Observatório Bíblico

Sexta-feira, Fevereiro 29, 2008

Resenhas na RBL: 27.02.2008

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Cilliers Breytenbach, Johan C. Thom, and Jeremy Punt, eds.
The New Testament Interpreted: Essays in Honour of Bernhard C. Lategan
Reviewed by Douglas Estes

Walter Brueggemann
Mandate to Difference: An Invitation to the Contemporary Church
Reviewed by Stephan Joubert

David Buttrick
Speaking Conflict: Stories of a Controversial Jesus
Reviewed by John J. Pilch

J. W. Childers and D. C. Parker, eds.
Transmission and Reception: New Testament Text-Critical and Exegetical Studies
Reviewed by Erroll F. Rhodes

Rachel Hallote
Bible, Map, and Spade: The American Palestine Exploration Society, Frederick Jones Bliss, and the Forgotten Story of Early American Biblical Archaeology
Reviewed by Eric M. Meyers

John R. Hinnells, ed.
A Handbook of Ancient Religions
Reviewed by Martin Ramey

Shane Kirkpatrick
Competing for Honor: A Social-Scientific Reading of Daniel 1-6
Reviewed by John J. Collins

Aquila H. I. Lee
From Messiah to Preexistent Son: Jesus' Self-Consciousness and Early Christian Exegesis of Messianic Psalms
Reviewed by Sam Janse

Jane Dammen McAuliffe, ed.
The Cambridge Companion to the Qur’ān
Reviewed by Ernst Axel Knauf

Stefan C. Reif
Problems with Prayers: Studies in the Textual History of Early Rabbinic Liturgy
Reviewed by Joshua Schwartz

James Robson
Word and Spirit in Ezekiel
Reviewed by H. F. Van Rooy
Reviewed by Lena-Sofia Tiemeyer

Richard W. Swanson
Provoking the Gospel of Matthew: A Storyteller's Commentary, Year A
Reviewed by Deborah Thompson Prince

Marcadores:

Bookmark and Share

Busca bissexta

Dia 29 de fevereiro é coisa rara, só em ano bissexto.

Deve ser por isso que coisas estranhas acontecem.

Como alguém que procurou hoje em meu site, via Google, fotos do mar vermelho aberto no tempo de Jesus...

Uai sô. Verdade verdadeira! Aconteceu mesmo!

Leia também:
Calendários e o fluxo do tempo

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Fevereiro 27, 2008

Salvar a Teologia de seu cinismo

...Por eso, es necesario salvar a la teología de su cinismo. Porque, realmente, frente a los problemas del mundo de hoy, muchos escritos de teología se reducen a cinismo (Hugo Assmann).

Da teologia da libertação à educação para a esperança - De la teología de la liberación a la educación para la esperanza: título do texto do teólogo espanhol Juan José Tamayo sobre Hugo Assmann, publicado em El País e reproduzido por Notícias do IHU.

A seção de Notícias do IHU observa, ao introduzir o artigo:
A assim chamada grande imprensa brasileira não destacou, até o momento, a morte de Hugo Assmann. No entanto, o jornal espanhol El País, considerado um dos maiores jornais do mundo, hoje, 27-02-2008, publica um artigo de Juan José Tamayo. Tamayo é teólogo espanhol, doutor em teologia pela Universidade de Salamanca, é diretor da cátedra de Teologia e Ciências das Religiões “Ignácio Ellacuría” da Universidade Carlos III.

Destaco dois trechos do artigo, onde são citadas afirmações de Hugo Assmann:



É um dos primeiros teólogos da libertação que recorreu às ciências sociais como mediação do discurso teológico para que este não caísse no idealismo. A esta obra pertence um texto que serviu de guia aos teólogos e teólogas das diferentes tendências ideológicas: “Se a situação histórica... dos dois terços da humanidade, com seus 30 milhões de mortos de fome e desnutrição, não se converte no ponto de partida de qualquer teologia cristã hoje, a teologia não poderá concretizar historicamente os seus temas fundamentais. Suas perguntas não serão reais. Por isso é necessário salvar a teologia do seu cinismo. Porque, realmente, frente aos problemas do mundo de hoje, muitos escritos de teologia se reduzem a cinismo” [sublinhado meu].

E:



Suas melhores contribuições nos últimos anos se deram no campo da educação. Exemplo? O seguinte texto da sua autoria escrito em 2001: “Educar é lutar contra a exclusão. Educar significa salvar vidas. Por isso ser educador/a é, hoje, a mais importante tarefa social emancipatória... O atuar pedagógico é hoje o terreno mais desafiador da atuação social e política”. Convidar à leitura da obra de Hugo é a melhor homenagem que podemos lhe fazer [sublinhado meu].

Invitar a la lectura de la obra de Hugo es el mejor homenaje que podemos hacerle.

Pois é. Hoje perguntei a meus alunos se estavam sabendo da morte de Hugo Assmann. Não, não estavam. A grande imprensa, mais uma vez, ignora um importante personagem. E descobri ainda, com desgosto, que muitos jovens estudantes de teologia nunca leram Hugo Assmann! Mas, é como se diz por aí: também, quem mandou perguntar?

Ah, mas notícia de quem anda morrendo nas novelas globais tem. Isso tem. E são notícias avidamente lidas...

Atualizando: 16h35
O texto de Juan José Tamayo, De la teología de la liberación a la educación para la esperanza, pode ser lido também na Adital de hoje, 27.02.2008.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Fevereiro 26, 2008

E o Iraque, gente?

Será que a gente já se esqueceu que o desastre cultural que tomou conta da antiga Mesopotâmia desde 2003 continua? Que sítios arqueológicos continuam a ser destruídos (também) pelas tropas invasoras?

Apelos "for clearing the sites of all troops" continuam a ser lançados...

Enquanto isso, dá até nojo ver que tem gente jurando, mais uma vez, que "descobriu" a Arca da Aliança...

Pois digite "Ark of Covenant" na Pesquisa de Blogs do Google! It is in TIME... saiu na revista TIME.

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Fevereiro 25, 2008

Jung Mo Sung fala sobre Hugo Assmann

Hugo Assmann: teologia com paixão e coragem: este é o título do artigo que Jung Mo Sung escreveu para o Instituto Humanitas Unisinos e que foi publicado em Notícias do IHU.

Hugo Assmann faleceu em 22.02.2008.

Atualizando: 27.02.2008 - 16h26
Hugo Assmann e a coragem de dizer a verdade - Jung Mo Sung em Adital de 25.02.2008

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Fevereiro 24, 2008

Resenhas na RBL: 19.02.2008

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

David E. Aune, ed.
Rereading Paul Together: Protestant and Catholic Perspectives on Justification
Reviewed by James D. G. Dunn
Reviewed by Philip F. Esler

John Goldingay
Psalms, Volume 1: Psalms 1-41
Reviewed by Philippus J. Botha

John Goldingay and David Payne
Isaiah 40-55: A Critical and Exegetical Commentary (2 vols.)
Reviewed by Lena-Sofia Tiemeyer

Sabrina Inowlocki
Eusebius and the Jewish Authors: His Citation Technique in an Apologetic Context
Reviewed by Elizabeth C. Penland

Giorgio Jossa
Jews or Christians? The Followers of Jesus in Search of Their Own Identity
Reviewed by Michael F. Bird

John S. Kloppenborg
The Tenants in the Vineyard: Ideology, Economics, and Agrarian Conflict in Jewish Palestine
Reviewed by Richard L. Rohrbaugh

J. Ed Komoszewski and Robert M. Bowman Jr.
Putting Jesus in His Place: The Case for the Deity of Christ
Reviewed by D. A. Carson

Victor H. Matthews
101 Questions and Answers on the Prophets of Israel
Reviewed by Hemchand Gossai

Andrei A. Orlov
From Apocalypticism to Merkabah Mysticism: Studies in Slavonic Pseudepigrapha
Reviewed by Grant Macaskill

Maria-Luisa Rigato
Giovanni: L'enigma il Presbitero il culto il tempio la cristologia
Reviewed by Ilaria Ramelli

Bruce K. Waltke
A Commentary on Micah
Reviewed by Tiberius Rata

Marcadores:

Bookmark and Share

Morreu Hugo Assmann

Hugo Assmann, um dos mais importantes teólogos brasileiros das últimas décadas, morreu na sexta-feira, dia 22 passado, aos 74 anos, em São Paulo, onde estava hospitalizado.

Leia sobre a vida e a obra de Hugo Assmann em Notícias do IHU de hoje: Hugo Assmann faleceu.

Li suas obras sobre Teologia e Economia nas décadas de 80 e 90, principalmente. Nestes anos, o conheci e ouvi muitas vezes nos Congressos da SOTER.

Uma grande perda para a Teologia da Libertação e para todos nós. Ele era um gaúcho notável.

Marcadores:

Bookmark and Share

Fazendo backup de seu blog

Há vários recursos para backups regulares de um blog. Como os muitos já citados pelos colegas, após o caso de Jim West.

Eu gosto de usar o HTTrack Website Copier.


Veja a descrição, em inglês e francês, no site:

HTTrack é um browser offline gratuito (GPL) e fácil de usar. Com ele é possível fazer o download de um site da Internet para um diretório local do computador, mantendo a estrutura original do site. O programa pode atualizar um site anteriormente copiado e pode retomar downloads interrompidos. Excelente, por exemplo, para fazer uma cópia de seu blog no computador. WinHTTrack é compatível com Windows 9x/NT/2000/XP e WebHTTrack é compatível com Linux/Unix/BSD. A versão 3.42 é de 16/11/2007. Leia as FAQs.

HTTrack is a free (GPL) and easy-to-use offline browser utility. It allows you to download a World Wide Web site from the Internet to a local directory, building recursively all directories, getting HTML, images, and other files from the server to your computer. HTTrack arranges the original site's relative link-structure. Simply open a page of the "mirrored" website in your browser, and you can browse the site from link to link, as if you were viewing it online. HTTrack can also update an existing mirrored site, and resume interrupted downloads. HTTrack is fully configurable, and has an integrated help system. WinHTTrack is the Windows 9x/NT/2000/XP release of HTTrack, and WebHTTrack the Linux/Unix/BSD release. Version 3.42: 11/16/2007. Read the FAQs.

HTTrack est un aspirateur de sites web facile d'utilisation et libre (GPL, free software). Il vous permet de télécharger un site web d'Internet vers votre disque dur, en construisant récursivement tous les répertoires, récupérant html, images et fichiers du serveur vers votre ordinateur. HTTrack réorganise la structure des liens en relatif. Ouvrez simplement une page du site "aspiré" dans votre navigateur, et vous pourrez browser librement à l'intérieur, comme si vous étiez connecté. HTTrack peut aussi mettre à jour (update) un site existant, ou continuer un download interrompu. Le robot est entièrement configurable, avec un système d'aide intégré. WinHTTrack est la version Windows 9x/NT/2K/XP de HTTrack, et WebHTTrack la version pour Linux/Unix/BSD. Version 3.42: 16/11/2007. Lisez les FAQs.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Fevereiro 20, 2008

Blog de Jim West foi completamente apagado

Jim West, o mais popular e o mais polêmico biblioblogueiro, teve seu blog hackeado e completamente apagado. Episódio que todos nós lamentamos. Além de covarde, este é um ato criminoso.

Soube agora do trágico feito. Estou lendo a reação dos biblioblogers, e todos se sentem igualmente atingidos por esta insanidade. A perda, Jim, não é apenas sua, é de todos nós. A minha palavra para você é de solidariedade e de encorajamento: busque seus backups, retome seus posts, ponha tudo para funcionar novamente.

Esta será sua melhor resposta.

Nas Tendências (Trends) do meu Blogroll do Google Reader, Jim aparece em primeiro lugar, com a média de 7,4 posts/dia.

Leia Mais:

Around the Blogosphere - Exploring Our Matrix
Back to Blogging - Codex
Deleted Blog - Northstate Science
Deletion of Jim West's Blog - Bible and Ancient Near East
Dr. Jim West disappears - Lingamish
Honoring Dr Jim West - Sibylline Leaves
I’m not sure what good a link will do... - Higgaion
In memoriam - Idle musings of a bookseller
Jim West: A Note of Appreciation - Dr. Claude Mariottini
Jim West Blog - Aantekeningen bij de Bijbel
Jim West’s Blog is erased! - Tel es-Safi/Gath Excavations
Open Letter to Jim West–Support Jim by Linking to his Blog - Awilum
Total Depravity: Unconscionable Cowards - The Voice of Stefan
What Kind of Craven Slimeball Deletes Another Person’s Blog? - Dr. Platypus


Atualização (Update): 20.02.2008 - 22h27

Mais duas manifestações dos colegas, que coletei mais tarde:
Dr. Jim West, Be resurrected! - The View from Jerusalem

Say it ain't so, Jim! - The Stuff of Earth

Mas parece que Jim está decidido a "jogar a toalha"... Uma pena!

Por que alguém tão combativo desiste assim?

Mas é o que ele diz. Veja em suas próprias palavras:
From Jim West - Chrisendom


Atualização (Update): 21.02.2008 - 16h25

Atendendo aos muitos apelos dos colegas, Jim West está de volta. Parabéns, Jim.

Seu novo endereço é: http://jwest.wordpress.com/ Ajustem seus blogrolls.

Veja o que ele diz em Now This Is Just Too Much e em My Theory.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Fevereiro 19, 2008

Recursos para o estudo do Islamismo

No Tyndale Tech de hoje, David Instone-Brewer - Tyndale House, Cambridge, Reino Unido - oferece recursos para uma aproximação honesta do Islã: Qur'an, Arabic and Islamic theology.

E ele diz: The following links aim for mutual understanding without weakness or compromise from either side. They represent a robust attempt to study the Bible and Islam whilst seeking to spread enlightenment rather than offence.

Os recursos estão divididos em 4 áreas:
1) Arabic language - Língua árabe
2) Qur'an & Hadith - Alcorão e Hadith
3) Islamic Beliefs and Practice - Crenças e Práticas Islâmicas
4) Apologetics between Muslims and Christians - Apologética entre Muçulmanos e Cristãos.

Marcadores:

Bookmark and Share

Um susto, logo cedo

Pois é. Minha cabeça está lá no antigo Israel, pois estou lendo FINKELSTEIN, I.; MAZAR, A. The Quest for the Historical Israel: Debating Archaeology and the History of Early Israel. Atlanta: Society of Biblical Literature, 2007, 220 p. - ISBN 9781589832770 e GRABBE, L. L. Ancient Israel: What Do We Know and How Do We Know It? London: T & T Clark, 2007, 328 p. - ISBN 9780567032546.

Mas, ainda muito cedo, quis me informar sobre a situação do Kosovo e sua tão celebrada (em nossos jornais) independência. Apesar de ser a renúncia de Fidel Castro à Presidência de Cuba a grande manchete do dia.

Sobre o Kosovo, leio um bom artigo em Carta Maior, de Flávio Aguiar, publicado ontem: Uma guerra atrás da esquina. A chamada diz: "A União Européia, a Grã-Bretanha e os Estados Unidos, no afã de conter uma 'Grande Sérvia', potencial aliada de uma Rússia em vias de recuperação e sob a liderança com ares de neo-czarismo de Vladimir Putin, podem estar fomentando o nascimento de uma 'Grande Albânia'".

E Flávio Aguiar menciona o texto de Simon Tisdall, A great leap in the dark [Um grande salto no escuro], em The Guardian, que vale a leitura. A análise tem a data de 14 de fevereiro: "The EU is setting a dangerous precedent by ignoring international law in its support for Kosovo's independence".

Procuro me situar melhor, inclusive geograficamente, já que a região é um verdadeiro mosaico de países "recentes", e vou ao Le Monde diplomatique, em francês, onde encontro, além de um mapa, vários textos que analisam a situação da região.

Cito, como exemplo, a análise de Jean-Arnault Dérens, La boîte de Pandore des frontières balkaniques [A Caixa de Pandora das fronteiras balcânicas], na qual se diz: "Statut du Kosovo, impasse politique en Bosnie-Herzégovine… Tous les éléments d’une nouvelle crise régionale semblent réunis, sanctionnant l’échec des politiques menées depuis quinze ans par la 'communauté internationale'. Dans ce contexte délétère, la vieille idée de redéfinir les frontières des Balkans refait surface. Alors que peuples, minorités et revendications s’entremêlent, cette approche pourrait plonger la région dans le chaos".

Então resolvo ver se há algo sobre o assunto no Le Monde diplomatique Brasil. Ainda não há.

Mas levo um susto, logo cedo, pois li ali afirmações que eu nem sabia que podiam ser ditas assim às claras...

Em A nau dos dinossauros, o jornalista Johann Har explica que embarcou "em um navio de um branco ofuscante, dotado de dois restaurantes, cinco bares e quinhentos assinantes da National Review. Aqui, a guerra do Iraque é um 'sucesso notável'. O aquecimento global 'não existe'. A Europa está se transformando em um califado. E não tem para onde fugir".

Confuso? A chamada do jornal diz: "No crepúsculo da Era Bush, centenas de neo-conservadores norte-americanos embarcam num cruzeiro marítimo, durante o qual debatem o 'sucesso notável' dos EUA no Iraque, a 'inexistência' do aquecimento global e o 'risco iminente' de dominação muçulmana sobre a Europa. Nosso repórter estava com eles".

Só o tema mudou. Não a atitude, pois o pensamento das "viúvas de Bush" tem tudo a ver com a política internacional para os Bálcãs... e, penso, com a ala conservadora da arqueologia bíblica, denunciada por Finkelstein em The Quest for the Historical Israel, na página 10:
In the early days, conservative scholars deployed archaeology to help defeat the higher criticism of scholars such as [...] But the truth of the matter is that archaeology was not given center stage in the debate. It was used only in order to support a preconceived theory. Archaeology played the role of supplying decorative evidence for a history that was a modern, almost word-for-word rewriting of the biblical story. By doing that, scholars of the conservative school promoted historical and archaeological reconstructions that had no actual support in the finds, or were trapped in circular argumentation.

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Fevereiro 18, 2008

A vida de um post - The Life of a Post

Você sabe por onde andam os posts de seu blog?

Diga-me com quem andas...

The Life Cycle of a Blog Post, From Servers to Spiders to Suits — to You - Wired Magazine

A jornada do post - Info Online - Blog do Juliano Barreto

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Fevereiro 17, 2008

Persepolis virtual

Confira persepolis3D.com

Marcadores:

Bookmark and Share

PDQ: The Past Discussed Quarterly

Você está acompanhando esta iniciativa? Da criação de uma nova revista trimestral online, the Past Discussed Quarterly, com os melhores posts dos blogs sobre a Antiguidade?

About PDQ

PDQ is a journal designed to provide a bridge between blogging and academia. It will provide stable citeable references for selected weblog posts focussed upon or of interest to the pre-Renaissance past. It is compiled from articles submitted by bloggers on a quarterly basis. The journal is available in three formats. There is a PDF downloadable copy for free. There is a paper copy which can be ordered via Lulu, which is set to the cost of printing and delivery only. Finally we intend that the journal will also be placed in a repository for long-term curation. Until the details are finalised it will be available in XHTML format from a server based at NYU’s Institute for the Study of the Ancient World. PDQ is released under a Creative Commons BY-NC-ND licence, making it freely copyable. We are looking for submissions on any medieval / ancient / prehistoric topics from bloggers which fall into the categories below. Additionally each edition has a theme which we welcome submissions from historians and archaeologists of any period to contribute to. See the Calls for Papers for forthcoming topics. Submission deadlines are the ends of February, May, August, November.

Why PDQ?
If weblogs are producing material that’s getting cited in peer-reviewed literature then why is PDQ necessary? Weblogs are transitory and may disappear at short notice. The same can be said of print publications, it can be difficult to secure a copy of a publication if its gone out of print - especially if the print run was only a couple of hundred copies. Weblogs can also be edited which means that two people citing the same URL might not be citing the same text. PDQ aims to provide a canonical version of the article in a citation-friendly format. It also aims to preserve included entries for a long period of time.

Leia:
A Blog Carnival / Journal Proposal: The Past Discussed Quarterly - Ancient World Bloggers Group: February 8, 2008

PD(Q) from Comments to a Post: What are we blogging for? - Ancient World Bloggers Group: February 12, 2008
The Future of Blogging - Thoughts on Antiquity: February 12, 2008
Blogging and the PDQ - Ancient World Bloggers Group: February 13, 2008
Is PDQ a good idea? An academic perspective - Ancient World Bloggers Group: February 17, 2008

Marcadores:

Bookmark and Share

A arqueologia de Nazaré

Leia sobre as recentes escavações feitas em Nazaré: “What good thing can come out of Nazareth?” em The View from Jerusalem: February 16, 2008.

Onde se encontra também o link para o relatório final das escavações feitas entre 1997 e 2002: Surveys and Excavations at the Nazareth Village Farm (1997–2002): Final Report.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Fevereiro 15, 2008

Resenhas na RBL: 13.02.2008

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Brian J. Abasciano
Paul's Use of the Old Testament in Romans 9.1-9: An Intertextual and Theological Exegesis
Reviewed by Thomas Gillespie

François Bovon
Luc le théologien
Reviewed by Claire Clivaz

Emmanuel Friedheim
Rabbinisme et Paganisme en Palestine romaine: Étude historique des Realia talmudiques (Ier-IVème siècles)
Reviewed by Sabrina Inowlocki

Luke Timothy Johnson
Hebrews: A Commentary
Reviewed by Wolfgang Kraus

Melody Knowles, Esther Menn, John Pawlikowski, and Timothy Sandoval, eds.
Contesting Texts: Jews and Christians in Conversation about the Bible
Reviewed by Ithamar Gruenwald

Amy-Jill Levine, ed., with Maria Mayo Robbins
A Feminist Companion to the New Testament Apocrypha
Reviewed by James Elliott

Edmondo F. Lupieri; Maria Poggi Johnson and Adam Kamesar, trans.
A Commentary on the Apocalypse of John
Reviewed by Tobias Nicklas

George W. E. Nickelsburg
Resurrection, Immortality, and Eternal Life in Intertestamental Judaism and Early Christianity
Reviewed by Tony Costa

Stanley E. Porter, ed.
The Messiah in the Old and New Testaments
Reviewed by Michael F. Bird
Reviewed by James Hamilton Charlesworth

Thomas Römer
The So-Called Deuteronomistic History: A Sociological, Historical and Literary Introduction
Reviewed by Ernst Axel Knauf

Hans-Christoph Schmitt
Arbeitsbuch zum Alten Testament: Grundzüge der Geschichte Israels und der alttestamentlichen Schriften
Reviewed by Christoph Levin

Marcadores:

Bookmark and Share

Charlesworth sobre a Conferencia de Jerusalém

Estão lembrados da controvérsia?

É só reler A controvertida Tumba de Talpiot e Tumba de Talpiot: a controvérsia continua.

E ir para Rebutting Sensational Claims Concerning a Symposium in Jerusalem. De J. H. Charlesworth.

No site do SBL Forum. Leia.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Fevereiro 12, 2008

Para saber o que acontece em Roma

Um bom endereço é o blog Settimo Cielo, de Sandro Magister.

Também deve ser considerado o site, do mesmo Sandro Magister, chiesa.

Atualização/Update: 26.03.2009:
Devo observar, um ano após escrever este post, que Sandro Magister caminha e, decididamente, se encaminha para posturas cada vez mais apologéticas, anacrônicas e reacionárias... Infelizmente! Retiro a recomendação presente no título.

Sandro Magister por ele mesmo em Chi Sono:

Ho studiato teologia, filosofia e storia alla Facoltà Teologica di Milano e all’Università Cattolica del Sacro Cuore. Nel 1967 ho conseguito la licenza in teologia. Sono inviato del settimanale "L’espresso”, su cui scrivo dal 1974. Sono specializzato in informazione religiosa, in particolare sulla Chiesa cattolica e il Vaticano [sublinhado meu]. Ho scritto due libri di storia politica della Chiesa italiana: “La politica vaticana e l’Italia 1943-1978”, Roma, 1979, e “Chiesa extraparlamentare. Il trionfo del pulpito nell’età postdemocristiana”, Napoli, 2001. Sul blog “Settimo Cielo” scrivo dal maggio del 2003. Ma prima di esso ho creato il sito www.chiesa, di cui il blog è un corredo per i lettori italiani. Il sito www.chiesa, infatti, è diretto a un pubblico internazionale. Dall’autunno del 2002 è integralmente bilingue, in italiano e in inglese. Dall’autunno del 2006 è anche in francese e spagnolo. Il sito raggiunge una platea vasta e crescente di lettori: circa la metà in Italia, un terzo negli Stati Uniti, gli altri in tutto il mondo, dal Giappone all’Argentina, dal Sudafrica alla Svezia, dall’India alla Cina.

Marcadores:

Bookmark and Share

Mel Gibson e sua paixão

Depois de tanto bafafá [veja aqui sinônimos], em 2004, causado pelo filme A Paixão de Cristo, aí está, no noticiário, de novo, Mel Gibson e sua paixão...

Deviam chamar Pilatos para julgar o caso.

Roteirista de "A Paixão de Cristo" processa Mel Gibson por má-fé - Folha Online - 12/02/2008 - 12h45

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Fevereiro 10, 2008

Dead Sea Discoveries 14/1 2007: full text free

Todo o conteúdo do Volume 14, Número 1, 2007, da revista Dead Sea Discoveries [Descobertas do Mar Morto] foi colocado online, free, em formato pdf, para download.

Dead Sea Discoveries. A Journal of Current Research on the Scrolls and Related Literature. ISSN 0929-0761. Online ISSN: 1568-5179.

Editors: Eibert J.C. Tigchelaar (Florida State University), Hindy Najman (University of Toronto), Sarianna Metso (University of Toronto)

Editorial Board: M.J. Bernstein, G.J. Brooke, E. Chazon, J.J. Collins, D. Dimant, H. Eshel, C.A. Evans, F. García Martínez, M. Kister, A. van der Kooij, A. Lange, J. Magness, J.P. Meier, G.W.E. Nickelsburg, B. Nitzan, E. Puech, L.H. Schiffman, E. Schuller, M.E. Stone, E. Tov, E. Ulrich, J.C. VanderKam

"Dead Sea Discoveries is an international journal dedicated to the study of the Dead Sea Scrolls and associated literature. The journal is primarily devoted to the discussion of the significance of the finds in the Judean Desert for Biblical Studies, and the study of early Jewish and Christian history. Dead Sea Discoveries has established itself as an invaluable resource for the subject both in the private collections of professors and scholars as well as in the major research libraries of the world".

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Fevereiro 09, 2008

Mais tres livros do ESHM

ESHM = European Seminar on Historical Methodology - Seminário Europeu sobre Metodologia Histórica.

Três livros estão anunciados pelo próprio Lester Grabbe na bibliografia de sua obra Ancient Israel: What Do We Know and How Do We Know It? p. 246. Mas a editora só tem alguma informação sobre o primeiro, previsto para maio de 2008. As três publicações, entretanto, são o resultado do Seminário Europeu sobre Metodologia Histórica. Grabbe, desde o começo, sempre foi o organizador das publicações.


GRABBE, L. L. (ed.) Israel in Transition: From Late Bronze II to Iron IIA (c. 1250-850 BCE): 1 The Archaeology. London: T & T Clark, 2008, 224 p. - ISBN 9780567027269. Publicação prevista para maio de 2008.

GRABBE, L. L. (ed.) Israel in Transition: From Late Bronze II to Iron IIA (c. 1250-850 BCE): 2 The Texts. London: T & T Clark, ... Forthcoming

GRABBE, L. L. (ed.) Enquire of the Former Age: Ancient Historiography and Writing the History of Israel. London: T & T Clark, ... Forthcoming


Sobre o primeiro volume, Israel in Transition... The Archaeology:
This book covers the Seminar session devoted entirely to archaeology. For more than a decade, the European Seminar on Historical Methodology has debated the history of ancient Israel (or Palestine or the Southern Levant, as some prefer). A number of different topics have been the focus of discussion and published collections, but several have centered on historical periods. The really seminal period - one of great debates over a number of different topics - is the four centuries between the Late Bronze II and Iron IIA, but it seemed appropriate to leave it toward the end of the various historical periods. It was also important to give a prominent place to archaeology, and the best way to do this seemed to be to have a special Seminar session devoted entirely to archaeology...

Entre os autores, vejo os nomes de Lester L. Grabbe, Israel Finkelstein, Ernst Axel Knauf, Amihai Mazar, David Ussishkin, Ann E. Killebrew, Ronny Reich, Margreet Steiner e vários outros. Vamos aguardar.

Marcadores:

Bookmark and Share

Historia de Israel 2008: o que sabemos?

Chegou ontem, enviado pela Amazon.com, o meu exemplar do livro de GRABBE, L. L. Ancient Israel: What Do We Know and How Do We Know It? London: T & T Clark, 2007, xx + 306 p. - ISBN 9780567032546.

O Antigo Israel: o que sabemos e como sabemos?

Lester Grabbe chegou bem no momento em que estou para começar o meu curso de História de Israel 2008. Que passo a descrever abaixo. Observo que as novidades em relação ao ano passado estão sobretudo na bibliografia.

Este curso de História de Israel compreende 4 horas semanais, com duração de um semestre, o primeiro dos oito semestres do curso de Teologia. Aos alunos são distribuídos um roteiro impresso do curso e um CD com os roteiros de todos as minhas disciplinas do ano em curso. Os sistemas de avaliação e aprendizagem seguem as normas da Faculdade e são, dentro do espaço permitido, combinados com os alunos no começo do curso.

I. Ementa
Discute com o aluno os elementos necessários para uma compreensão global e essencial da história econômica, política e social do povo israelita, como base para um aprofundamento maior da história teológica desse povo. Possibilita ao aluno uma reflexão séria sobre o processo histórico de Israel desde suas origens até o século I d.C.

II. Objetivos
Oferece ao aluno um quadro coerente da História de Israel e discute as tendências atuais da pesquisa na área. Constrói uma base de conhecimentos histórico-sociais necessários ao aluno para que possa situar no seu contexto a literatura bíblica vétero-testamentária produzida no período.


III. Conteúdo Programático

1. Noções de geografia do Antigo Oriente Médio
  • O Crescente Fértil
  • A Mesopotâmia
  • A Palestina e o Egito de 3000 a 1700 a.C.
  • A Síria e a Fenícia
  • A Palestina
2. As origens de Israel
  • A teoria da conquista
  • A teoria da instalação pacífica
  • A teoria da revolta
  • A teoria da evolução pacífica e gradual
3. Os governos de Saul, Davi e Salomão
  • Nascimento e morte da monarquia a partir dos textos bíblicos
  • A ruptura do consenso
  • As fontes: seu peso, seu uso
  • Dois exemplos de fontes primárias: as estelas de Tel Dan e de Merneptah
  • A questão teórica: como nasce um Estado antigo?
  • As soluções de Lemche e Finkelstein & Silberman
4. O reino de Israel
  • Israel de Jeroboão I a Jeroboão II
  • A Assíria vem aí: para Israel é o fim
  • As conclusões de Finkelstein & Silberman
5. O reino de Judá
  • Os Reis de Judá
  • A reforma de Ezequias e a invasão de Senaquerib
  • A reforma de Josias e o Deuteronômio
  • Os últimos dias de Judá
  • Por que Judá caiu?
6. A época persa e as conquistas de Alexandre
  • A situação da Grécia e a política macedônia
  • As conquistas de Alexandre Magno (356-323 a.C.)
  • Quem é Alexandre Magno?
  • A anexação da Judéia por Alexandre
  • A situação da Judéia no momento da anexação
7. Os Ptolomeus governam a Palestina
  • Os Diádocos lutam pela herança de Alexandre
  • A situação da Palestina de 323 a 301 a.C.
  • As guerras sírias entre Ptolomeus e Selêucidas
  • Alexandria e os judeus
  • O governo dos Ptolomeus
  • A administração ptolomaica da Palestina
8. Os Selêucidas: a helenização da Palestina
  • O governo de Antíoco III, o Grande
  • Antíoco IV e a proibição do judaísmo
  • As causas da helenização
9. Os Macabeus I: a resistência
  • Matatias e o começo da revolta
  • A luta de Judas Macabeu (166-160 a.C.)
  • Jônatas, o primeiro Sumo Sacerdote Macabeu (160-143 a.C.)
10. Os Macabeus II: a independência
  • Simão consegue a independência da Judéia
  • João Hircano I e as divisões internas dos judeus
  • Aristóbulo I e a reaproximação com o helenismo
  • Alexandre Janeu, o primeiro rei macabeu
  • Salomé Alexandra e o poder dos fariseus
  • Aristóbulo II e a intervenção de Pompeu
11. O domínio romano
  • A “Pax Romana” chega a Jerusalém
  • O sistema sócio-econômico da Palestina no século I d.C.
  • A organização político-religiosa da Palestina
IV. Bibliografia
Básica
DA SILVA, A. J. A história de Israel na pesquisa atual. In: História de Israel e as pesquisas mais recentes. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 2003. 181 p. - ISBN 8532628281, p. 43-87.

DONNER, H. História de Israel e dos povos vizinhos. 2v. 4. ed. São Leopoldo: Sinodal/Vozes, 2006, 535 p. - ISBN vol. I:8523304649; ISBN vol. II:8523304657.

FINKELSTEIN, I.; SILBERMAN, N. A. A Bíblia não tinha razão. São Paulo: A Girafa, 2003, 515 p. - ISBN 8589876187. Apresentação e resenha na Ayrton's Biblical Page.


Complementar
BRIEND, J. (org.) Israel e Judá: textos do Antigo Oriente Médio. 2. ed. São Paulo: Paulus, 1997, 104 p. - ISBN 8534905908.

CURTIS, A. Oxford Bible Atlas. 4. ed. New York: Oxford University Press, 2007, 224 p. - ISBN 9780191001581.

DA SILVA, A. J. A história de Israel na pesquisa atual. Estudos Bíblicos, Petrópolis, n. 71, p. 62-74, 2001. Artigo disponível online.

DA SILVA, A. J. A história de Israel no debate atual. Artigo na Ayrton's Biblical Page.

DA SILVA, A. J. A origem dos antigos Estados israelitas. Estudos Bíblicos, Petrópolis, n. 78, p. 18-31, 2003.

DA SILVA, A. J. Manuscritos do Mar Morto: recursos para estudo. Disponível no Observatório Bíblico.

DA SILVA, A. J. Manuscritos do Mar Morto: resenhas na RBL. Indicações no Observatório Bíblico.

DA SILVA, A. J. Observatório Bíblico: Marcador “Geografia”.

DA SILVA, A. J. O Pentateuco e a História de Israel. In: Teologia na pós-modernidade. Abordagens epistemológica, sistemática e teórico-prática. São Paulo: Paulinas, 2003, 496 p. - ISBN 853561110X, p. 173-215.

DA SILVA. A. J. Os essênios: a racionalização da solidariedade. Artigo na Ayrton's Biblical Page.

DA SILVA, A. J. Pode uma ‘História de Israel’ ser escrita? Observando o debate atual sobre a história de Israel. Artigo na Ayrton's Biblical Page.

DA SILVA, A. J. The History of Israel in the Current Research. Journal of Biblical Studies 1:2, Apr.-Jun. 2001. Artigo online.

DAVIES, P. R. In Search of ‘Ancient Israel’. London: T. & T. Clark, [1992] 2005, 166 p. - ISBN 9781850757375.

FINKELSTEIN, I.; MAZAR, A. The Quest for the Historical Israel: Debating Archaeology and the History of Early Israel. Atlanta: Society of Biblical Literature, 2007, 220 p. - ISBN 9781589832770.

FINKELSTEIN, I.; SILBERMAN, N. A. David and Solomon: In Search of the Bible's Sacred Kings and the Roots of the Western Tradition. New York: The Free Press, 2006, 352 p. - ISBN 9780743243629.

GARCÍA MARTÍNEZ, F. Textos de Qumran: edição fiel e completa dos Documentos do Mar Morto. Petrópolis: Vozes, 1995, 582 p. - ISBN 8532612830.

GRABBE, L. L. A History of the Jews and Judaism in the Second Temple Period: Vol 1, A History of the Persian Province of Judah. London: T & T Clark, 2006, 496 p. - ISBN 9780567043528.

GRABBE, L. L. Ancient Israel: What Do We Know and How Do We Know It? London: T & T Clark, 2007, xx + 306 p. - ISBN 9780567032546.

HORSLEY, R. A. Arqueologia, história e sociedade na Galiléia: o contexto social de Jesus e dos Rabis. São Paulo: Paulus, 2000, 196 p. - ISBN 8534915679.

KIPPENBERG, H. G. Religião e formação de classes na antiga Judéia: estudo sociorreligioso sobre a relação entre tradição e evolução social. São Paulo: Paulus, 1997, 184 p. ISBN 9788505006796. Resumo no Observatório Bíblico.

LIVERANI, M. Oltre la Bibbia: storia antica di Israele. 6. ed. Roma-Bari: Laterza, 2007, 526 p. - ISBN 9788842070603 (em espanhol: Más allá de la Biblia: historia antigua de Israel. Barcelona: Editorial Crítica, 2005). Apresentação na Ayrton's Biblical Page.

LONG, V. P. (ed.) Israel's Past in Present Research: Essays on Ancient Israelite Historiography. Winona Lake, IN: Eisenbrauns, 1999, xx + 612 p. - ISBN 9781575060286.

LOWERY, R. H. Os reis reformadores: culto e sociedade no Judá do Primeiro Templo. São Paulo: Paulinas, 2004, 351 p. - ISBN 8535612912.

MAZAR, A. Arqueologia na terra da Bíblia: 10.000 - 586 a.C. São Paulo: Paulinas, 2003, 558 p. - ISBN 8535610316.

MOORE, M. Philosophy and Practice in Writing a History of Ancient Israel. London: T &T Clark, 2006, 205 p. - ISBN 9780567029812.

MOREGENZTERN, I.; RAGOBERT, T. A Bíblia e seu tempo - um olhar arqueológico sobre o Antigo Testamento. 2 DVDs. Documentário baseado no livro The Bible Unearthed, de Israel Finkelstein e Neil Asher Silberman. São Paulo: História Viva - Duetto Editorial, 2007. Mais informações no Observatório Bíblico.

PEREGO, G. Atlas bíblico interdisciplinar. São Paulo: Paulus/Santuário, 2001, 124 p. - ISBN 8572007512.

PIXLEY, J. A história de Israel a partir dos pobres. 9. ed. Petrópolis: Vozes, 2004, 136 p. - ISBN 8532602827.

ROAF, M. Mesopotâmia e o Antigo Médio Oriente. 2v. Madrid: Edições del Prado, 1996.

ROGERSON, J. Bíblia: Os caminhos de Deus. 2v. Madrid: Edições del Prado, 1996.

VV.AA. Recenti tendenze nella ricostruzione della storia antica d'Israele. Roma: Accademia Nazionale dei Lincei, 2005, 202 p. - ISBN 8821809331.

WILLIAMSON, H. G. M. (ed.), Understanding the History of Ancient Israel. Oxford: Oxford University Press, 2007, 452 p. - ISBN 9780197264010. Disponível online.

Marcadores:

Bookmark and Share

Centenário de Dom Helder Câmara

No dia 7 de fevereiro de 2008, quinta-feira passada, foram iniciadas as atividades do Centenário de Dom Helder Câmara, Arcebispo de Olinda e Recife, nascido no dia 7 de fevereiro de 1909 e falecido em 1999.

Entre as atividades programadas, destaco:
  • a partir de 11 de fevereiro, a reapresentação do Programa de Dom Helder “Um olhar sobre a cidade”, na Rádio Olinda
  • de 12 a 15 de maio, será realizado, pela Universidade Católica de Pernambuco, o Seminário “O Século de Dom Helder: cristianismo e construção da cidadania no Brasil, ontem e hoje”
  • em setembro, a Universidade Católica de Pernambuco criará a Cátedra de Direitos Humanos Dom Helder Câmara
  • no site Observatório das Religiões, da Universidade Católica, estará inserido o legado inter-religioso de Dom Helder
  • será realizado ainda um segundo Seminário, de caráter internacional, com o tema “O Século de Dom Helder”
Há ainda outras atividades celebrativas, científicas e culturais programadas ao longo deste ano, que culmina com o Dia do Centenário Dom Helder, em 7 de fevereiro de 2009.

Mais detalhes no site da CNBB.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Fevereiro 07, 2008

The Politics of the Bibliobloggers

Este é o tema do capítulo 2 da Parte I do livro de CROSSLEY, J. G. Jesus in an Age of Terror: New Testament Projects for a New American Century. London: Equinox Publishing, 2009, 256 p. - ISBN 9781845534295 (Hardback) 9781845534301 (Paperback), do qual falei no outro post.

Part One will look at the ways in which New Testament and Christian origins scholarship has historically been influenced by its political and social settings over the past hundred years or so. Moving on to the present, the following chapter will then apply [Edward] Herman and [Noam] Chomsky’s propaganda model of manufacturing consent in the mass media to the recent explosion of biblical scholars writing on the internet, in particularly ‘biblio-bloggers’. It is clear that political views in ‘biblio-blogging’ conform strikingly to the emphases that come through in Herman and Chomsky’s analysis of the mass media and intellectuals, particularly with the standard lines on the ‘war on terror’ and views on the contemporary Middle East [sublinhado meu].

Marcadores:

Bookmark and Share

James Crossley em dois novos livros

James G. Crossley, autor do biblioblog Earliest Christian History, é Professor de Novo Testamento no Departamento de Estudos Bíblicos da Universidade de Sheffield, Reino Unido. Dois futuros lançamentos do autor chamam a atenção, especialmente o segundo, que trata das tácitas posturas políticas e ideológicas dos exegetas no estudo de Jesus e dos primeiros cristãos e sua relação com a atual política Ocidental - especialmente a Anglo-Americana - para o Oriente Médio.

No primeiro, Crossley escreve apenas um capítulo, pois o livro tem vários autores. Mas, no segundo, o trabalho é todo seu. Uma proposta ambiciosa. Acabo de incluir as duas publicações em +Novidades.


BLANTON, W.; CROSSLEY, J. G.; MOXNES, H. (eds.) Jesus beyond Nationalism: Constructing the Historical Jesus in a Period of Cultural Complexity. London: Equinox Publishing, 2008, 256 p. - ISBN 9781845534103 (Hardback) 9781845534110 (Paperback). Publicação prevista para novembro de 2008.

Diz a editora Equinox:
The link between historical Jesus studies and the broader cultural contexts has been largely lost in contemporary scholarship, with the heritage of the Jesus scholarship from the nineteenth century being detached from its cultural context and with the history of Jesus scholarship being buried as a topic in the development of methods and issues in New Testament studies. As a result most presentations of the historical Jesus are historiographically and hermeneutically naïve, assuming an ‘objective’ posture, with little or no reflection on their ideological presuppositions. Therefore, consciously or unconsciously, they often represent hegemonic positions. This collection of essays starts from a different position, by questioning the use of presentations of Jesus to defend and protect hegemonic or mono-cultural contexts, and thereby explicitly or implicitly favour a development towards a more inclusive society for persons from different ethnic, racial, national, gender and sexual orientation backgrounds. This collection of essays will look at the cultural and ideological beginnings of historical Jesus studies in the nineteenth century and expose the underlying presuppositions of hegemony in contemporary presentations of Jesus, viewed from the perspective of ‘cultural complexity’.

Contents (Sumário)
1. Ward Blanton, James G. Crossley, and Halvor Moxnes, ‘Introduction’
2. Thomas Hylland Eriksen, ‘What is cultural complexity?’
3. Halvor Moxnes, ‘What is it to write a biography of Jesus? Schleiermacher’s Life of Jesus and 19th century nationalism’
4. Peter Normann Waage, ‘Dostoyevsky and the Russian Christ’
5. Hugh Pyper, ‘Why Jesus was not a Scot: Herder, central European nationalism, and the Aryan Christ’
6. Ward Blanton, ‘Schweitzer’s Jesus, the crisis of modernism and beyond’
7. Leif E. Vaage, ‘Beyond nationalism: Jesus the “Holy Anarchist”?’
8. William E. Arnal, ‘Jesus as Battleground in a Period of Cultural Complexity’
9. James Crossley, ‘Jesus the Jew since 1967’
10. Oddbjørn Leirvik, ‘Jesus in modern Muslim thought: from anti-colonial polemics to post-colonial dialogue?’


CROSSLEY, J. G. Jesus in an Age of Terror: New Testament Projects for a New American Century. London: Equinox Publishing, 2009, 256 p. - ISBN 9781845534295 (Hardback) 9781845534301 (Paperback). Publicação prevista para outubro de 2009. Leia mais em Jesus in an Age of Terror, no biblioblog de James G. Crossley, Earliest Christian History.

Diz a editora Equinox:
This book will apply the work of Noam Chomsky, Edward Herman, Edward Said and several others on international politics and the supportive role of the media, intellectuals and academics to contemporary Christian origins and New Testament scholarship. Part One will look at the ways in which New Testament and Christian origins scholarship has historically been influenced by its political and social settings over the past hundred years or so. Moving on to the present, the following chapter will then apply Herman and Chomsky’s propaganda model of manufacturing consent in the mass media to the recent explosion of biblical scholars writing on the internet, in particularly ‘biblio-bloggers’. It is clear that political views in ‘biblio-blogging’ conform strikingly to the emphases that come through in Herman and Chomsky’s analysis of the mass media and intellectuals, particularly with the standard lines on the ‘war on terror’ and views on the contemporary Middle East. The rest of the book will take up modified key areas of the propaganda model in more detail.

Part Two will look at the Orientalist rhetoric of clashing civilisations and how this relates to the ‘war on terror’ and the creation of Islam, Arabs, Middle East etc. as the Great Enemy in the media and relevant intellectual thought since the 1970s and, to use Derek Gregory’s phrase, ‘hideously emboldened’ in the ‘war on terror’. The next chapter will then show how this context has had a highly noticeable impact on the use of social sciences in New Testament and Christian origins scholarship, in particular the stark generalisations of scholars using cultural/social anthropology based on contemporary studies of ‘the Middle East’. Disturbingly, some of this scholarship has many rhetorical links with Anglo-American foreign policy interests in the Middle East and beyond, making some politically charged statements that cohere closely with recent intellectual defences of actions in Iraq, Palestine and beyond.

Part Three will look at issues of Palestine and Israel in the media alongside Christian, secular and relevant intellectual thought since the ‘Six Day War’ of 1967, focusing in particular on the dramatic shift towards widespread support for Israel. This will also include an analysis of the recent and controversial case of Nadia Abu el-Haj’s tenure at Barnard. The following chapter will show how this interest in Israel has had a profound impact on historical Jesus and Christian origins studies, particularly the strange emphasis on ‘Jewishness’ and misplaced allegations of ‘antisemitism’ since the 1970s. It will also be seen that despite the shift in support of Israel this is rarely done for love of Jews, Judaism, Israel or Israelis because there remains a notable cultural, political and religious superiority in Anglo-American scholarship. While owing much also to an Orientalist tradition, this too is strongly echoed in scholarship of Christian origins where, for all the emphasis on the ‘Jewishness’ of Jesus and the first Christians, it is extremely common to find Jesus or the first Christians being ‘better than’ Judaism or overriding key symbols of Judaism as constructed by scholarship, done, ironically, by frequent ignoring of relevant Jewish texts. The end results of contemporary scholarship are not dramatically different from the results of the anti-Jewish and antisemitic scholarship of much of the twentieth century.


Contents (Sumário)
Preface

Part I: Christian Origins and New Testament Studies in Ideologically and Historically Contaminated Contexts
Chapter 1: Introduction: Reading the History of New Testament and Christian Origins Scholarship
Chapter 2: The Politics of the Bibliobloggers

Part II: Neo-Orientalism: Orientalism, Hideously Emboldened
Chapter 3: The Context: A Clash of Civilisations?
Chapter 4: Anglo-American Power and Liberal Scholarship: Scholarly Reconstructions of the Social World of Christian Origins

Part III: ‘Jewishness’, Jesus and Christian Origins since 1967
Chapter 5: The Context: Judaism and Christianity; Israel and the West
Chapter 6: Jewish…but not that Jewish

Conclusions

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Fevereiro 04, 2008

Biblioblogueiro de fevereiro 2008: Chris Weimer

Brandon Wason, em Biblioblogs.com, entrevista Chris Weimer, um dos colaboradores do blog Thoughts on Antiquity, escolhido como o biblioblogueiro do mês de fevereiro de 2008.

Chris Weimer está se especializando em estudos clássicos e bíblicos na Universidade de Memphis, Tennessee, USA.

Marcadores:

Bookmark and Share

Microsoft x Google

Se a Microsoft comprar o Yahoo!, teremos um duopólio na Internet...

Microsoft quer comprar o Yahoo! por US$ 44 bilhões - Folha Online: 01/02/2008 - 10h16

Com oferta pelo Yahoo!, Microsoft pode estender "influência ilegal", diz Google - Folha Online: 04/02/2008 - 10h14

Google trabalha para impedir venda do Yahoo! para a Microsoft, diz jornal - Folha Online: 04/02/2008 - 15h23

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Fevereiro 03, 2008

África? Desde que as potências ocidentais...

Jim West fala hoje, em seu blog, da violência na África, em ‘God Left Africa A Long Time Ago’ [Obs.: blog falecido, link sepultado: 23.03.2008] e, entre outras coisas, menciona:
"Sudan, Chad, Kenya, and other ‘death zones’ keep Africa in the news- and not in a good way. What’s going on there? Are death and violence simply the way disputes are best settled? Clearly not. So why, then, are they the chosen means by so many in Africa?"

Acabo de ler um artigo em Carta Maior: A questão do Quênia. Escrito por Flávio Aguiar no dia 31.01.2008. Recomendo. Nada entendo da África. Mas gostaria de entender.

Minha compreensão é que devemos falar da África no plural: há muitas "Áfricas", geográfica, étnica, cultural e politicamente distribuídas no continente africano. Não se pode simplificar. Depois, há o que Tim Bulkeley já escreveu como comentário ao post do Jim: a violência hoje existente na África é resultado, em grande parte, da intervenção colonialista e imperialista do Ocidente. Por onde passaram as potências capitalistas, exacerbou-se o rastro de ódio. Muitos especialistas dizem ser esta a causa maior, embora não a única, das guerras atuais.

O que choca um ocidental dos Estados Unidos ou da Europa é que lá a guerra é "suja". Como diz Flávio Aguiar:
[O que vemos no Quênia são] "massacres mútuos entre Kikuyus e Luos, perpetrados a golpes de machete, de porretes, ou com pneus em chamas presos aos pescoços das vítimas. São imagens de uma 'guerra suja', em contraste com as 'guerras limpas', intervenções cirúrgicas e assépticas para os interventores, apesar dos milhares de mortos do outro lado, que as potências do mundo hoje costumam patrocinar e praticar".

Mas toda guerra, para os derrotados, é suja. Como diz Guimarães Rosa em Grande Sertão: Veredas: "Guerra diverte - o demo acha". Ou guerra é "só o contrário do que assim não seja".

Mas deve existir, Jim, algumas centenas de bons livros, em inglês, que analisam com competência a situação das várias "Áfricas" e contextuam historicamente os correntes conflitos.

Marcadores:

Bookmark and Share

Resenhas na RBL: 02.02.2008

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Bazylinski, Stanislaw
A Guide to Biblical Research: Introductory Notes
Reviewed by Jeremy Punt

Douglas A. Campbell
The Quest for Paul's Gospel: A Suggested Strategy
Reviewed by Matt Jackson-McCabe

Gordon D. Fee
Pauline Christology: An Exegetical-Theological Study
Reviewed by Don Garlington
Reviewed by Matthew Montonini

Anthony Grafton and Megan Williams
Christianity and the Transformation of the Book: Origen, Eusebius, and the Library of Caesarea
Reviewed by Claudio Zamagni

Pieter W. van der Horst
Jews and Christians in Their Graeco-Roman Context: Selected Essays on Early Judaism, Samaritanism, Hellenism, and Christianity
Reviewed by Christoph Stenschke

Hans Hübner
Wer ist der biblische Gott? Fluch und Segen der monotheistischen Religionen
Reviewed by Sven Petry

Garrett C. Kenney
Translating H/holy S/spirit: Four Models: Unitarian, Binitarian, Trinitarian, and Non-sectarian
Reviewed by Tony Costa

Jaclyn L. Maxwell
Christianization and Communication in Late Antiquity: John Chrysostom and His Congregation in Antioch
Reviewed by David Brian Warner

Patrick D. Miller
The Way of the Lord: Essays in Old Testament Theology
Reviewed by Walter Brueggemann

Pekka Särkiö
Kuningasajalta: Kirjoituksia Salomosta ja rautakauden piirtokirjoituksista
Reviewed by Pekka Pitkänen

W. Dennis Tucker
Jonah: A Handbook on the Hebrew Text
Reviewed by Karl Möller

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Fevereiro 02, 2008

Manuscritos do Mar Morto: simposio em Groningen

Será realizado em abril de 2008 um simpósio sobre os Manuscritos do Mar Morto no Instituto Qumran da Universidade de Groningen, Países Baixos, em homenagem ao Professor Florentino García Martínez.

Diz o anúncio na página do Orion Center:

"Honoring Professor Florentino García Martínez’s great achievements for the Groningen Qumran Institute and Dead Sea Scrolls studies and initiating a new series of biennial conferences, the Qumran Institute announces


The Authoritativeness of Scriptures in Ancient Judaism: The Contribution of the Dead Sea Scrolls and Related Literature

A Symposium at the Groningen Qumran Institute, 28–29 April 2008

Organization: Mladen Popovic".


No programa constam palestras de:
  • Ed Noort - Universidade de Groningen, Países Baixos
  • Julio Trebolle Barrera - Universidad Complutense de Madrid, Espanha
  • Arie van der Kooij - Universidade de Leiden, Países Baixos
  • Émile Puech - École Biblique et Archéologique Française de Jérusalem, Israel
  • George van Kooten - Universidade de Groningen, Países Baixos
  • Tobias Nicklas - Universidade de Regensburg, Alemanha
  • Michael Knibb - King’s College, London, Reino Unido
  • Hindy Najman - Universidade de Toronto, Canadá
  • George Brooke - Universidade de Manchester, Reino Unido
  • Jacques van Ruiten - Universidade de Groningen, Países Baixos
  • Emanuel Tov - Universidade Hebraica de Jerusalém, Israel
  • Mladen Popovic - Qumran Institute, Universidade de Groningen, Países Baixos
  • Eibert Tigchelaar - Florida State University, Tallahassee, USA
  • Charlotte Hempel - Universidade de Birmingham, Reino Unido
  • John Collins - Universidade de Yale, New Haven, USA
  • Jan Bremmer - Universidade de Groningen, Países Baixos
  • Florentino García Martínez - Universidade de Groningen, Países Baixos/Katholieke Universiteit Leuven, Bélgica
Visite a página e veja o programa completo.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Fevereiro 01, 2008

Biblical Studies Carnival XXVI

Seleção dos melhores posts de janeiro de 2008. Feita por Kevin P. Edgecomb, de Berkeley, Califórnia, em seu biblioblog Biblicalia.

Não me recordo de algo tão completo como esta seleção feita por Kevin. Um dos melhores "carnavais" de Estudos Bíblicos que já vi. Parabéns. Um trabalho e tanto. E muito bem escrito.

Quem quiser saber quais são as principais preocupações e ocupações (bíblicas) dos biblistas (de língua inglesa, claro!), deve ler este post.

Agora, uma curiosidade para o público brasileiro e/ou de fala portuguesa - sem excluir algum "louco" das terras do norte [nas Américas] que consiga ler nossa língua.

Compare o mundo da academia, expresso nos posts selecionados por Kevin P. Edgecomb, com o mundo de algumas pessoas interessadas em saber coisas da Bíblia e do mundo bíblico, como aparece nas seguintes perguntas, que o pessoal do site A Bíblia - Uma janela sobre o mundo bíblico me fez saber via e-mail.

São duas galáxias tão distantes...

Marcadores:

Bookmark and Share

A Book Meme

I have been tagged by Dr. Claude Mariottini to do a book meme. The rules:

  • Pick up the nearest book of 123 pages or more (no cheating!) - Pegue o livro que estiver mais próximo de você e que tenha 123 páginas ou mais (não vale escolher o livro: tem que ser o mais próximo mesmo)
  • Find page 123 - Encontre a página 123
  • Find the first five sentences - Identifique as cinco primeiras frases
  • Post the next three sentences - Publique em um post as três frases seguintes (a sexta, a sétima e a oitava)
  • Tag five people - Indique 5 pessoas para fazer o mesmo em seus biblioblogs
The nearest book to me is [coincidência, caro Claude, lamento!]

LIVERANI, Mario, Oltre la Bibbia: Storia Antica di Israele. 6a. ed. Roma-Bari: Laterza, [2003] 2007, 526 p. - ISBN 9788842070603.
[Israel's History and the History of Israel. London: Equinox Publishing, 2007, 427 p. - ISBN 9781845533410].

"Yoram appare particolarmente impegnato in guerre in Transgiordania, da Mo'ab al sud a Gile'ad al nord, che lo porteranno alla rovina. La dinastia degli Omridi finì in un bagno di sangue, ad opera del generale Yehu, che agì per conto e col sostegno del re di Damasco. Yehu uccise di sua mano Yoram e fece uccidere Ochozia di Giuda suo alleato nella nuova guerra per Ramot di Gile'ad (2Re 9:22-29)".

This is taken from Parte Prima: Una Storia Normale - Capitolo 5: Il Regno di Israele (ca. 930-740).

I tag J. P. van de Giessen, Jim Davila, Cláudia Andréa Prata Ferreira, Mark Goodacre, and Bibbiablog Team.

Para o público brasileiro, explico: fui "intimado" pelo Dr. Claude Mariottini, biblioblogueiro, brasileiro que vive e ensina Antigo Testamento nos Estados Unidos, a prosseguir com o meme que alguém criou por estes dias no mundo dos blogs de estudos bíblicos.

Quem não souber, veja aqui o que é um meme.

Adianto que é algo irritante. Uma perda de tempo. Mas acho que o propósito é esse mesmo: aborrecer alguém que está em paz ou, pior, muito ocupado. Portanto, pegue leve e entre no jogo. Meme é assim mesmo: propaga-se como um vírus! E custa para ser exterminado...

Marcadores:

Bookmark and Share