemas dos povos indigenas brasileiros

Em busca da terra sem males: os territórios indígenas é o tema de capa da edição 257 da IHU On-Line de 12/05/2008.

Assim começa o editorial:
O drama que acompanhamos há algum tempo em Roraima, na reserva indígena de Raposa Serra do Sol, inspira o debate da matéria de capa dessa semana da revista IHU On-Line. Os conflitos e dilemas culturais das populações indígenas brasileiras são decorrentes de um problema primário: a terra, ou melhor, a falta dela.

Contribuem para essa discussão:
  • Antonio Brand: A garantia do direito à diferença
  • Aloir Pacini: “Ninguém deixa de ser índio porque usa celular ou anda na cidade”
  • Egon Heck: O sentido da vida: primeira e grande lição dos índios ao homem branco
  • Roberto Liebgott e Iara Bonin: Como entender a cultura indígena e suas transformações?
  • Maucir Pauletti: “Os direitos dos índios são direitos de papel”
  • Paula Caleffi : “O índio é um sujeito que foi vitimado pelo processo colonial, o que não o inviabiliza de ser sujeito”
  • Sydney Possuelo: Índio e “homem branco”: duas humanidades diferentes que se encontraram em determinado tempo e espaço
  • Wellington Gomes Figueiredo: Esperança? Só quando alguém nutrir respeito pelo que é humano
  • Pedro Ignácio Schmitz: Lição dos índios: sobrevivência é o princípio de qualquer cultura
  • Jairo Rogge: O resgate da cultura material confirma a diversidade cultural e étnica indígena

Marcadores:

Bookmark and Share

Solidariedade do Pio Brasileiro a bispos ameaçados

Estudantes do Colégio Pio Brasileiro, em Roma, manifestam solidariedade aos três bispos da região amazônica ameaçados de morte. Os atuais estudantes residentes no Pio Brasileiro são provenientes de 67 Dioceses do Brasil, duas Congregações Religiosas, uma Diocese de Angola e seis Dioceses de cinco países latino-americanos: Chile, Colômbia, Equador, Venezuela, Panamá. São 101 estudantes, distribuídos em 11 Universidades Pontifícias em cursos de Mestrado e Doutorado.

Os estudantes manifestam sua solidariedade aos "Bispos do Regional Norte II do Brasil: Dom José Luiz Azcona, da Prelazia do Marajó; Dom Flávio Giovenale, da Diocese de Abaetetuba e Dom Erwin Kräutler, da Prelazia do Xingu, que estão sendo perseguidos e inclusive ameaçados de morte por defenderem irmãs e irmãos excluídos e por denunciarem a violação dos direitos humanos na região".

Dizem na carta, datada de 9 de maio de 2008, que "na comunhão em Jesus Cristo, queremos estar juntos aos três profetas agredidos em sua missão. A causa que eles defendem queremos fortificá-la, pois suas denúncias também são nossas: a desapropriação das terras dos indígenas, o abandono dos pequenos agricultores, a exploração sexual de crianças e adolescentes e o tráfico de mulheres, a violência urbana e ameaças às lideranças do povo, a evasão escolar na região, a degradação do meio ambiente e a exploração ilícita de madeiras e o tráfico de drogas. Esta situação nos deixa inquietos e nos exige um testemunho cristão".

E acrescentam: "Fomos enviados pelas nossas comunidades, bispos e provinciais à formação presbiteral continuada e especializada. A partir de nossos estudos nos sentimos cada vez mais próximos de tantas irmãs e irmãos sofridos e excluídos em nossas regiões e que esperam uma presença e testemunho profético de seus pastores. Temos também consciência das lutas travadas por tantos homens e mulheres: religiosos e religiosas, presbíteros e bispos, leigos e leigas na defesa da vida junto ao povo na grande Região Amazônica".

Leia a carta no site da CNBB.

O Pio Brasileiro foi minha casa em Roma durante seis anos!

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Maio 10, 2008

Religiao, auto-ajuda e Teologia

A religião se afasta cada vez mais da teologia e se converte em auto-ajuda, para indivíduos ou para comunidades...

La religión se aleja cada vez más de la teología y se convierte en autoayuda, para individuos o para comunidades...

Leia: O Deus da política. Obama e a Teologia Negra da Libertação. Em Notícias do Dia - IHU On-Line: 10/05/2008

Leia: Lluís Bassets, El Dios de la política. Em El País, 01/05/2008

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Maio 09, 2008

NASA: Arthur Clarke, Stanley Kubrick e 2001

Pessoas como Arthur C. Clarke nunca morrem. Ficam encantadas. Já dizia Guimarães Rosa.

Nasa homenageia 40 anos de "2001: Uma Odisséia no Espaço"
Nasa homenageou nesta semana o longa-metragem "2001: Uma Odisséia no Espaço". Há 40 anos, o filme previu muitos dos avanços que agora são uma realidade na pesquisa espacial. Dirigido por Stanley Kubrick, "a obra despertou a imaginação e forneceu uma previsão realista sobre como poderia ser o nosso futuro", afirmou a agência espacial em seu site. "Quando o filme estreou, há 40 anos, viver e trabalhar no espaço por tempo integral era ficção científica", disse a Nasa. Atualmente, há três ocupantes na ISS (Estação Espacial Internacional), 365 dias ao ano. Eles controlam um dos projetos de engenharia mais complexos da história. No filme, baseado no conto "A Sentinela" do escritor inglês Arthur C. Clarke, o astronauta e cientista David Bowman realiza uma missão na busca de um estranho monólito encontrado na Lua...

Leia o texto completo na Folha Online: 09/05/2008 - 08h59

Leia Mais:
1968 Science Fiction is Today’s Reality
2001: A Space Odyssey
2001: A Space Odyssey Internet Resource Archive
Arthur C. Clarke: Bibliography
Morre o escritor britânico Arthur C. Clarke
NASA Remembers Arthur C. Clarke -- Share Your Thoughts
Obras de Arthur C. Clarke
The Arthur C. Clarke Foundation

Marcadores:

Bookmark and Share

Cassio faz palestra sobre Biblia em Campinas

Edições Loyola e Livraria Cultura convidam para uma palestra sobre um modo diferente de ler a Bíblia.

Leia a Bíblia como literatura, por Cássio Murilo Dias da Silva

A palestra será no dia 21 de maio de 2008 às 19h30.

Na Livraria Cultura, no Shopping Iguatemi, em Campinas, SP. A livraria foi inaugurada no dia 9 de abril de 2008.

Marcadores:

Bookmark and Share

Resenhas na RBL: 07.05.2008

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Paul N. Anderson
The Fourth Gospel and the Quest for Jesus: Modern Foundations Reconsidered
Reviewed by John Painter

Malcolm Choat
Belief and Cult in Fourth-Century Papyri
Reviewed by David Frankfurter

Michael Thomas Davis and Brent A. Strawn, eds.
Qumran Studies: New Approaches, New Questions
Reviewed by Heinz-Josef Fabry

April D. DeConick
The Original Gospel of Thomas in Translation: With a Commentary and New English Translation of the Complete Gospel
Reviewed by Stephan Witetschek

Seenam Kim
The Coherence of the Collections in the Book of Proverbs
Reviewed by Johann Cook
Reviewed by Jutta Krispenz

Sarah Malena and David Miano, eds.
Milk and Honey: Essays on Ancient Israel and the Bible in Appreciation of the Judaic Studies Program at the University of California, San Diego
Reviewed by Wolfgang Zwickel

Mikael C. Parsons
Body and Character in Luke and Acts: The Subversion of Physiognomy in Early Christianity
Reviewed by Pieter J. J. Botha
Reviewed by Patrick E. Spencer

Todd Penner and Caroline Vander Stichele, eds.
Moving beyond New Testament Theology? Essays in Conversation with Heikki Räisänen
Reviewed by Jan van der Watt

Richard L. Rohrbaugh
The New Testament in Cross-Cultural Perspective
Reviewed by Stephan Joubert

C. Kavin Rowe
Early Narrative Christology: The Lord in the Gospel of Luke
Reviewed by Christopher Tuckett

David T. Runia and Gregory E. Sterling, eds.
The Studia Philonica Annual: Studies in Hellenistic Judaism, Volume XVIII
Reviewed by Archie T. Wright

Naomi Seidman
Faithful Renderings: Jewish-Christian Difference and the Politics of Translation
Reviewed by Cameron Boyd-Taylor

Brad H. Young
Meet the Rabbis: Rabbinic Thought and the Teachings of Jesus
Reviewed by Verlyn D. Verbrugge

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Maio 08, 2008

Caso Dorothy Stang

CNBB divulga nota sobre o caso da Ir. Dorothy Stang

Congresso deve extinguir benefício que permitiu a absolvição de Bida

'É hora de se rever a lei' Supremo, governo e entidades protestam contra absolvição de fazendeiro no caso Dorothy

‘É uma licença para matar’, reage advogado da CPT

Fazendeiro pode ter pago R$ 100 mil para condenado mudar depoimento

Governo, ONGs e religiosos rechaçam absolvição

‘Houve manobra, maracutaia’, afirma Dom Erwin Kräutler sobre absolvição do fazendeiro

'O que aconteceu no júri acontece todo dia no Pará'. Entrevista com David Stang

Rancher freed over US nun killing

Regional Norte 2 contesta julgamento que inocenta acusado da morte de Ir. Dorothy Stang


Fontes: BBC News -- CNBB -- Notícias do Dia - IHU On-Line

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Maio 07, 2008

Profissão Teólogo: Entrevista com Márcio Fabri

A diferença entre pastor e teólogo. Uma reflexão sobre a profissionalização do teólogo. Entrevista especial com Márcio Fabri dos Anjos
“A confusão entre os papéis do teólogo e do pastor me parece inadequada, em especial por estas funções exigirem habilitações bem diferenciadas.” Esta é a opinião do teólogo Márcio Fabri dos Anjos. Em entrevista concedida à IHU On-Line, por e-mail, o professor falou sobre a presença da Teologia na sociedade contemporânea, sobre a possibilidade de reconhecimento dos cursos de Teologia por parte do MEC e das propostas de profissionalização do teólogo e as características sociais da proposta. Para ele, “as perguntas éticas da humanidade devam ser sempre assumidas pela Teologia”.

Márcio Fabri dos Anjos é Doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana, Roma, Itália (1975). Ex-presidente da SOTER - Sociedade de Teologia e Ciências da Religião (1991-1998); fundador e ex-presidente da SBTM - Sociedade Brasileira de Teologia Moral (1980-86). Diretor do Instituto Alfonsianum de Ética Teológica. É pesquisador e docente do Centro Universitário São Camilo, São Paulo; professor orientador de doutorado da Accademia Alfonsiana, da Pontificia Università Lateranense, Roma, Itália; professor de teologia moral no ISPES - Instituto São Paulo de Estudos Superiores e na Pontifícia Faculdade de Teologia N. S. da Assunção (São Paulo); assessor da CRB - Conferência Nacional dos Religiosos do Brasil; membro da diretoria da SBB - Sociedade Brasileira de Bioética; membro da Câmara técnica de Bioética do CREMESP - Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo. Tem desenvolvido estudos principalmente na área de bioética e religião, com ênfase em conceitos fundamentais como vulnerabilidade, autonomia, dignidade humana e argumentação ética.

Destaco na entrevista quatro trechos:

IHU On-Line – Para o senhor, qual é o papel da Teologia na sociedade contemporânea?
Márcio Fabri dos Anjos – (...) A Teologia ganha particular relevância quando se percebe a estreita relação entre fé e processos históricos, fé e transformações culturais. Isto ficou claro com a Teologia do Político na Europa e a Teologia da Libertação na América Latina; e não menos claro nas contribuições da Teologia em grandes temas da atualidade como os fundamentalismos, questões de ética social, de ecologia e bioética. A Teologia é capaz de apontar razões para além da simples razão instrumental dominante em nosso momento cultural, o que me parece fundamental.

IHU On-Line – Como as mudanças propostas pelo MEC e pelo Congresso Nacional afetam a Teologia praticada e ensinada hoje?
Márcio Fabri dos Anjos – Há dois assuntos diferentes nesta questão. A possibilidade de reconhecimento civil da Teologia, monitorado pelo MEC, foi a meu ver um importante avanço para colocar a Teologia como forma de conhecimento em sociedade. Além disso, ao monitorá-la pelo viés da cientificidade, provoca uma gradativa abertura do pensar teológico para além das fronteiras confessionais em que ela se dá. Assim, o reconhecimento civil da Teologia é um processo que ainda não acabou; supõe outros passos, alguns bem complexos, mas todos necessários. Quanto ao que tramita no Congresso Nacional, refere-se a projetos sobre a profissionalização do “teólogo/a”. Envolve questões como as características sociais deste profissional, exigências sobre sua habilitação e seus direitos. Há que se perguntar também que interesses estão subjacentes a estes projetos. Em 1994, coordenei um estudo publicado dois anos depois com o título “Teologia: profissão”. Mas na época o interesse básico era o reconhecimento civil que veio alguns anos depois.

IHU On-Line – Os proponentes dos projetos em tramitação no Congresso Nacional estariam fazendo prevalecer suas trajetórias de pastores com prejuízo para a exigência de formação acadêmica superior em Teologia?
Márcio Fabri dos Anjos – Os dois projetos têm diferenças, mas em ambos é preciso olhar a questão da profissionalização com uma metódica suspeita, como observou o professor Ricardo Willy Rieth. Aparece ali uma convergência para um cadastramento dos profissionais da área, permitindo a suspeita de interesses econômicos subjacentes. Isto se soma a um alargamento do profissional “teólogo” para incluir também quem exerce funções de “pastor/a” e alargar assim o grupo de associados. Mesmo que não se verifique tal suspeita, a confusão entre os papéis do teólogo e do pastor me parece inadequada, em especial por estas funções exigirem habilitações bem diferenciadas. Se as comunidades confessionais exigem ou não uma formação e atualização teológica de seus pastores/as, esta é uma questão interna à comunidade. Em sociedade, a habilitação do teólogo/a está sendo monitorada e reconhecida através de exigências acadêmicas, que devem ser melhoradas, mas que já estabelecem passos em vista do serviço da Teologia em sociedade.

IHU On-Line – Pensar a Teologia como profissão pode vir a ser um desacato à experiência religiosa pressuposta no fazer teológico?
Márcio Fabri dos Anjos – A Teologia da Libertação ressaltou a estreita relação que existe entre teoria e prática. O modo de gerar conhecimento hoje também privilegia a aproximação com a experiência e a particularidade. A profissionalização da Teologia pode ser então um desacato à experiência religiosa, e também ao método teológico, na medida em que dela se distanciar, tornando-se como que uma burocracia teórica, ou uma teologia de gabinete. Por outro lado a profissionalização coloca uma pergunta interessante sobre a aplicabilidade da Teologia. Os grupos religiosos em geral vinham destinando o estudo teológico para a formação de seus líderes religiosos, padres e pastores. O termo “leigo” chegou a entrar no vocabulário como sinônimo de “estar por fora”. Em países como a Alemanha, o estudo da Teologia tem, de longa data, outros endereços. No Brasil, esta destinação do estudo teológico está mudando, e traz perguntas sobre sua programação curricular. Acredito que o momento atual seja muito imaturo para a profissionalização da Teologia, mas julgo necessário trazer para os currículos as perguntas sobre a destinação do estudo teológico.

Leia a entrevista completa.

Fonte: Notícias do Dia - IHU On-Line: 07/05/2008

Leia Mais:
Para onde vai a Teologia no Brasil?
A Teologia e seu papel na sociedade brasileira
Teologia e academia no Brasil
Por que você quer estudar Teologia?
Com que olhar a Teologia olha o mundo?

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Maio 05, 2008

SOTER 2008

O Congresso 2008 da SOTER será realizado em Belo Horizonte, MG, de 7 a 10 de julho de 2008. Este é o 21º Congresso Nacional da Sociedade de Teologia e Ciências da Religião, fundada em julho de 1985.

Tema: Sustentabilidade da Vida e Espiritualidade

Objetivo: Nosso objetivo é reunir pesquisadores que forneçam dados e categorias de análise para, num debate interdisciplinar, do ponto de vista teológico e das ciências sociais da religião, repropor de forma ampla a questão da sustentabilidade integral da vida no planeta e suas implicações nas culturas e religiões de nossos povos. O tema é grave e urgente e pretendemos abordá-lo de maneira ecológica e plural, acolhendo contribuições do âmbito das religiões, da política, das ciências da vida e da saúde, numa discussão atenta à complexidade que o assunto comporta. Tudo isso nos permite prever um Congresso extremamente rico e proveitoso. Um livro com as contribuições dos conferencistas está sendo preparado, e deverá ser publicado com antecedência pelas Paulinas, a fim de ajudar nas reflexões que pretendemos desenvolver ao longo do evento.

Programação

Segunda-feira, 7 de julho
15h00: Reunião da Diretoria
16h00. Reunião da Diretoria e os Conselheiros Regionais

Noite - Abertura do Congregsso
20h00: Palavras de Dom Walmor
Palestra de abertura: A geopolítica do desenvolvimento sustentável – Panorama Mundial
Profª. Drª Maria Adélia Aparecida de Souza (USP e PUC-Campinas)

Confraternização

Terça-feira, 8 de julho
8h30: Brasil sustentável: desafios das políticas governamentais
Ministra do Meio Ambiente Marina Silva
10h30: Paradigma ecológico: gestão e educação ambientais
Prof. Dr. Afonso Murad (FAJE)

14h00: GTs/Comunicações:
1. Ecofeminismo e sustentabilidade (Coord.: Profª. Drª. Anete Roese, FAJE e PUC-Minas)
2. Ecologia, trabalho e economia sócio–solidária (Coord.: Prof. Dr. Pedro de Oliveira, UFJF e PUC-Minas)
3. Bíblia e Ecologia
4. Filosofia da Religião (Coord.: Prof. Dr. Flávio Senra, PUC-Minas)

16h30: Reuniões das Regionais

19h30: Painel "Povos Indígenas e Afro-americanos alternativas de sustentabilidade"
1. Indígenas – CIMI
2. Afros – Centro Atabaque

21h00: Lançamento de livros - Coquetel

Quarta-feira, 9 de julho
8h30: Sustentabilidade nas cosmovisões religiosas: uma visão panorâmica
Prof. Dr. Marcial Maçaneiro (Fac. Dehoniana)

10h30: Mesas de Trabalho
14h00: Mesas de Trabalho

16h30: GTs/Comunicações
1. Sustentabilidade da vida na cidade (Coord.: Prof. Dr. José Comblin)
2. Pastoral da ecologia (Coord.: Prof. Dr. Manuel Godoy, PUC-Minas)
3. Religiões e defesa da vida
4. Ensino Religioso (Coord.: Prof. Dr. Afonso Soares, PUC-SP)

18h00: Assembléia da SOTER

19h30: Espiritualidade e Confraternização

Quinta-feira, 10 de julho
8h30: Novos céus e nova terra, vida no campo a na cidade
Prof. Dr. Carlos Mesters
10h30: Por uma Teologia da Sustentabilidade
Prof. Dr. Luiz Carlos Susin (PUC-RS)
14h00: Espiritualidade e Sustentabilidade
Prof. Dr. Leonardo Boff (UERJ)

16h00: Encerramento

Veja todos os detalhes do Congresso aqui.

Para conferir algumas das publicações dos Congressos da SOTER, clique aqui, aqui, aqui e aqui.

A Direção da SOTER para o triênio julho de 2007-julho de 2010 é a seguinte:
Presidente: Afonso Maria Ligório Soares (SP)
Vice-Presidente: Benedito Ferraro (SP)
Primeiro-Secretário: Ivanete Dal Farra (SP)
Segundo-Secretário: Luiz Carlos da Silva (SP)
Tesoureiro: João Décio Passos (SP)

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Maio 03, 2008

Ufa!

Que alívio!

Microsoft retira a oferta de compra do Yahoo! - Folha Online: 03/05/2008 - 21h53

Microsoft walks away from Yahoo - BBC News: 02:35 GMT, Sunday, 4 May 2008 03:35 UK

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Maio 02, 2008

Biblioblogueiro de maio 2008: Stephen Pfann

Jim West, em Biblioblogs.com, entrevista Stephen Pfann, do biblioblog The View from Jerusalem, escolhido como o biblioblogueiro do mês de maio de 2008.

Stephen Pfann is the founder and President of the University of the Holy Land/Center for the Study of Early Christianity, Israel. Under his leadership, UHL/CSEC has sought to provide the concerned graduate student and New Testament scholar with an environment in which he or she can effectively explore the origins of the Christian faith, particularly in its first generation and in the land of its birth. UHL is a graduate school, with a cooperative program with the Rothberg International School of the Hebrew University.

Marcadores:

Bookmark and Share

Colóquio sobre Narrativa e Exegese Bíblica

Edições Loyola e Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, São Paulo, convidam professores e pós-graduandos em Bíblia para um colóquio com André Wénin sobre Narrativa e Exegese Bíblica.

Este evento, que é gratuito, acontecerá no dia 19 de maio de 2008, às 14h00, na Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, em São Paulo.

Inscrições até dia 16 de maio na secretaria da Pontifícia Faculdade de Teologia Nossa Senhora da Assunção, na Av. Nazaré, 933 - Ipiranga. Informações: Tel.: (11)6162-2292 e http://www.teologia-assuncao.br/

André Wénin, Doutor em Ciências Bíblicas pelo Pontifício Instituto Bíblico de Roma, 1988, é Professor de Exegese do Antigo Testamento na Universidade Católica de Lovaina, Bélgica, e professor convidado da Pontifícia Universidade Gregoriana, Roma, para a teologia bíblica do Pentateuco.

Área de Pesquisa: Literatura narrativa do Antigo Testamento, em especial, do Gênesis

Área de Ensino: Antigo Testamento: introdução e exegese; Hebraico Bíblico

Publicação traduzida no Brasil: O Homem Bíblico: Leituras do Primeiro Testamento. São Paulo: Loyola, 2006, 184 p. - ISBN 9788515031993.
Original: L'homme biblique: Lectures dans le premier Testament. 2. ed. Paris: Éditions du Cerf, 2004, 220 p. - ISBN 9782204074186.

André Wénin, Docteur en Sciences Bibliques (PIB, 1988), est Professeur d'exégèse de l'Ancien Testament à la Faculté de Théologie, de l'Université Catholique de Louvain-la-Neuve, Belgique. Il est également professeur invité à l'Université Grégorienne de Rome pour la théologie biblique du Pentateuque.

Domaines de recherche: Littérature narrative de l’Ancien Testament, en particulier la Genèse

Domaines d’enseignement: Ancien Testament : introduction et exégèse ; hébreu biblique.

Comunicado enviado por Cássio Murilo Dias da Silva.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Maio 01, 2008

Desafio aos fundamentalistas

Desafio lançado por James F. McGrath, Professor de Religião na Butler University, Indianapolis, Indiana, USA, em seu blog Exploring Our Matrix.

Challenge to Anti-Intellectual Christian Fundamentalists

Leia e aprecie!

Marcadores:

Bookmark and Share

Biblical Studies Carnival XXIX

Seleção dos melhores posts de abril de 2008. Feita, com muita competência e abrangência, por Jim West, em seu biblioblog.

Devo lembrar, entretanto, que há pequeno equívoco na menção de meu post de 20 de abril, O Êxodo do Egito: da Bíblia à arqueologia, provavelmente provocado pela estranheza da língua portuguesa nos meios acadêmicos fora do Brasil.

Diz Jim: "Airton Jose da Silva points to an interesting assertion- that archaeology proves that Moses didn’t exist. Enjoy, if you dare. But be forewarned, archaeology cannot prove a negative".

Jim alerta que a arqueologia não pode provar uma negativa. Perfeito. Só que o artigo é do Reinaldo José Lopes, do G1, canal de notícias do sistema Globo, e tem por título Moisés pode não ter existido, sugere pesquisa arqueológica. Que não deve ser entendido, obviamente, como archaeology proves that Moses didn’t exist [arqueologia prova que Moisés não existiu], mas archaeology suggests that Moses didn’t exist [arqueologia sugere que Moisés não existiu].

O que estou fazendo lá? O articulista apenas consultou dois biblistas que lidam com o assunto em seus estudos: Milton Schwantes e eu. Contribuímos com três ou quatro parágrafos do texto, se tanto.

Além do que, a temática do ensaio nem é propriamente a figura de Moisés, mas a questão das origens de Israel, em perfeita sintonia com as conclusões de Israel FINKELSTEIN & Neil Asher SILBERMAN, The Bible Unearthed. Archaeology's New Vision of Ancient Israel and the Origin of Its Sacred Texts. Livro que o Reinaldo, editor de ciências do G1, me assegurou ter lido no original inglês, embora exista tradução brasileira, mas que apresenta falhas tanto na precisão [da tradução] quanto na escolha do título, A Bíblia não tinha razão.

Mais interessante, Jim, é observar as furiosas reações dos fundamentalistas nas centenas de comentários feitos ao ensaio. Conto ali até às 16h02 do dia 01/05/2008, 703 comentários! E proveitoso é comparar estes comentários com os desafios que o fundamentalismo propõe ao biblista e à academia, como analisado aqui e aqui. O que me levou a escrever outro post, com o título de Fundamentalismo: um desafio permanente.

Marcadores:

Bookmark and Share