Observatório Bíblico

Segunda-feira, Abril 30, 2007

Best Blogs about Biblical Studies: #2

Estamos desde o dia 14 de abril, quando criei a lista, em segundo lugar (#2) entre as Most Popular Lists in the Last 30 Days neste UnSpun by Amazon.com. São 16 dias. Uma vitória.

Quando criei a lista, havia apenas duas listas sobre Bíblia no UnSpun by Amazon. Hoje são muitas: na página do UnSpun, clicando em "Browse", vejo pelo menos 10 listas sobre Bíblia. E sobre Biblioblogs há as 3 que criei. E sobre Teologia? E sobre Religião? Listas foram criadas também. A de Teologia está em terceiro lugar entre as mais populares. Entramos no jogo. Pode ser um jogo para times de "segunda divisão", mas estamos nele.

Alguns notaram - veja o roundup - que a lista tem pouco valor. Concordo. Tem todos os defeitos deste tipo de empreendimento comunitário da chamada Web 2.0. Ocorrem, às vezes, Spams no lugar de UnSpun. Mas a lista nos deu mais visibilidade. Procurando no Google por "best blogs biblical studies unspun" (sem as aspas - without quotation marks), ou por "best blogs about biblical studies" (com aspas - with quotation marks), chega-se a um número incrível de resultados.

É preciso lembrar que, mesmo na academia, há muitos "analfabetos digitais", pessoas que não têm o hábito de ler as regras. Nem mesmo uma simples FAQ. A tal comportamento atribuo o fato de alguns votarem em seus próprios biblioblogs e não na comunidade, o que faz com que a lista possua um ranking que não corrresponde ao título que lhe foi dado. Nem todos os melhores biblioblogs estão nos primeiros lugares.

Mas a lista confirma alguns sabidos consensos: o guru da biblioblogosfera, Mark Goodacre, sempre esteve, merecidamente, em primeiro lugar, seguido de perto por Jim Davila, Jim West, Chris Tilling e outros.

Entretanto: é preciso ser anglófono para ser considerado. A hegemonia da língua inglesa é inegável na biblioblogosfera.

No momento em que escrevo, 30/4/2007 - 22:48:51, a lista está com 127 Biblioblogs, e recebeu 2660 votos de 238 pessoas (2660 votes by 238 people).

Leia Mais:
Best Blogs about Biblical Studies
Best Blogs about Biblical Studies: a Review
Best Blogs about Biblical Studies: a Roundup
Top Ten Biblioblogs
Which biblioblogs do you read most often?

Marcadores:

Bookmark and Share

Resenhas na RBL - 30.04.2007

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

A. K. M. Adam, Stephen E. Fowl, Kevin J. Vanhoozer, and Francis Watson
Reading Scripture with the Church: Toward a Hermeneutic for Theological Interpretation
Reviewed by Joel B. Green

Roy E. Gane
Cult and Character: Purification Offerings, Day of Atonement, and Theodicy
Reviewed by Jay Sklar

Simon J. Gathercole
The Pre-existent Son: Recovering the Christologies of Matthew, Mark, and Luke
Reviewed by James D. G. Dunn
Reviewed by Frank J. Matera

Sara Japhet
From the Rivers of Babylon to the Highlands of Judah: Collected Studies on the Restoration Period
Reviewed by Ralph W. Klein

Samantha Joo
Provocation and Punishment: The Anger of God in the Book of Jeremiah and Deuteronomistic Theology
Reviewed by Mark Leuchter

Timothy Larsen and Jeffrey P. Greenman, eds.
Reading Romans through the Centuries: From the Early Church to Karl Barth
Reviewed by Mark Elliott

Clare K. Rothschild
Baptist Traditions and Q
Reviewed by John S. Kloppenborg

Elsie R. Stern
From Rebuke to Consolation: Exegesis and Theology in the Liturgical Anthology of the Ninth of Av Season
Reviewed by Hanna Liss

Nigel C. Strudwick
Texts from the Pyramid Age
Reviewed by Youri Volokhine

Shera Aranoff Tuchman and Sandra E Rapoport
The Passions of the Matriarchs
Reviewed by Amelia Devin Freedman

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Abril 29, 2007

Sites da semana, segundo Andie

No Egyptology News, Andie sempre faz um apanhado dos sites da semana. Veja, com data de hoje:

Weekly Websites

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Abril 28, 2007

Mais livros online no OI

No dia 8 de abril de 2007 escrevi um post com o seguinte título: Livros online no OI da Universidade de Chicago.

Ontem Chuck Jones disse à lista ANE-2: More OI books online - The next set of publications have appeared online, free-of-charge, this week at the Oriental Institute website.

Obs.: e há também outra notícia de mais livros online, desta vez via Pesquisa de Livros do Google. Clique aqui e aqui. O Migne está aí...

Marcadores:

Bookmark and Share

Biblia: tema a ser debatido pelos bispos em 2008

Foram divulgados os Lineamenta da XII Assembléia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, que será realizada de 5 a 26 de outubro de 2008.

O tema: A Palavra de Deus na Vida e na Missão da Igreja

Além do português, o texto está disponível, no site do Vaticano, também em alemão, espanhol, francês, inglês, italiano, latim e polonês.

Marcadores:

Bookmark and Share

Carlo Maria Martini: textual scholar

O Prof. Stephen Pfann traz hoje em seu blog The View from Jerusalem um belo texto sobre o Cardeal Martini. O assunto do post é: "This past week, I sent to him a copy of the latest expanded edition of my paper which deals with the reading of CJO 701 called 'Mary Magdalene is Now Missing', and asked for his appraisal. He returned his response by email...".

Mas o que eu quero chamar a atenção é para a primeira parte do texto:

His Eminence Cardinal Carlo Martini is a noted figure in the church world today. He was archbishop of Milan for many years... Aside from his duties to the church as priest, archbishop and cardinal, his actual training, and the most loved vocation in his life, has been as a textual scholar. He has dealt primarily with the task of scrutinizing Greek New Testament manuscripts (including hundreds of papyri, uncial, majuscule and minuscule manuscripts), in order to reconstitute the original text of the Greek Bible in the most careful and judicious manner possible. The world of scholarship, as a whole, knows his name as one of the five editors from the title page of the Greek New Testament which they have used since their college years... many still simply call this edition: 'Aland, Black, Martini, Metzger, and Wikgren'. With the passing of Prof. Bruce M. Metzger earlier this year, Cardinal Martini is now the sole surviving member of that team. Since retiring from his role as archbishop of Milan, Cardinal Martini has chosen to continue his work on the Greek New Testament while residing most of the time here in Jerusalem, at the Pontifical Biblical Institute. He has recently published a new facsimile edition of the Epistles of Peter from the Bodmer Papyri. He is presently working on a new edition of Codex Vaticanus, which stands, alongside Codex Sinaiticus as the premier witness to the text of the Greek Old and New Testaments...(cont.)

Leia: Cardinal Martini weighs in. No texto acima, os sublinhados são meus.



Quando estudei em Roma, Martini era Reitor do Pontifício Instituto Bíblico.

Para suas obras, faça uma busca no WorldCat e na Pesquisa de Livros do Google por "Carlo Maria Martini". Muitos de seus livros estão traduzidos para o português. Busque no Submarino, por exemplo.

Resumida biografia de Carlo Maria Martini pode ser lida em: Cenni biografici (Italiano), Biographical notes (English)

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Abril 27, 2007

SOTER: carta aberta a Jon Sobrino

Carta Aberta a Jon Sobrino

"Fomos surpreendidos pela recente Notificação feita a Jon Sobrino, SJ, por causa de suas obras cristológicas e estranhamos a urgência do procedimento da análise do pensamento cristológico de Sobrino, conforme foi expresso na nota explicativa que acompanha a notificação, coincidindo com a proximidade da Conferência Geral de Aparecida, convocada para o próximo mês de maio.

Solidarizamo-nos com Sobrino neste momento de perplexidade e dor. Seus escritos cristológicos têm sido apreciados, não só pelo amor a Jesus Cristo e aos pobres do nosso continente latino-americano e caribenho que revelam, mas também pelo seu reconhecido e exemplar trabalho de percorrer um caminho metodológico que torna significativo para a nossa realidade o Evangelho de Jesus Cristo. Sobrino quer-nos mostrar que, partindo da leitura da plena humanidade de Jesus de Nazaré, abre-se o caminho para reconhecermos mais profundamente a dimensão divina do seu ser mais íntimo, que vem do Pai. Esse caminho o Filho de Deus o faz no escondimento, na humildade, na entrega de si e na morte solidária com o sofrimento do mundo, que se revela no sofrimento do pobre.

Registramos que diversas teses de doutorado sobre os escritos de Sobrino têm sido elaboradas em diferentes Universidades por todo o mundo e seu pensamento tem sido, de um modo geral, aceito nos meios acadêmicos como uma importante contribuição para o desenvolvimento da cristologia.

Lamentamos que uma compreensão de Jesus Cristo..." (cont.)

Leia mais no site da SOTER.

Marcadores:

Bookmark and Share

SOTER 2007: Congresso Nacional

Estão abertas as inscrições para o Congresso Nacional da SOTER 2007, que tem como tema:

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Abril 25, 2007

BibleWorks 7 oferece a gramatica de Joüon-Muraoka

Publicado por The BibleWorks Blog:

BibleWorks 7 New Module: Joüon-Muraoka Biblical Hebrew Grammar

Veja no site do BibleWorks. Um trecho da apresentação da gramática:
Now available in the newly-revised one-volume edition published in 2006, the Joüon-Muraoka Grammar of Biblical Hebrew provides important orthography, phonetic, morphology, and syntax information for intermediate and advanced Hebrew students. Included are numerous indices, paradigms, a bibliography, and a history of Biblical Hebrew and Hebrew grammar. The BibleWorks edition includes hyperlinks and popups for Scripture passages and extensive hyperlinks between sections.

Sobre a gramática de hebraico do Joüon-Muraoka, leia mais aqui, em português.

Marcadores:

Bookmark and Share

The Lost Tomb of Jesus: resenha do DVD

Em DVD Talk, uma ácida resenha de O Sepulcro Esquecido de Jesus, que saiu em DVD.

Escrita por Holly E. Ordway e publicada em 24 de abril de 2007.

Indicação de Joe Zias em ANE-2.

Marcadores:

Bookmark and Share

Revista Paleorient online

Descubro em Egyptology News a notícia de que a revista Paléorient, dedicada à pesquisa da pré-história e proto-história do Oriente Médio, está disponível online. Site em francês e inglês.

Transcrevo da apresentação de Paléorient:
"The purpose of the journal is to facilitate exchanges between prehistorians, archaeologists, and palaeoanthropologists working between the Mediterranean and the Indus and between Central Asia and the Gulf, as well as among specialists in the various fields concerned with the evolution of humans in their natural environment. Twice a year Paléorient publishes several synthetic articles, notes, reviews in French or English, and a general bibliographical index of books and articles which have appeared in the two preceding years. Some issues are devoted to proceedings of colloquia ; others are thematic. All contributions are accompanied by abstracts and lists of key-words in French and English. Distributed in twenty-two countries, Paléorient is today recognized as the appropriate place for the presentation and discussion of the progress in research in all aspects of the pre- and proto-history of the Middle East. Founded by Jean Perrot and Bernard Vandermeersch in 1973 with the aid of the Wenner-Gren Foundation, Paléorient became in 1975 a publication of the CNRS [Centre national de la recherche scientifique]".

O site explica ainda:
"Paléorient is controlled by a committee composed of fifteen members including ten scientists (at the moment representing paleontology, biological anthropology, prehistory, archaeology, zoo-archaeology, and geography). This committee receives the help of a larger scientific committee of thirty-six scholars representing thirteen nationalities and eight disciplines".

Marcadores:

Bookmark and Share

PhD na Europa e nos USA

As características e diferenças dos programas de doutorado na Europa e nos Estados Unidos em três posts:

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Abril 24, 2007

Caros Amigos chega aos 10 anos de idade

Aos 10 anos, Caros Amigos continua ícone do jornalismo progressista
"Revista que foi pensada e adotada como sua pela nata do jornalismo e da intelectualidade boêmia da esquerda brasileira mantém vitalidade após 10 anos, idade respeitável para veículos desta natureza. Sérgio de Souza, o editor, conta essa história". Por Verena Glass – Carta Maior: 23/04/2007

Caros Amigos: ano XI, n. 121, abril de 2007. Do Editorial Felizes aniversários:
"E o menino Gabriel chega conosco aos 10 anos de idade. Prontos, ambos, para um segundo ciclo de existência. Ele, no vôo fantástico para a adolescência; nós, na renovação da roupagem, sob o corte de Michaella Pivetti, a editora de arte de Caros Amigos. O, felizmente, prestigiado conteúdo da revista permanece o mesmo, apenas ganhamos espaço para mais reportagens e vamos estrear invejáveis colaboradores, a começar nesta edição com os desenhistas Voss e Hermes, inaugurando uma página dupla de quadrinhos que se completa com tiras clássicas, internacionais e nacionais, consagradas como obras de arte. A matéria de capa, para reafirmar a preocupação central que nos move desde o número 1, parece uma provocação e é mesmo. As respostas à abrangente enquete que realizamos, perguntando a personalidades de cada uma das áreas responsáveis pelo presente e futuro do país o que é ser de esquerda, comprovam, no grosso, que estamos vivendo um momento de vácuo ideológico, um curioso temor de definições pessoais..."

Atenção: Carta Maior muda de endereço eletrônico. Atualize sua chamada
.

Marcadores:

Bookmark and Share

A biblioteca de Les Editions du Cerf

Para quem lê francês, uma visita a La bibliothèque du Cerf, da editora parisiense Les Éditions du Cerf, pode ser interessante.

Alguns textos online, inclusive de Bíblia, podem ser úteis, como La Bible de Jérusalem (2003) e La Traduction oecuménique de la Bible ou TOB (2004), ambas em edição integral com introduções e notas. Tudo totalmente gratuito [Alô, Miguel, do segundo ano de Teologia, você que é fanático pela TEB - a TOB em português - não deixe escapar esta chance].

Passando por ali, conheci também outra página: Lexilogos, de Xavier Nègre.

Neste site há uma grande quantidade de material bíblico online. Bíblias em várias línguas é um dos pontos fortes do site. Vale a pena conhecer. Mots et merveilles des langues d'ici et d'ailleurs!

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Abril 23, 2007

Resenhas na RBL - 23.04.2007

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

A. K. M. Adam
Faithful Interpretation: Reading the Bible in a Postmodern World
Reviewed by Joel B. Green

William Foxwell Albright; introduction by Theodore J. Lewis
Archaeology and the Religion of Israel
Reviewed by Philip R. Davies

Peter Arzt-Grabner, Ruth Elisabeth Kritzer, Amfilochios Papathomas, and Franz Winter
1. Korinther
Reviewed by Joseph Verheyden

Erhard Blum, William Johnstone, and Christoph Markschies, eds.
Das Alte Testament-Ein Geschichtsbuch? Beiträge des symposiums "Das Alte Testament und die Kultur der Moderne" anlässlich des 100. Geburtstags Gerhard von Rads (1901-1971) Heidelberg, 18.-21.Oktober 2001
Reviewed by Petr Sláma

Charles E. Hill
From the Lost Teaching of Polycarp: Identifying Irenaeus' Apostolic Presbyter and the Author of Ad Diognetum
Reviewed by Mark Weedman

Steven Katz, ed.
The Cambridge History of Judaism: The Late Roman-Rabbinic Period
Reviewed by Marvin A. Sweeney

Matthew Brook O'Donnell
Corpus Linguistics and the Greek of the New Testament
Reviewed by Paul Elbert

Otto Wahl
Die Sacra-Parallela-Zitate aus den Büchern Josua, Richter, 1/2 Samuel, 3/4 Könige sowie 1/2 Chronik
Reviewed by A. Graeme Auld

N. T. Wright
Evil and the Justice of God
Reviewed by D. A. Carson

Arie W. Zwiep
Judas and the Choice of Matthias: A Study on Context and Concern of Acts 1:15-26
Reviewed by Loveday Alexander

Marcadores:

Bookmark and Share

Batismo de Sangue e os bastidores da ditadura

Batismo de Sangue: site do filme

Batismo de Sangue: Frei Betto
A arte brasileira adianta-se ao governo e escancara os bastidores da ditadura. Este é um filme a ser visto especialmente por quem não viveu os anos de chumbo. Ali está o estupro da mãe gentil, gigante entorpecido, o Brasil sem margens plácidas, arrancado do berço esplêndido, resgatado à democracia pelos filhos que, por amor e esperança, e sem temer a própria morte, não fugiram à luta.

Marcadores:

Bookmark and Share

IHU Online discute a Teologia da Libertação

"Discutir a Teologia da Libertação. Esse é o objetivo das entrevistas que realizamos esta semana com Leonardo Boff, Jose Maria Vigil, João Batista Libânio, Faustino Teixeira, Luiz Felipe Ponde e John Milbank".

Isto está na edição 214, de 2 de abril de 2007, da Revista do Instituto Humanitas Unisinos.

Marcadores:

Bookmark and Share

Manuscritos do Mar Morto: resenhas na RBL

Aqui é o caso de só indicar como acessar a informação, tal é o número de obras resenhadas...

Primeiro, vá até a página da Review of Biblical Literature (RBL).

Clique em Search Reviews e deixe marcada a opção Search all books. Não preencha Title e nem Author/ Editor/ Translator. Em Subject (Assunto) marque Dead Sea Scrolls e clique, em seguida, em Search.

Como se vê hoje, dia 23 de abril de 2007, às 18h30, há 101 títulos, que, total ou parcialmente, tratam dos Manuscritos do Mar Morto, dos quais 100 tem suas resenhas ali, disponíveis, online (your search returned 101 titles). É só clicar no título e ir para a resenha, que está em formato pdf.

Se quiser ser mais específico coloque em Title: Dead Sea Scrolls. O retorno, hoje, é de 28 títulos. E, do mesmo modo, o resultado para Qumran é de 38 títulos.

A maior parte das obras resenhadas - e das resenhas - estão em inglês e alemão. Mas, de vez em quando aparece uma obra em francês ou italiano.

Observo, por último, que, no caso de Qumran e dos essênios, é fundamental conferir as propostas de Gabriele Boccaccini. em seus livros Beyond the Essene Hypothesis: The Parting of the Ways between Qumran and Enochic Judaism (1998) e Enoch and Qumran Origins: New Light on a Forgotten Connection (2005). Estes dois livros estão resenhados na RBL.

Em minha página, faço uma apresentação rápida de 2 de seus livros:
BOCCACCINI, G. Roots of Rabbinic Judaism: An Intellectual History, from Ezequiel to Daniel. Grand Rapids, MI: Eerdmans, 2002, xvii + 230 p.
BOCCACCINI, G. (ed.) Enoch and Qumran Origins: New Light on a Forgotten Connection. Grand Rapids, MI: Eerdmans, 2005, xviii + 472 p.

Marcadores:

Bookmark and Share

Manuscritos do Mar Morto: recursos para estudo

Um estudante pediu-me hoje orientação bibliográfica para uma pesquisa sobre os Manuscritos do Mar Morto e, especialmente, para a tese de Norman Golb.

De repente, dei-me conta de que nossa bibliografia em português está defasada em cerca de 10 anos. Nossas editoras simplesmente pararam no tempo. Não traduziram nenhuma das grandes obras que saíram no final do século XX, quando eram comemorados os 50 anos da descoberta dos Manuscritos. Agora, já são 60 anos desde a descoberta e vejo um grande vazio bibliográfico em português nos últimos dez anos.

Reuni abaixo algumas indicações de recursos para estudo. Divididos em: 1. Recursos Online e 2. Bibliografia. Não é nada completo, pois os recursos sobre os Manuscritos do Mar Morto e Qumran são enormes, especialmente em inglês e alemão. São indicações para uma pesquisa básica.

Contudo, quero, mais uma vez, deixar meu apelo: é preciso ler inglês! E a maioria de nossos estudantes não lê inglês! Escolas, governantes, professores, estudantes: acordem! Sem inglês, só com as poucas traduções que temos, sempre estaremos 10, 15, 20 anos atrasados. E observem que atualmente acontece um fenômeno raro em nossa história: livros em inglês podem ser comprados em livrarias virtuais norte-americanas por preços até menores do que suas (eventuais) traduções para o português.

Quanto aos exegetas, não preciso fazer outra coisa senão me lembrar da frase sempre repetida por Frei Rosário Jofilly, lá na Serra da Piedade, Caeté, MG, para o Benjamim, o Emanuel e eu, quando, estudando em janeiro e julho no Asilo São Luiz, ao pé da Serra, íamos visitá-lo após o jantar: "Vocês exegetas jamais devem ler traduções. Leiam um livro sempre em sua língua original". Aliás, como ele sempre fazia em sua enorme biblioteca, naquele frio vento que zunia no topo da Serra.

1. Recursos Online
ANE

Arquivos da lista de discussão ANE, na Universidade de Chicago.

ANE-2
Arquivos da lista de discussão ANE-2. Procurar pelos termos "Dead Sea Scrolls", "Essene", "Qumran". Algumas das discussões mais recentes aparecem aqui.

Find Articles
Vários artigos online e gratuitos. Procurar por "Dead Sea Scrolls".

Manuscritos do Mar Morto e Qumran
Links para sites sobre os Manuscritos do Mar Morto na Ayrton's Biblical Page.

Observatório Bíblico
Vários links para as discussões mais recentes, bibliografia, congressos, documentários na TV e em DVD sobre os Manuscritos do Mar Morto e Qumran.

Os Essênios: a Racionalização da Solidariedade
Artigo na Ayrton's Biblical Page. Além do texto, que trata desde a descoberta dos Manuscritos até a teologia dos essênios, há links e bibliografia em português e inglês.

Qumranica.com
Blog criado para um curso sobre os Manuscritos do Mar Morto ministrado por James R. Davila (do biblioblog PaleoJudaica.com), na Universidade St. Andrews, Escócia. O curso começou em 8 de fevereiro e terminou em 11 de maio de 2005.

Some Notes on the Archaeological Context of Qumran in the Light of Recent Publications
Artigo do arqueólogo David Stacey, publicado em The Bible and Interpretation, em junho de 2004.

The Dead Sea Scrolls and Other Hebrew MSS Project
Vários artigos sobre os Manuscritos do Mar Morto. Um dos organizadores deste projeto, do Instituto Oriental da Universidade de Chicago, é Norman Golb.

The Enigma of Qumran
Artigo de Yaron Ben-Ami, publicado em The Bible and Interpretation, em outubro de 2004.

The Orion Center for the Study of the Dead Sea Scrolls and Asssociated Literature
O Orion Center pertence ao Instituto de Estudos Judaicos da Universidade Hebraica de Jerusalém. Variados e atualizados recursos para o estudo dos Manuscritos.


2. Bibliografia
BILDI - Bibelwissenschaftliche Literaturdokumentation Innsbruck

Banco de dados bibliográfico sobre literatura bíblica. Do Departamento para Estudos Bíblicos e Teologia Fundamental da Faculdade de Teologia Católica da Universidade Leopold Franz de Innsbruck, Áustria. Em alemão e inglês.

Dead Sea Scrolls Bibliography
Bibliografia sobre os Manuscritos do Mar Morto, do Orion Center. Lista livros, artigos e resenhas que tratam dos Manuscritos do Mar Morto de 1995 até hoje. A bibliografia é atualizada semanalmente.

Index Theologicus (IxTheo)
Banco de dados da Biblioteca da Universidade de Tübingen, Alemanha. Nele podem ser feitas buscas de artigos de mais de 600 periódicos em Teologia e Bíblia, ensaios de Festschriften, publicações de Congressos e textos publicados na Internet. O banco de dados pode ser acessado em alemão e inglês.

Google Acadêmico
A ferramenta faz buscas de literatura acadêmica, incluindo ensaios, teses, livros, abstracts e relatórios técnicos de qualquer área de estudos. O Google Acadêmico é a versão em português do Google Scholar.

Manuscritos do Mar Morto/Dead Sea Scrolls
Bibliografia comentada em português e inglês sobre os Manuscritos do Mar Morto na Ayrton's Biblical Page.

Pesquisa de Livros do Google
A ferramenta disponibiliza trechos de livros online para leitura, além de fornecer links para livrarias virtuais, onde o interessado pode adquirir a obra, e bibliotecas onde pode consultá-la gratuitamente.

Searching for academic research on the web
Recursos sofisticados para buscas acadêmicas na web, organizados por David Instone-Brewer, da Tyndale House, Cambridge, Reino Unido.

Testi di Qumran - Alcuni suggerimenti per la ricerca
Bibliografia e orientação para a pesquisa em texto elaborado pelo Prof. Joseph Sievers na página do Pontifício Instituto Bíblico, Roma.

WorldCat
Um grande banco de dados de livros, artigos, documentos, fotos e vídeos que podem ser encontrados em bibliotecas da maior parte do mundo.

Obs.: um bom lugar para se comprar livros em inglês, alemão e francês sobre os Manuscritos do Mar Morto é a livraria Amazon.com. Outra boa opção é a editora Eisenbrauns, de Indiana, Estados Unidos. Mas quem desejar, pode comprar vários livros em inglês aqui, importados pela Livraria Cultura. Digite na busca "Dead Sea Scrolls", tendo título como opção.

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Abril 22, 2007

Best Blogs about Biblical Studies: a Review

Ontem, já bem tarde da noite, fiz um giro pela blogosfera em busca de opiniões e avaliações das 3 listas sobre Estudos Bíblicos que criei no UnSpun by Amazon.com. Busca rápida, e que acabou se limitando à principal lista que é Best Blogs about Biblical Studies, com menos de 20 resultados, mas bastante significativos.

Hoje gostaria de complementar a busca com uma avaliação das listas de Blogs sobre Estudos Bíblicos no UnSpun by Amazon. Farei isso apontando o que considero os prós e os contras (pros and cons) na estrutura e funcionamento deste tipo de lista.

Prós
  • Uma lista de Biblioblogs pode ser útil especialmente para tornar a comunidade de pesquisadores, professores e estudantes de Estudos Bíblicos, que produzem seus blogs, mais conhecida. Como eu disse no comentário ao post do Dr. Claude Mariottini sobre a lista: "Há muitos estudantes de Bíblia que 'estão saindo da toca' com seus Biblioblogs. Gente que eu nem imaginava existir!". Ou Danny Zacharias: "This list, while ultimately of limited value, has alerted me to a few blogs that I have not known of previously"
  • Tivemos a satisfação de ver, pelo menos durante esta primeira semana, a lista Best Blogs about Biblical Studies [Obs.: lista desativada em 2008 pela Amazon.com] em segundo lugar entre as mais populares dos últimos 30 dias do UnSpun by Amazon. Como disse Patrick George McCullough: "On the UnSpun homepage, their Most Popular Lists breakdown for the past 30 days currently has our biblioblogs list ("Best Blogs about Biblical Studies") at #2, behind "Missing Apple Announcements." Come on, we can beat out all the iStuff fanatics! :)"
  • Há uma bem elaborada FAQ, explicando o funcionamento de uma lista no UnSpun
  • Embora a lista possa não refletir de modo adequado quais são os melhores biblioblogs, porque possui falhas estruturais, ela reflete (parcialmente) o pensamento e as atitudes da comunidade biblioblogueira, que, ao criar seu ranking pessoal e votar, manifesta sua opinião
  • Muitos participantes mantiveram a netiqueta e votaram nos biblioblogs dos outros - e não tentaram desesperadamente colocar o seu próprio biblioblog em primeiro lugar. Isto está claro no depoimento de Mark Goodacre, que mantém, pelos votos de muitos, o merecido primeiro lugar: "Thanks to all those who have voted for the NT Gateway weblog on the Best Blogs about Biblical Studies over at Unspun by Amazon". E de April DeConick: "It is a fun website to take a look at... Thanks to all my readers!" Ou Michael L. Westmoreland-White a propósito da lista de blogs de Teologia, mas cuja fala cabe também aqui: "And log-in and vote. And, if you think I am ranked too high or too low, change that. I take no offense–I’m still surprised to find myself even on the list! Unspun may be a waste of time on the internet, but it can be fun and we all need some fun in our lives".
Contras
  • O problema mais grave é que o mundo virtual está povoado por pessoas irresponsáveis que até hoje insistem em colocar sites, blogs e outros nomes impróprios e até ofensivos na lista. Infelizmente, Jim West está certo quando diz: "And yet, there seems to be a lot of totally depraved persons taking the poll". A lista, para ser mais profissional, não deveria permitir acesso tão fácil a pessoas que não se identificam de modo transparente para toda a comunidade.
  • Quando a lista foi criada, algumas pessoas insistiram em listar ali blogs de Teologia (Theoblogs), o que não é adequado para uma lista de Estudos Bíblicos. Mas o fenômeno foi minimizado, quase desaparecendo, com a criação, por WTM, do Top Theology Blogs.
  • Outras pessoas não leram as regras básicas para a participação na lista. Confundiram, deste modo, a lista com Top 50 Best Biblical Studies Blogs, só porque aparecem, em cada página, 50 blogs. Basta clicar em "Next" e se verá que há bem mais de 50 biblioblogs. Além do mais, não é isso que diz o título. De novo, cito Jim West: "Polls. They just can’t be trusted (because SOME people can’t read the rules….)"
  • A área de Estudos Bíblicos é bem estabelecida faz tempo, mas há gente que não sabe disso e insiste em pensar que blogs devocionais são desta área, inserindo-os na lista inadequada. Para ser um biblista não basta sair por aí citando a Bíblia. Há regras exegéticas consolidadas que devem ser respeitadas.
  • O problema não é só dos biblistas, mas é grave entre nós: os blogs são, na sua grande maioria, de língua inglesa, as ferramentas também, e blogs em outras línguas são deixados de lado, porque inacessíveis para muitos. Defendo que um biblista precisa ler, além das línguas bíblicas e da língua inglesa, porque dominante no mundo atual, outras línguas modernas. O conhecimento de outras línguas amplia os horizontes culturais de um estudioso. Como alguém que lê grego, hebraico, aramaico, ugarítico, copta etc não se esforça um pouco para ler alemão, francês, italiano, espanhol? Quem conhece o grego e o latim - e um biblista em geral conhece - tem enorme facilidade para aprender as línguas neolatinas.
  • Voltar sempre à lista para afastar os desordeiros toma tempo demais. A comunidade toda de biblioblogueiros é que deve exercer esta função e manter a lista limpa (clean).
  • O widget é muito largo para ser colocado em certos modelos (templates) de blogs. Henry Neufeld observou: "I think it is too bad they are so wide".

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Abril 21, 2007

Best Blogs about Biblical Studies: a Roundup

Best Blogs about Biblical Studies [Obs.: lista desativada em 2008 pela Amazon.com] - created on: Apr 14, 2007 by airtonjo at UnSpun by Amazon.

Faz hoje uma semana que criei a lista e a comunidade biblioblogueira a incrementou. Por isso, fiz um rápido giro pelo Google para ver os comentários. Afinal, são 2109 votos em 106 biblioblogs, dados por 193 pessoas. Isto até às 23h50 de 21 de abril de 2007, horário de Brasília.

O resultado que transcrevo abaixo certamente não é completo, mas serve de amostra de como a lista balançou a biblioblogosfera. E, como alguns notaram, ficamos, até agora, uma semana inteira, em segundo lugar (#2) entre as listas mais populares dos últimos 30 dias do UnSpun da Amazon.com.

Uma análise pode ser feita? Claro. Mas, como já é bem tarde, fica para amanhã. Ou depois.

April 14, 2007
Best Blogs about Biblical Studies - Observatório Bíblico, by airtonjo (Airton José da Silva)
Biblioblog rankings... I guess - Kata ta Biblia, by Patrick George McCullough

April 15, 2007
UnSpun - Chrisendom, by Chris Tilling
Best Biblical Studies Blogs -- We Made The List! - Singing In The Reign, by Michael Barber
UnSpun's Biblioblog List - The Busybody, by Loren Rosson III

April 16, 2007
Best Blogs about Biblical Studies - NT Gateway Weblog, by Mark Goodacre
Best Blogs about Biblical Studies - Dr. Claude Mariottini, by Dr. Claude Mariottini
Best Biblioblogs - Blue Cord, by Kevin A. Wilson
UnSpun by Amazon: Best Blogs about Biblical Studies - Withering Fig, by Stephen
Best Biblical Studies Blogs - The Forbidden Gospels Blog, by April DeConick
Rankings - Sean the Baptist, by Dr Sean Winter
Bible Blogs -- The LIST - Theology for the Masses, by Henry (Honzo) Imler

April 17, 2007
UnSpun update: We're rockin' the vote - Kata ta Biblia, by Patrick George McCullough
This “top biblioblogs” thing - Higgaion, by Christopher Heard

April 18, 2007
Social Experiment at Amazon - Logos Bible Software Blog, by Daniel Foster

>> Atualizando em 23.04.2007 - 22h23:
April 23, 2007
That UnSpunThingie - Ricoblog, by Rick Brannan

>> Atualizando em 25.04.2007 - 17h30:
April 25, 2007
Best Blogs about Biblical Studies? - Codex, by Tyler Williams

Veja também:
Top Ten Biblioblogs
Top Theology Blogs
Which biblioblogs do you read most often?

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Abril 20, 2007

Bibliografia sobre o evangelho de Judas

April DeConick, Professora de Estudos Bíblicos na Rice University, disponibiliza em The Forbidden Gospels Blog uma bibliografia comentada sobre o evangelho de Judas.

O post é Bibliography for the Gospel of Judas (in English). Vale a visita e a leitura.

Marcadores:

Bookmark and Share

Which biblioblogs do you read most often?

A new list at UnSpun by Amazon: [Obs.: lista desativada em 2008 pela Amazon.com]


Biblioblogs I Read Most Often [Obs.: lista desativada em 2008 pela Amazon.com]

Add only biblioblogs that represent an academic approach to the discipline of biblical studies, and cognate disciplines, including Hebrew Bible/Old Testament, Intertestamental/Second Temple literature, New Testament/Christian Origins, Ancient Near East, Biblical Criticisms and Hermeneutics, among other things.

How do I vote or add my own ranking?
The most effective way to vote is to switch from Community Ranking to Your Ranking - the link is just below the list title - and to order all the entries entirely as you would if it was your own personal list. Your personal ranking will automatically be incorporated in the Community Ranking as well.

How do I add information about an existing item?
Simply click on the item name and you will be taken to the item page. The item page gives you the ability to add links and comments about an item. Please enter the correct URL which will be used to access the biblioblogs you read most often. Similarly, if you have comments about a biblioblog you can go to the item page and enter your comments.

Can I add my own biblioblog to list?
The list is about the biblioblogs you read, not about the biblioblogs you create. UnSpun is a community site and any rankings you submit, new lists you create, and individual rankings that you give to any lists, will be visible to the rest of the community.

Read the FAQ before voting.

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Abril 17, 2007

Top Theology Blogs

Também os teólogos criaram uma lista de seus melhores blogs, ou Teoblogs. Chama-se

Top Theology Blogs

e o UnSpun by Amazon informa: created on Apr 15, 2007 by WTM, que é o autor de Der Evangelische Theologe.

WTM explica em seu post Top Theology Blogs on UnSpun (4/15/2007 04:27:00 PM):

I am writing to call your attention to a new social networking tool offered by our friends over at Amazon. This service is called ‘UnSpun’ and it allows you to make lists of things and then rank them. Anyone with an amazon.com account can create a list, and anyone can edit someone else’s list and submit his or her own rankings. Those items with more votes float toward the surface, and those with fewer sink toward the bottom. In any case, the real point for this post is to let you all know that I have created a Top Theology Blogs list, and I invite you all to head over and vote for your favorite theo-blogs. Be sure to add any blogs that are not yet included but deserve to be (cont.)

Conferindo às 8h30 - horário de Brasília - do dia 17 de abril de 2007, há 99 blogs na lista. Embora, pela minha experiência com o Best Blogs about Biblical Studies, possa haver inserções indevidas. O criador da lista deve recomendar sempre o preenchimento do "add a link" que fica logo abaixo do nome do blog. Isto facilita a verificação da adequação do mesmo às regras da lista.

No momento o #1 é Faith and Theology, de Benjamin Myers. Mas isto pode mudar rápido. Viu? Reveja! A lista é muito fluida, pois toda a comunidade pode votar.

Há ainda outras duas listas de Teologia: uma chama-se Top Systematic Theology e foi criada por Patrik Hagman, da Finlândia, autor do blog God in a Shrinking Universe, em 16 de abril de 2007. A outra também foi criada, no mesmo dia, por Patrik Hagman e seu nome é Best Theologians. Veja seu post Internet is for Making Lists.

Boa Sorte. Good Luck. Vielen Glück.

Marcadores:

Bookmark and Share

Tumba de Talpiot: Tabor e o recuo dos especialistas

James Tabor está analisando no post Those Backtracking Scholars o artigo que saiu em The Jerusalem Post no dia 11 de abril de 2007, assinado por Etgar Lefkovits, com o título Jesus tomb film scholars backtrack. Neste artigo se diz que seis especialistas que participaram do documentário O Sepulcro Esquecido de Jesus recuaram de suas posições.

Diz o começo do artigo do Jerusalem Post:
Several prominent scholars who were interviewed in a bitterly contested documentary that suggests that Jesus and his family members were buried in a nondescript ancient Jerusalem burial cave have now revised their conclusions.

E acrescenta:
The dramatic clarifications, compiled by epigrapher Stephen Pfann of the University of the Holy Land in Jerusalem in a paper titled "Cracks in the Foundation: How the Lost Tomb of Jesus story is losing its scholarly support," come two months after the screening of The Lost Tomb of Christ that attracted widespread public interest, despite the concomitant scholarly ridicule.

Ainda:
But now, even some of the scholars who were interviewed for and appeared in the film are questioning some of its basic claims.

James Tabor, porém, diz:
Of the thousands of stories that have appeared on the subject of the Talpiot “Jesus” tomb since February 28th this one by Lefkovits has to be ranked, from a journalistic standpoint, as one of the worst of the worst, and given the multiple contenders, this ranking is not an easy one to earn.

E continua:
Lefkovits mentions six scholars who have “backtracked” from their positions in the film – Andrey Feuerverger the statistician, Shimon Gibson, the archaeologist involved in the original excavation, Frank Cross, the renowned Harvard epigrapher, Carney Matheson who did the DNA tests, and Francois Bovon, another Harvard professor who works on Mary Magdalene traditions. Lefkovits ends his story with a naively formulated theological affirmation that seems strangely out of place in a news story: “According to the New Testament, Jesus rose from the dead on the third day after his crucifixion, and an ossuary containing Jesus’ bones – the explanations of the movie director notwithstanding – would contradict the core Christian belief that he was resurrected and then ascended into heaven.” The problem is none of these six scholars have backtraced or repudiated what they presented in the film and Lefkovits did not bother to talk to any of them.

Leia o texto completo. E se não viu o documentário ou acompanhou o debate, clique aqui e aqui.

Obs.: Se o link para o post não funcionar, vá para o blog de James Tabor e procure pelo post. Ele tem o costume de mudar a data de posts, o que faz com que o endereço também mude...

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Abril 16, 2007

Visite Biblioblogs

A página Biblioblogs do meu site Ayrton's Biblical Page está sendo remodelada. Faça-lhe uma visita. É lá que está o "UnSpun widget" que mostra como anda a votação dos melhores biblioblogs, os Best Blogs about Biblical Studies, criada no sábado passado e já na casa dos 65 blogs.

E também é lá que estou fazendo uma lista mais atualizada de biblioblogs, com título, link, nome do autor e país em que vive e trabalha - que nem sempre é o seu país de origem.

Algumas informações são um pouco mais difíceis de ser encontradas, pois há biblioblogs que pouco informam sobre sua origem, seus autores e seus propósitos - o que não é bom! Por isso nem tudo está completo.

A lista de biblioblogs ainda está na casa dos quarenta e poucos, mas em meus feeds tenho mais de uma centena de biblioblogs catalogados. Pouco a pouco irei aumentando esta aqui.

Duas coisas chamaram minha atenção, ao criar as duas votações sobre os biblioblogs neste fim de semana:
. muitos estudantes de Doutorado em Bíblia estão escrevendo biblioblogs, especialmente nos Estados Unidos e no Reino Unido
. e em blogs coletivos o mundo ficou mesmo pequeno: há participantes de variados países trabalhando em conjunto.

Um fenômeno muito promissor, criado pelas novas tecnologias de comunicação. E nós, biblistas brasileiros, quando é que vamos acordar?

Marcadores:

Bookmark and Share

Estudo sobre a blogosfera: BU e UFMG

Em Joho the Blog leio o post How do you get to blogs.

Começa assim:
From a press release about a study called Traffic Characteristics and Communication Patterns in the blogosphere by researchers at Boston University and Federal University of Minas Gerais, Brazil (cont.)

Leia Mais:
Pesquisa sobre a blogosfera brasileira

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Abril 15, 2007

The Splendor and Misery of a Biblical Poll

Quem quiser entender o que estou falando, leia, no post Amazon’s UnSpun [Obs.: blog apagado: 21.03.2008] as engraçadas observações que Jim West faz ao sistema de votação dos melhores biblioblogs que achei de inventar: Best Blogs about Biblical Studies e Top Ten Biblioblogs.

Pois há gente fazendo de tudo para aparecer. Com blogs furrecas, que parecem ser de Estudos Bíblicos - mas só parecem - pessoas tentam aparecer em primeiro lugar a qualquer custo, votando e voltando, voltando e votando... em si mesmos!

Um monte de gente muito esquisita para o meu gosto. Como diz bem Jim West: And yet, there seems to be a lot of totally depraved persons taking the poll...

>> Wie sagt Obelix: Die spinnen, die Bibliobloggers!

Marcadores:

Bookmark and Share

Top Ten Biblioblogs

Top Ten Biblioblogs [Obs.: lista desativada em 2008 pela Amazon.com]. O que é isso?

Voltei à "séria brincadeira" e criei outra lista no UnSpun by Amazon. Esta segue aquele padrão das "dez mais", ou seja: Quais são os 10 melhores Biblioblogs que você conhece?

A lista Top Ten Biblioblogs foi preenchida hoje, dia 15, com apenas 5 Blogs de Estudos Bíblicos. Deixo o restante para os colegas.

Leia com atenção a FAQ do UnSpun da Amazon.com. Coloque somente Blogs de Estudos Bíblicos!

Only Biblical Studies Blogs, please. Inappropriate entries can be eliminated!

Se a lista for preenchida com os 10 itens e o melhor Biblioblog, na sua opinião, não estiver lá, um item pode ser apagado e substituído. Se a lista ultrapassar os 10 itens, o que for colocado a mais será apagado, deletado... E mais: coloque a lista no seu biblioblog copiando e colando o script disponível na página.

Algumas observações sobre a lista Best Blogs about Biblical Studies, que criei ontem:
>> a lista já está com mais de 50 Biblioblogs, dos quais apenas 36, até agora, foram colocados por mim
>> o sistema proposto pela Amazon.com está funcionando, ou quase: há pequenos abusos ou erros dos usuários e acredito que seja porque há pessoas que não têm paciência para ler as instruções, as FAQ, principalmente
>> pessoas distraídas ou entusiasmadas têm tentado colocar endereços de Bíblias onde são admitidos apenas "Estudos Bíblicos"
>> mais freqüente é o caso de pessoas que esquecem a diferença entre "Biblioblogs" e "Theoblogs", ou entre Blogs de Estudos Bíblicos e Blogs de Teologia: esta não é uma lista de Theology Blogs, mas de Biblioblogs
>> por favor, não coloque o endereço do Biblioblog na caixa de busca, mas o nome correto do blog. O programa encontra o endereço imediatamente. Então, sim: clique em "add a link" e acrescente o endereço

>> e quem diz que se deve votar no próprio Biblioblog? O interesse não é partilhar o trabalho com os colegas? Não vejo isto como uma competição, mas uma possibilidade de correta classificação, um jogo de equipe, honesto e transparente, e uma oportunidade a mais para se conhecer melhor o mundo dos Biblioblogs!
>> por último, não convém festejar muito uma boa posição no ranking, pois o negócio tem exatamente o nome de UnSpun: a posição de seu Biblioblog nunca é fixa. É uma verdadeira "dança das cadeiras". Quem está no alto, torça para não cair. Pois, quanto mais alto, maior o tombo, já diz o ditado!

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Abril 14, 2007

Best Blogs about Biblical Studies

Vi em Better Bibles Blog, assinado por Peter Kirk, o post Amazon.com UnSpun Best English Bible Translation. E criei o começo do que pode ser uma lista dos melhores biblioblogs com o nome de

Best Blogs about Biblical Studies

A lista pode ser acessada através do link acima ou em Biblioblogs [Obs.: lista desativada em 2008 pela Amazon.com].

Evitei o nome "biblioblogs" - com certo desgosto, pois o uso e acho apropriado - porque pode ser confundido com os blogs sobre bibliotecas e biblioteconomia.

Veja mais sobre o UnSpun by Amazon.com na página principal, na FAQ e no Better Bibles Blog. E observe o comentário de Peter Kirk sobre as mudanças (arbitrárias demais, segundo ele) feitas àquela enquete: "Of course the fact that anyone can make such changes (despite what is claimed in the FAQ) shows that this is not a very good polling mechanism".

Bom, vamos ver se neste aqui há seriedade. Coloquei só o começo do que penso ser os melhores biblioblogs. Deixo aos colegas biblioblogueiros a tarefa de aumentar a lista e, é claro, votar.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Abril 12, 2007

Tyndale Tech: janeiro de 2007

Clique aqui e veja o que é o Tyndale Tech.

Você está interessado em fazer buscas acadêmicas na web?

Então veja: Searching for academic research on the web

Para e-mails anteriores, clique aqui.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Abril 11, 2007

Em busca de Talpiot

No blog Le Pharisien Libéré, em francês, leia o post Résumés des articles sur Talpiot, onde são indicados alguns biblioblogs com textos sobre o tema da Tumba de Talpiot.

Acrescentaria, além dos citados Pharisien Libéré, Dr. Jim West e Dr. James Tabor, também o conceituado Dr. Mark Goodacre. Sem dúvida.

Mas, o que chamou minha atenção foi: "Le résultat de la recherche sur le blogue du Dr Airton José da Silva Talpiot. C’est en portugais (facile pour ceux qui ont pratiqué l’espagnol du 17ème siècle)"...

Nunca havia pensado nisso: então o português é fácil para quem conhece o espanhol do século XVII? Credo!

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Abril 09, 2007

Tabor contesta enunciados sobre a Tumba de Talpiot

James Tabor está respondendo a 20 enunciados recentes sobre a Tumba de Talpiot, pois os considera pura ficção. Até agora, dia 9, às 20h25, horário de Brasília, 5 respostas podem ser lidas em seu blog The Jesus Dinasty. Porém a lista com as “'top twenty fictions' related to the discussion of the Talpiot tomb" já está publicada. Dê uma olhada em The Talpiot Tomb: Separating Truth from Fiction.

James Tabor explica suas razões:
"The passions and emotions on this topic have been high, and correct and reliable information has been hard to come by. In this post I want to attempt to sort through a list of the “fictions” regarding the Tomb, its discovery, and its investigation, focusing on things that have been reported or written over the past month that are, to my knowledge, in error".

Obs.:Se o link permanente acima não funcionar - Tabor já o mudou uma vez pelo menos - clique aqui e procure por aquele post.

Marcadores:

Bookmark and Share

Historia de Israel: a preferida dos visitantes

A Ayrton's Biblical Page foi criada no dia 10 de novembro de 1999. No dia 10 de novembro de 2006 coloquei na página inicial, para votação, a seguinte pergunta:

Ao completar 7 anos, esta página gostaria de saber qual de suas seções tem sido mais proveitosa para você:

  • Artigos
  • Biblioblog Observatório Bíblico
  • Bibliografia Bíblica
  • Faqs
  • Grego Bíblico
  • Hebraico Bíblico
  • História de Israel
  • Links comentados
  • Resenhas
  • Nenhuma seção
Após cinco meses, eis o resultado da votação:
1. História de Israel: 28%

2. Artigos: 24%
3. Hebraico Bíblico: 13%
4. Grego Bíblico: 11%
5. Bibliografia Bíblica: 8%
6. Links comentados: 6%
7. Biblioblog Observatório Bíblico: 5%
8. Resenhas: 4%
9. Faqs: 2%
10. Nenhuma seção: 0%

Obs.: Há nova votação na página. Faça sua visita e vote agora! É sobre... Manifeste sua opinião!

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Abril 08, 2007

Nazare existia quando Jesus nasceu?

Pois é: existe um debate em andamento sobre isso na lista ANE-2. E que já conta com dezenas de mensagens.

Hoje, em um post meu de 6 de abril de 2006, um anônimo visitante deixou um comentário sustentando não existir ainda Nazaré quando Jesus nasceu. Claro, recomendei a este visitante a discussão da lista ANE-2, que pode ser acompanhada a partir da mensagem Nazareth, com data de 15 de março de 2007. E que prossegue até hoje.

Confesso que li muito pouco sobre o assunto, mas pude perceber que a tese da não-existência de Nazaré na época do nascimento de Jesus não se sustenta, apesar de ter seus defensores.

Considero, porém, que esta pode ser uma boa oportunidade para se ver como especialistas usam argumentos literários e arqueológicos em uma discussão desta natureza. E também para se inteirar da bibliografia existente na área.

E o óbvio: a discussão foi deflagrada pela "descoberta" da Tumba de Talpiot!

Marcadores:

Bookmark and Share

Livros online no OI da Universidade de Chicago

Chuck Jones colocou hoje na lista ANE-2 este alerta sobre livros online, gratuitos, no site do Instituto Oriental da Universidade de Chicago. Alguns arquivos são grandes e, além do mais, os temas são bastante especializados:

Reiner, Erica [Editor-In-Charge]. The Assyrian Dictionary of the Oriental Institute of the University of Chicago, Volume T.
http://oi.uchicago.edu/pdf/cad_t.pdf

Reiner, Erica [Editor-In-Charge]. The Assyrian Dictionary of the Oriental Institute of the University of Chicago, Volume Tet.
http://oi.uchicago.edu/pdf/cad_tet.pdf

Holland, Thomas A. Excavations at Tell es-Sweyhat, Syria, Volume 2: Archaeology of the Bronze Age, Hellenistic, and Roman Remains at an Ancient Town on the Euphrates River.
http://oi.uchicago.edu/pdf/oip125.pdf
http://oi.uchicago.edu/pdf/oip125_plates.pdf
http://oi.uchicago.edu/pdf/oip125_pocketplan_1.pdf
http://oi.uchicago.edu/pdf/oip125_pocketplan_2.pdf
http://oi.uchicago.edu/pdf/oip125_pocketplan_3.pdf


Atualizando: 09.04.2007 - 10h00

Graças ainda a Chuck Jones na lista ANE-2, somos informados de que muitas outras obras do Instituto Oriental estão disponíveis online. É como diz a página:
Starting in 2005, the Oriental Institute is committed to digitizing all of its publications and making them available online, without charge. The minimum for each volume, old and new, current and forthcoming, will be a Portable Document Format (PDF) version following current resolution standards. New publications will appear online at or near the same time they appear in print. Older publications will be processed as time and funding permits.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sábado, Abril 07, 2007

Livro de Finkelstein e Silberman em paperback

O livro de Israel FINKELSTEIN e Neil Asher SILBERMAN, David and Solomon: In Search of the Bible's Sacred Kings and the Roots of the Western Tradition, de 2006, foi publicado agora, em abril de 2007, também em formato "Trade Paperback" (ISBN 978-0-7432-4363-6). E está para sair como e-book.

O formato Paperback - o nosso "brochura" - fez o preço cair pela metade e o e-book, texto digital ou eletrônico, sai por 1/3 do original em Hardcover (capa dura). Confira, na editora Free Press, aqui e aqui.

Como já assinalei antes, a obra foi traduzida para o francês. Pois hoje descobri que existe também em hebraico, publicada pela editora da Universidade de Tel Aviv.

Em francês: FINKELSTEIN, I; SILBERMAN, N. A. Les rois sacrés de la Bible: à la recherche de David et Salomon. Paris: Bayard, 2006, 336 p. ISBN 2227472243

Em hebraico: FINKELSTEIN, I; SILBERMAN, N. A. David u-Shelomoh: ben metsi'ut historit le-mitos. Tel Aviv: Universitat Tel Aviv, 2006, 328 p. ISBN 965-7241-21-9.

Marcadores:

Bookmark and Share

Um bom livro sobre o Jesus Historico

A editora norte-americana Paulist Press publica uma coleção sobre temas bíblicos chamada What Are They Saying About ou WATSA. Ou seja: O que eles estão dizendo sobre...?

Falam os entendidos que os livros desta coleção são muito bons para dar ao leitor um panorama da pesquisa em determinados assuntos.

Pois um muito recomendado, e que acaba de sair, é "O que eles estão dizendo sobre o Jesus Histórico?", de David B. Gowler, Professor of Religion at Oxford College of Emory University in Oxford, Georgia:

GOWLER, D. B. What Are They Saying About the Historical Jesus? Mahwah, NJ: Paulist Press, 2007, 190 p. ISBN 978-0809144457

Leia a avaliação que dele faz Loren Rosson III, em seu biblioblog The Busybody.


O conteúdo do livro é o seguinte:
Preface
1. The Modern Quest for the Historical Jesus
2. The Continuing Quest for the Historical Jesus
3. The Jesus Seminar and Its Critics
4. The Eschatological Prophet and the Restoration of Israel
5. The Mediterranean Jewish Peasant and the Brokerless Kingdom
6. The Elijah-like Eschatological Prophet
7. The Eschatological Prophet of Social Change
Conclusion
Notes
For Further Reading

A descrição do livro na página da editora diz o seguinte:
David B. Gowler's book introduces, as succinctly as possible, the current scholarly thinking about Jesus of Nazareth. This book summarizes, analyzes, and critiques current influential portraits of Jesus. It answers questions such as: What type of Jew was Jesus? How much of a role, if any, did apocalyptic/ eschatological elements play in the teaching of Jesus? How can we best integrate Jesus’ words and deeds to reconstruct a more complete portrait? It concludes that any portrait of the historical Jesus must come to terms with Jesus as both an apocalyptic prophet and a prophet of social and economic justice for an oppressed people. It seeks to go beyond today’s “domesticated Jesus” and to rediscover the Jesus of Nazareth who was a prophet of an oppressed people, who lived his life as a poor peasant artisan suffering under Roman and Herodian oppression in first-century Galilee, and who proclaimed and inaugurated the kingdom of God.


Do mesmo autor, outro livro muito recomendado é:
GOWLER, D. B. What Are They Saying About the Parables? Mahwah, NJ: Paulist Press, 2000, 160 p. ISBN 0-8091-3962-6

O sumário:
1. Historical-Critical Approaches to the Parables
2. The Emergence of Literary Approaches to the Parables
3. Fully Developed Literary Approaches to the Parables
4. The Parables and Their Jewish Contexts
5. The Parables and Their Hellenistic Contexts
6. The Parables and Their Social Contexts
7. From Simile and Metaphor to Symbol and Emblematic Language


Dois outros livros desta coleção chamaram minha atenção, embora ainda não os conheça:

LEWIS, S. What Are They Saying About New Testament Apocalyptic? Mahwah, NJ: Paulist Press, 2004, 128 p. ISBN 0-8091-4228-7
MCDERMOTT, J. J. What Are They Saying About the Formation of Israel? Mahwah, NJ: Paulist Press, 1999, 128 p. ISBN 0-8091-3838-7 (este, porém, não vai dar conta das pesquisas dos últimos 10 anos...)

Marcadores:

Bookmark and Share

A Tumba da Familia de Jesus: o livro

O blá-blá-blá sobre O Sepulcro Esquecido de Jesus não pára...

O livro de Simcha JACOBOVICI e Charles PELLEGRINO, The Jesus Family Tomb: The Discovery, the Investigation, and the Evidence That Could Change History. New York: HarperSanFrancisco, 2007, 240 p. ISBN 978-0061192029 está à venda.

E é avaliado por especialistas. Sendo, em muitos casos, fortemente criticado.

Como nesta resenha feita por Stephen Goranson, da Duke University, Durham, NC, USA, que Mark Goodacre publica hoje em seu NT Gateway Weblog:

Stephen Goranson on the Jesus Family Tomb

Já que está na área, aproveite e visite o blog SimchaJ.ca.

Marcadores:

Bookmark and Share

Sexta-feira, Abril 06, 2007

Com qual Padre da Igreja eu me identifico mais?







Você é São Jerônimo!

You’re a passionate Christian, fiercely devoted to Jesus Christ and his Church. You are willing to labor long hours in the Lord’s vineyard, and you have little patience with those who are less willing or able to work as you do. Your passions often carry you into temptation zones of wrath, lust, and pride.

Find out which Church Father you are at The Way of the Fathers!


Mais uma daquelas brincadeiras... Respondo a algumas perguntas e o programa me compara a um Padre da Igreja, ou, para quem preferir, a um dos Pais da Igreja. São Jerônimo? Que honra!

Procure aí pelos biblioblogs: vários biblistas entraram na brincadeira. Há, entre nós, Tertuliano, Orígenes e tantos outros... Jim West é Tertuliano, Kevin P. Edgecomb é Melito de Sardis, Brandon Wason é Justino Mártir, Michael L. Westmoreland-White é São Jerônimo...

Para saber mais sobre São Jerônimo, em português, leia, por exemplo:

São Jerônimo, padroeiro dos estudos bíblicos

Marcadores:

Bookmark and Share

Resenhas na REB

A REB - Revista Eclesiástica Brasileira - vem colocando online, a partir de 2000, uma amostra de suas resenhas ou "apreciações" de livros, como ela os chama. O que é uma boa notícia. Selecionei os livros da área de estudos bíblicos, que não são maioria, já que a prioridade de uma revista de teologia, como a REB, são as obras teológicas.

As resenhas são citadas aqui por data de publicação, da mais antiga à mais recente.

Frank J. Matera
Ética do Novo Testamento: os legados de Jesus e de Paulo. Tradução do original inglês de 1996 por João Rezende Costa. São Paulo: Paulus, 1999, 379 p. ISBN 85-349-1453-2
Resenhado por Valdir Marques na REB 61, n. 242, junho de 2001.

Klaus Berger
Hermenêutica do Novo Testamento. Tradução do original alemão de 1988 por Nélio Schneider. São Leopoldo: Sinodal, 1999, 392 p. ISBN 85-233-0584-X.
Resenhado por Valdir Marques na REB 61, n. 243, setembro de 2001.

Richard A. Horsley
Arqueologia, História e Sociedade na Galiléia: o contexto social de Jesus e dos Rabis. Tradução do original inglês de 1996 por Euclides Luiz Calloni. São Paulo: Paulus, 2000, 196 p. ISBN 85-349-1567-9.
Resenhado por Sérgio Ricardo Coutinho na REB 61, n. 244, dezembro de 2001.

Sandro Gallazzi; Ana Maria Rizzante
Judite, a mão da mulher na história do povo. Petrópolis/São Leopoldo: Vozes/Sinodal, 2001, 143 p.
Resenhado por Ney Brasil Pereira na REB 62, n. 246. abril de 2002.

Richard A. Horsley; Neil Asher Silberman
A Mensagem e o Reino: como Jesus e Paulo deram início a uma revolução e transformaram o Mundo Antigo.Tradução do original inglês de 1997 por Bárbara Theoto Lambert. São Paulo: Loyola, 2000, 287 p. ISBN 85-15-02102-1.
Resenhado por William César de Andrade na REB 62, n. 246, abril de 2002.

João Luiz Correia Júnior
O Poder de Deus em Jesus: um estudo de duas narrativas de milagres em Mc 5,21-43. São Paulo: Paulinas, 2000, 204 p.
Resenhado por Tereza Maria Cavalcanti na REB 62, n. 247, julho de 2002.

Hall A. Christopher
Lendo as Escrituras com os Pais da Igreja. Tradução do original inglês de 1998 por Rubens Castilho. Viçosa: Ultimato, 2000, 207 p.
Resenhado por Ney Brasil Pereira na REB 62, n. 247, julho de 2002.

Luiz Sayão (ed.)
Antigo Testamento Poliglota. São Paulo: Vida Nova, 2003, 1952 p.
Resenhado por Ney Brasil Pereira na REB 64, n. 253, janeiro de 2004.

Bíblia de Jerusalém, nova edição, 2ª impressão. São Paulo: Paulus, 2003, 2206 p.
Resenhado por Ney Brasil Pereira na REB 65, n. 257, janeiro de 2005.

Jacir de Freitas Faria
O outro Pedro e a outra Madalena segundo os apócrifos: uma leitura de gênero. Petrópolis: Vozes, 2004, 190 p.
Resenhado por Jorge Pixley na REB 65, n. 257, janeiro de 2005.

Xavier Léon-Dufour
Agir segundo o Evangelho: Palavra de Deus. Tradução do original francês. Petrópolis: Vozes, 2003, 167 p.
Resenhado porJosé Benedito de Campos na REB 65, n. 258, abril de 2005.

João E. M. Terra
A questão da Palestina. São Paulo: Loyola, 2003, 180 p.
Resenhado por Ney Brasil Pereira na REB 65, n. 258, abril de 2005.

Israel Shahak
História Judaica, Religião Judaica. Tradução do original inglês de 1997. Lisboa: Hugin, 1997, 143 p.
Resenhado por Ney Brasil Pereira na REB 65, n. 258, abril de 2005.

James Douglas Grant Dunn
A Teologia do apóstolo Paulo. Tradução do original inglês de 1998 por Edwino Royer. São Paulo: Paulus, 2003, 907 p. ISBN 853491872-4.
Resenhado por Valdir Marques na REB 65, n. 259, julho de 2005.

Carlos Mesters; Francisco Orofino
Apocalipse de São João: a teimosia da fé dos pequenos. Petrópolis: Vozes, 2003, 388 p. ISBN 853262805-2.
Resenhado por João Luiz Correia Júnior na REB 65, n. 259, julho de 2005.

Jacir de Freitas Faria
As origens apócrifas do cristianismo: comentário aos evangelhos de Maria Madalena e Tomé. São Paulo: Paulinas, 2003, 175 p.
Resenhado por Hubert Lepargneur na REB 65, n. 259, julho de 2005.

Richard A. Horsley (org.)
Paulo e o Império: religião e poder na sociedade imperial romana. Tradução do original inglês de 1997 por Adail Ubirajara Sobral. São Paulo: Paulus, 2004, 248 p. ISBN 85-349-2232-2.
Resenhado por João Batista Libânio na REB 66, n. 261, janeiro de 2006.

Bíblia Sagrada. Nova tradução na Linguagem de Hoje. São Paulo: Paulinas, 2005, 1472 p.
Resenhado por Ney Brasil Pereira na REB 66, n. 263, julho de 2006.

Miguel Álvarez Barredo
La iniciativa de Dios. Estudio literario y teológico de Jueces 9-21. Murcia: Editorial Espigas, 2004, 590 p. ISBN 84-86042-61-5.
Resenhado por Ludovico Garmus na REB 66, n. 263, julho de 2006.

Ekkehard W. Stegemann; Wolfgang Stegemann
História social do protocristianismo: os primórdios no judaísmo e as comunidades de Cristo no mundo mediterrâneo. Tradução do original alemão de 1997 por Nélio Schneider. São Leopoldo/São Paulo: Sinodal/Paulus, 2004, 596 p. ISBN 85-233-0766-4
Resenhado por Johan Konings na REB 66, n. 263, julho de 2006.

Bíblia Sagrada. 3. ed. revisada, com Introduções e Notas. Tradução da CNBB. Brasília: CNBB, 2006, 14 + 1490 p. ISBN 85-7677-011-3.
Resenhado por Ney Brasil Pereira na REB 66, n. 264, outubro de 2006.

Geza Vermes
As várias Faces de Jesus. Tradução do original inglês de 2001. Rio de Janeiro: Record, 2006, 361 p. ISBN 85-01-07038-6.
Resenhado por Eduardo Hoornaert na REB 67, n. 265, janeiro de 2007.

Marcadores:

Bookmark and Share

Quinta-feira, Abril 05, 2007

Jesus bebe Coca-Cola e surge mais uma polêmica

Estas duas "marcas", Jesus e Coca-Cola, com alto valor de mercado no mundo atual, estão no epicentro de mais uma polêmica às vésperas da Páscoa... No filme 7 km da Gerusalemme, que seria lançado na Itália amanhã, dia 6 de abril de 2007, Jesus toma uma latinha de Coca-Cola e a coisa se complica... Leia:

Coca-Cola protesta contra filme em que Jesus bebe refrigerante
Um filme sobre Jesus ambientado nos dias de hoje, e que deveria ser lançado durante a Páscoa na Itália, despertou a fúria da gigante do setor de bebidas Coca-Cola. A companhia deu início a um processo contra os produtores do longa "7 km da Gerusalemme" (A Sete Quilômetros de Jerusalém, em tradução livre) devido a uma cena em que Jesus aparece bebendo uma lata do refrigerante. Os produtores tiveram que adiar o lançamento do filme até que a disputa legal seja resolvida. O longa conta a história de um executivo do setor de publicidade em meio a uma crise existencial. Durante a jornada do publicitário a Jerusalém, ele encontra um homem que usa uma túnica e sandálias e afirma ser Jesus. Este homem parece ter todas as respostas certas para os dilemas morais do publicitário. Durante a jornada no filme, há uma cena polêmica: Jesus entra em um carro e abre uma lata de Coca-Cola. Enquanto saboreia o refrigerante, o publicitário afirma: "Deus, que propaganda" (cont.). Fonte: Christian Fraser - BBC Brasil: 04/04/2007 - 17h04.

Polemiche a "7 km da Gerusalemme"
Tratto dal best seller di Pino Farinotti, il film 7 km da Gerusalemme racconta la storia di Alessandro un pubblicitario di 43 anni in profonda crisi. Ha appena perso il lavoro e la moglie lo ha abbandonato portandosi via sua figlia, e tutte le loro risorse. Un giorno, forse in un sogno o in una visione, si ritrova a camminare sulla strada che da Gerusalemme va verso il mare. A 7 km dalla città viene avvicinato da un uomo con indosso dei sandali e una tunica, che afferma di essere Gesù. Inizia così un viaggio che porterà i due a conoscersi e confrontarsi: Alessandro mette più volte alla prova l'uomo che afferma di essere il Messia, chiedendogli di compiere azioni miracolose o di rispondere agli interrogativi esistenziali che si pone da sempre. Alla fine di questo cammino insieme Alessandro sarà in grado di raddrizzare la sua vita? Diretto da Claudio Malaponti con Luca Ward, Alessandro Haber, Rosalinda Celentano e Eleonora Brigliadori e distribuito da Mediafilm dal 6 aprile, 7 km da Gerusalemme punta a smuovere le coscienze attraverso la figura di Gesù, incarnazione della speranza e della voglia di rimettersi in gioco presente in ogni essere umano. Una pellicola dalle tematiche importanti che prima ancora di uscire nelle sale sta già affrontando diverse beghe. Prima fra tutte la questione distributiva: nonostante abbia appena vinto il Busto Arsizio Film Festival, il film si è visto diminuire il numero delle copie da 150 a 50. Secondo uno dei produttori di Artika Film Production, che insieme a Rai Cinema ha realizzato l'opera con il contributo del MiBAC, "il film aveva anche incontrato il favore di molti, a partire da esponenti del Vaticano, poi il clima è cambiato". Come se non bastasse la Coca Cola Italia è sul piede di guerra e minaccia una dispendiosissima azione legale se dal film non verrà tagliata la scena in cui Alessandro offre a Gesù una lattina di Coca Cola e guardandolo bere esclama: "Dio che testimonial". Gli avvocati della multinazionale hanno già inviato alla produzione una lettera imponendo di eliminare la sequenza perché "la compagnia non può accettare che l'immagine di Gesù venga sfruttata per la pubblicità di una bevanda". Ma risolvere la questione è meno facile del previsto: 7 km da Gerusalemme è atteso nei cinema per questo fine settimana e tagliare un'intera scena richiederebbe un nuovo montaggio della pellicola con un conseguente slittamento dell'uscita. Produttori e regista sarebbero già riuniti insieme ai loro legali per capire cosa fare e soprattutto come evitare una causa legale internazionale (cont.) Fonte: di Valentina Neri - Cinecittà News: 2/4/2007.

I produttori Graziano Prota e Angelo Sconda informano che il film “7 Km da Gerusalemme” non uscirà come previsto il 6 aprile per il caso Gesù-Coca Cola. Sono in corso chiarimenti legali per verificare se esiste la possibilità di un cambio di posizione da parte della multinazionale che ha chiesto di eliminare la scena in cui Gesù beve la nota bibita. In ogni caso se non si dovesse raggiungere un accordo la scena sarà corretta in post-produzione. “Questo rimontaggio prevede un tempo tecnico di circa venti giorni e si auspica di riuscire ad essere nelle sale entro la fine del mese di aprile” – afferma il regista Claudio Malaponti.

Ho visto Gesù. E beveva una cocacola (The Director's Cup: 02 Aprile 2007 16:50)

Marcadores:

Bookmark and Share

Quarta-feira, Abril 04, 2007

Resenhas no JHS: Volume 7 - 2007

As seguintes obras foram recentemente resenhadas pelo Journal of Hebrew Scriptures:

Athas, George, The Tel Dan Inscription: A Reappraisal and a New Interpretation. New York: T. & T. Clark, 2005.

Bienkowski, Piotr; Christopher Mee; Elizabeth Slater (eds.), Writing and Ancient Near East Society: Papers in Honor of Alan R. Millard. New York/London: T & T Clark International, 2005.

Campbell, Antony F.; Mark A. O’Brien, Rethinking the Pentateuch: Prolegomena to the Theology of Ancient Israel. Louisville: Westminster John Knox Press, 2005.

Douglas, Mary, Jacob’s Tears: The Priestly Work of Reconciliation. Oxford/New York: Oxford University Press, 2005.

Lipschits Oded; Manfred Oeming (eds.), Judah and the Judeans in the Persian Period. Winona Lake: Eisenbrauns, 2006.

Scurlock, JoAnn, Magico-Medical Means of Treating Ghost-Induced Illnesses in Ancient Mesopotamia. Leiden: Brill/Styx, 2006.

Scurlock, JoAnn; Burton Andersen, Diagnoses in Assyrian and Babylonian Medicine: Ancient Sources, Translations, and Modern Medical Analyses. Urbana and Chicago: University of Illinois Press, 2005.

Marcadores:

Bookmark and Share

Resenhas na RBL - 03.04.2007

As seguintes resenhas foram recentemente publicadas pela Review of Biblical Literature:

Bob Becking
Between Fear and Freedom: Essays on the Interpretation of Jeremiah 30-31
Reviewed by Donald C. Raney II

Stephen S. Carver
The UnGospel: The Life and Teachings of the Historical Jesus
Reviewed by Pieter J. J. Botha

Joan E. Cook
Hear O Heavens and Listen O Earth: An Introduction to the Prophets
Reviewed by Hallvard Hagelia

Philippe Hugo
Les deux visages d'Élie: Texte massorétique et Septante dans l'histoire la plus ancienne du texte de 1 Rois 17-18
Reviewed by Graeme Auld

Joseph Jensen
Ethical Dimensions of the Prophets
Reviewed by J. Gordon McConville

Hilmar Klinkott
Der Satrap: Ein achaimenidischer Amtsträger und seine Handlungsspielräume
Reviewed by Jacob L. Wright

Margaret M. Mitchell and Frances M. Young, eds.
The Cambridge History of Christianity, Volume 1: Origins to Constantine
Reviewed by Everett Ferguson

Henrik Pfeiffer
Jahwes Kommen von Süden: Jdc 5; Hab 3; Dtn 33 und Ps 68 in ihrem literatur- und theologiegeschichtlichen Umfeld
Reviewed by Stefan Beyerle

Eva Schönemann
Bund und Tora: Kategorien einer im christlich-jüdischen Dialog verantworteten Christologie
Reviewed by Judith Lieu

Isac Leo Seeligmann
Gesammelte Studien zur Hebräischen Bibel
Editor(s): Erhard Blum
Reviewed by Martin Rösel

Manuel Vogel
Commentatio mortis: 2Kor 5,1-10 auf dem Hintergrund antiker ars moriendi
Reviewed by Tobias Nicklas

James Ware
The Mission of the Church in Paul's Letter to the Philippians in the Context of Ancient Judaism
Reviewed by Torrey Seland

Mark W. Waterman
The Empty Tomb Tradition of Mark: Text, History, and Theological Struggles
Reviewed by Michael R. Licona

Ben Witherington III
1 and 2 Thessalonians: A Socio-Rhetorical Commentary
Reviewed by Mark R. Fairchild
Reviewed by Craig L. Blomberg

Marcadores:

Bookmark and Share

Critical Edition of the Gospel of John

Uma edição crítica do Evangelho de João está sendo preparada por um grupo de respeito. Boa notícia para os especialistas em João.

The Gospel according to John: Editio Critica Maior . O que leio?

The International Greek New Testament Project is currently preparing a critical edition of the Gospel according to John as a collaborative effort between the Institute for Textual Scholarship and Electronic Edition (University of Birmingham), the Institut für Neutestamentliche Textforschung (University of Münster), the Theological Faculty of the University of Salzburg (Department of Coptology) and Dr P.J. Williams (University of Aberdeen). The end result will include a print publication in the series of the Editio Critica Maior and electronic editions of the Greek, Coptic, Syriac and Old Latin traditions of the Gospel which will be hosted on this site. A bibliography giving details of the IGNTP, its history, publications and procedures is available at the IGNTP website. It is hoped to link electronic editions of the Greek Majuscule manuscripts of John and the Old Latin manuscripts of John to this site in Autumn 2007.

Em The International Greek New Testament Project, site do IGNTP, leio:
Editions of John in different languages are being produced at the following institutions:
  • Greek: Institute for Textual Scholarship and Electronic Editing (ITSEE), University of Birmingham, under the direction of Professor D.C. Parker.
  • Latin: Institute for Textual Scholarship and Electronic Editing (ITSEE), University of Birmingham, under the direction of Dr P.H. Burton.
  • Coptic: Faculty of Theology, Department of Coptology (Forschungsabteilung Koptologie und Ägyptenkunde), University of Salzburg, under the direction of Professor Karlheinz Schüssler.
  • Syriac: Old Syriac - Dr P.J. Williams, (University of Aberdeen).
  • Syriac: Peshitta and Harclean version - Dr Andreas Juckel, (INTF), Münster.

Leia Mais:
IGNTP progress (P. J. Williams: Evangelical Textual Criticism)
IGNTP website (P J Williams : Evangelical Textual Criticism)

Marcadores:

Bookmark and Share

Como construir uma piramide

Circula na web, entre egiptólogos e curiosos, uma persistente discussão sobre "novas teorias" acerca da construção das pirâmides egípcias, mais especificamente, sobre como teria sido construída a Grande Pirâmide de Quéops.

Segundo alguns especialistas, estas teorias não são assim tão novas, mas esta pode ser uma boa oportunidade para se ler um pouco sobre o assunto.

No blog Egyptology News, Andie recomenda, no post Bob Brier on pyramid construction, o artigo do egiptólogo Bob Brier, How to Build a Pyramid, no site da revista Archaeology, publicação de respeito da AIA. Segundo Andie esta é a melhor síntese que ela conhece sobre novas e velhas teorias acerca das possibilidades de construção de pirâmides.

Quem não acompanhou a discussão, leia primeiro, por favor, a notícia abaixo, da BBC. Depois, faça uma visita à minha "História de Israel" e veja como a tecnologia nos ajuda a ver as pirâmides egipcias sob vários ângulos.

Francês diz ter 'chave do segredo de pirâmide' do Egito
O arquiteto francês Jean-Pierre Houdin afirmou ter encontrado a chave para desvendar os mistérios da construção da pirâmide de Quéops, a maior das pirâmides do Egito. Houdin diz que a construção de 4,5 mil anos, nos arredores do Cairo, foi executada com o auxílio de uma rampa interna para elevar os enormes blocos de pedra até os seus lugares. As outras teorias afirmam que os 3 milhões de pedras – cada uma com 2,5 toneladas – foram empurradas até os locais em que se encontram por cima de rampas externas (cont.) - Fonte: BBC Brasil: 31 de março, 2007.

Leia Mais:
História de Israel > Geografia > Egito
More about new theories of pyramid construction (Andie, em Egyptology News)

Marcadores:

Bookmark and Share

Terça-feira, Abril 03, 2007

IPCC

IPCC: Intergovernmental Panel on Climate Change. Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas.

Guarde esta sigla e este nome. Todos nós vamos precisar.

Ao clicar em um dos itens do menu à esquerda da página, abre-se a possibilidade da escolha de outras línguas em "Language portals" para o acesso dos dados do site do IPCC. Escolha a de sua preferência.

E visite o Centro de Distribuição de Dados (DDC) do Painel Intergovernamental em Mudança do Clima (IPCC). Que está também em português.

Lembre-se: "Pobreza crescente, falta de água potável, derretimento de geleiras e o desaparecimento de uma série de espécies até meados deste século são parte da descrição de uma paisagem negativa apresentada por um pré-relatório do Painel Intergovernamental... Os continentes mais afetados serão África e Ásia, mas nos países latino-americanos calcula-se que entre 100 e 400 milhões de pessoas podem ter problemas de acesso à água potável no ano 2080. Nas piores hipóteses, dezenas de milhões de pessoas podem sofrer de fome. O aquecimento já está derretendo as geleiras dos Andes e ameaça a floresta amazônica, cujo perímetro pode se transformar aos poucos em uma savana. O aumento do nível do mar provocará graves problemas nas regiões pantanosas e com deltas, especialmente no Brasil, Equador e Colômbia..." É o que se lê em ONU prepara novo relatório...

Leia Mais:
Brasileiros são os mais preocupados com o aquecimento global
ONU prepara novo relatório sobre efeitos do aquecimento global


Atualizando: 06.04.2007 11h10
Aquecimento global pode provocar extinção de 30% das espécies, diz painel
De acordo com relatório do Painel Intergovernamental de Mudança Climática (IPCC, na siga em inglês - considerado a maior liderança mundial em mudança climática), até 30% das espécies do planeta enfrentam um risco crescente de desaparecerem se a temperatura global aumentar 2ºC acima da média dos anos 1980 e 1990. Para este século, a previsão do relatório é que as temperaturas aumentarão entre 1,8ºC e 4ºC. Áreas que atualmente sofrem com a falta de chuvas se tornarão ainda mais secas, aumentando o risco de fome e doenças no mundo, diz o relatório. O mundo enfrentará também ameaças crescentes de enchentes, tempestades e erosão. "É uma pequena visão de um futuro apocalíptico", afirmou o grupo ambientalista Greenpeace sobre o relatório final (cont.) Fonte: Folha Online: 06/04/2007 - 09h43

Marcadores:

Bookmark and Share

Segunda-feira, Abril 02, 2007

Carta de Dom Mauro Morelli ao Rabino Sobel

Carta de Dom Morelli ao Rabino Sobel
Querido Rabino Sobel, estou a teu lado, solidário em teu sofrimento. De ti não me envergonho! Sempre senti orgulho de ti. Ao lado de Dom Paulo, teu corajoso testemunho nos anos de trevas não deve ser esquecido e tua imagem resguardada. Seja qual for a explicação que se queira prestar ao triste episódio, tu que foste tão misericordioso em teu ministério receba misericórdia, não humilhação. Oxalá que todos descubram que o Deus de Abraão, de Isaac e de Jacob, de Moisés e dos Profetas tem entranhas de misericórdia. Meu caro amigo, Shalom! Paz e Bem. Estou contigo nesta hora de contradição (cont.). Fonte: CNBB: 02/04/2007.


Com alterações de comportamento, Sobel permanece internado em SP
O rabino Henry Sobel permanece internado no Hospital Albert Einstein, na zona sul de São Paulo, sem previsão de alta. Ele chegou ao hospital na madrugada da última sexta (30), apresentando "episódio de transtorno de humor, representado por descontrole emocional e alterações de comportamento", de acordo com boletim médico. A internação ocorreu um dia depois de a prisão de Sobel nos Estados Unidos ser divulgada no Brasil. Ele foi detido no último dia 23 sob acusação de ter furtado quatro gravatas de lojas de grifes luxuosas em Palm Beach, na Flórida. No sábado (31), o rabino afirmou, ainda no hospital, que "o Henry Sobel que cometeu aquele ato não é o Henry Sobel que vocês conhecem". "É muito difícil para mim explicar o inexplicável", disse. Ele também disse que havia tomado medicamentos sem recomendação médica e pediu desculpas pelos "transtornos" que causou (cont.). Fonte: Folha Online: 01/04/2007 - 18h11


Leia Mais:
Henry Sobel é detido nos EUA, diz polícia (G1: 29/03/2007 - 17h17)
Rabino Henry Sobel é detido nos EUA suspeito de furtar gravatas (Folha Online: 29/03/2007 - 17h40)
Henry Sobel é convidado do papa Bento 16 para encontro ecumênico (Folha Online: 29/03/2007 - 20h11)
Sobel diz que não quis furtar e pede afastamento de congregação (Folha Online: 29/03/2007 - 20h25)
Rabino Henry Sobel pede afastamento (G1: 29/03/2007 - 20h11)

O rabino Sobel e o Brasil (Jaime Pinsky - Adital: 02/04/2007)

Marcadores:

Bookmark and Share

Biblical Studies Carnival XVI

Seleção dos melhores posts de março de 2007.

Feita por Brandon Wason em seu blog Novum Testamentum.

Marcadores:

Bookmark and Share

Domingo, Abril 01, 2007

Estudos sobre Ossuarios

Com esta estória do sepulcro da família de Jesus falou-se muito de ossuários. Mas não das leituras fundamentais que podem ser feitas... É assunto especializado, porém vá lá, vou citar apenas três obras indispensáveis, publicadas, respectivamente, em 1994, 2002 e 2003.

RAHMANI, L. Y. A Catalogue of Jewish Ossuaries: In the collections of the State of Israel. Jerusalem: Israel Antiquities Authority and The Israel Academy of Sciences and Humanities, 1994, ix + 307 p., with 135 plates. ISBN: 9-6540-6016-7

Mais do que um simples catálogo ilustrado, esta obra cobre cada aspecto do estudo dos ossuários usados nos sepultamentos judaicos a partir de 20 a.C.: terminologia, materiais, forma, trabalho artesanal, inscrições e sinais, motivos ornamentais, paralelos ornamentais e arquitetônicos, possíveis influências estrangeiras e a questão da relação entre os relicários cristãos e os ossuários judaicos. São quase 900 ossuários fotografados e catalogados, embora a obra não seja completa, pois há outros ossuários judaicos discutidos na literatura especializada que não aparecem neste catálogo. Contudo, esta é uma obra de consulta obrigatória para todos os especialistas que abordam este tema.

Far more than an illustrated catalogue, Rahmani's volume covers every aspect of the study of the ossuaries used in Jewish burial from around 20 BCE through the mid-third century CE: terminology, materials, form, the artisans and their work, inscriptions and marks, ornamentation and ornamental motifs, architectural and ornamental parallels, possible foreign influences, and the question of the possible relationship between the Christian reliquary and the Jewish ossuary.


ILAN, T. Lexicon of Jewish Names in Late Antiquity. Part 1: Palestine 300 B.C.E.-200 C.E. Tübingen: Mohr Siebeck, 2002, xxvi + 484 p. ISBN 3-1614-7646-8

Tal Ilan, Professora de Estudos Judaicos na Universidade Livre de Berlim, Alemanha, apresenta um léxico de nomes judaicos usados na Palestina entre 330 a.C., início do domínio grego, até 200 d.C., fim do período mishnaico. A autora traz em seu léxico nomes encontrados em fontes literárias, em inscrições e em papiros. Os nomes estão em hebraico, grego, latim, aramaico, copta, persa e várias outras línguas. Tal Ilan discute a origem dos nomes, explica sua etimologia, analisa a identidade das pessoas e a escolha do nome e ainda indica os nomes mais populares daquela época, entre outras coisas. A obra pode ser encontrada, além da Mohr Siebeck, na Amazon.com e na Eisenbrauns. Uma resenha da obra pode ser lida na Review of Biblical Literature. Foi escrita por Rivka B. Kern-Ulmer, da Bucknell University, Lewisburg, PA, e publicada em 8 de janeiro de 2005. A resenha termina com uma avaliação positiva da obra: "Above all, this book will replace the other available onomastica; it is an indispensable tool that enlightens the researcher in respect to Jewish names in the Land of Israel during the Hellenistic and Early Roman periods. The Lexicon of Jewish Names belongs in every Judaic research library".

In this lexicon Tal Ilan collects all the information on names of Jews in Palestine and the people who bore them between 330 BCE, a date which marks the Hellenistic conquest of Palestine, and 200 CE, the date usually assigned to the close of the mishnaic period, and the early Roman Empire. Thereby she includes names from literary sources as well as those found in epigraphic and papyrological documents. It is an onomasticon in as far as it is a collection of all the recorded names used by the Jews of Palestine in the above-mentioned period. Tal Ilan discusses the provenance of the names and explains them etymologically, given the many possible sources of influence for the names at that time. In addition she shows the division between the use of biblical names and the use of Greek and other foreign names. She analyzes the identity of the persons and the choice of name and points out the most popular names at the time.The lexicon is accompanied by a lengthy and comprehensive introduction that scrutinizes the main trends in name giving current at the time. It provides immediate information on all known persons of Jewish extraction from Palestine during the Hellenistic and Early Roman Period.


EVANS, C. A. Jesus and the Ossuaries: What Jewish Burial Practices Reveal About the Beginning of Christianity. Waco: Baylor University Press, 2003, 150 p. ISBN 0-9189-5488-6

Foi a partir da polêmica gerada pelo Ossuário de Tiago em 2002, que Craig A. Evans, Professor de Novo Testamento no Acadia Divinity College da Acadia University, em Wolfville, Nova Escócia, Canadá, escreveu este livro. Mas ele não vai tratar aqui da autenticidade ou não deste ossuário e de sua inscrição. Sua abordagem é sobre práticas judaicas de sepultamento e o que elas podem nos revelar sobre o mundo de Jesus, seu ensinamento e sobre sua própria morte, sepultamento e ressurreição. Por exemplo, o que Mt 8,21-22 quer dizer com: "Outro dos discípulos lhe disse: 'Senhor, permite-me ir primeiro enterrar meu pai'. Mas Jesus lhe respondeu: 'Segue-me e deixa que os mortos enterrem seus mortos'". Ou Jo 11,17, que diz: "Ao chegar, Jesus encontrou Lázaro já sepultado havia quatro dias". E mais: Jesus, ao morrer, terá sido retirado da cruz e enterrado, como dizem os evangelhos, ou teria seu corpo sido deixado para abutres e animais, como alguns especialistas sugerem? Estas e outras questões são o assunto deste livro.

A Introdução do livro está disponível online em formato pdf no site da Baylor University Press. Vale a pena a leitura, especialmente porque indica ao leitor, entre outras coisas, onde encontrar as fontes especializadas para o estudo de ossuários e práticas de sepultamento do judaísmo antigo. Mas tem mais: a terminologia usada nas práticas judaicas de sepultamento, em hebraico, aramaico, grego e latim, os formatos e funções das tumbas judaicas... Além disso, uma resenha da obra pode ser lida na Review of Biblical Literature. Escrita por Tobias Nicklas, da Universität Regensburg, Regensburg, Alemanha, foi publicada em 16 de abril de 2005. O resenhista termina assim: "... as I mentioned above, the value of the examples given is differing, and not each of them really allows us insight into the world of the New Testament or the historical Jesus. Indeed, the book is a valuable source for scholars who want to have an initial insight into Jewish burial practices or an overview of important ancient, mainly Jewish but also pagan and Christian, burial inscriptions". Quer dizer: o livro é bom, mas nem tanto!

The ossuary bearing the inscription "Jacob, son of Joseph, brother of Jesus," has generated a great deal of controversy since its announcement in 2002. In Jesus and the Ossuaries, Professor Evans takes no position with respect to the authenticity of this interesting inscription. Rather, he investigates Jewish burial practices and what they tell us about the world of Jesus, his teaching, and his own death, burial, and resurrection. What did Jesus mean when he told a would-be follower to "Let the dead bury their own dead"? Or, what was the significance of telling Jesus that Lazarus, his friend, had been dead for four days? Even more important, was Jesus himself taken down from the cross and given proper burial, or was his body left exposed to birds and animals, as a few scholars have recently suggested? These and other interesting questions are addressed in this book.

Para terminar, cito um trecho da Introdução do livro de Craig A. Evans, onde são mencionadas as fontes especializadas para o estudo de ossuários e práticas de sepultamento do judaísmo antigo:
The present study has been made possible by several important catalogues and studies. Foremost among these is Levi Yizhaq Rahmani’s A Catalogue of Jewish Ossuaries (1994a), which catalogues some 895 ossuaries, providing descriptions, photographic plates (of most), and facsimiles of inscriptions (which appear on about one quarter of the ossuaries). This tool is indispensable. However, it is not complete. There are other Jewish ossuaries discussed in the literature that do not appear in this catalogue. The older work by Erwin Ramsdell Goodenough, Jewish Symbols in the Greco-Roman Period, though dated, is still useful. The first three volumes of this thirteen-volume work are the most pertinent, with volume 1 (1953a) discussing archaeological evidence, including ossuaries and tombs, from Palestine, volume 2 (1953b) discussing archaeological evidence, including ossuaries, from the Diaspora (i.e., places where Jews lived outside the land of Israel), and volume 3 (1953c) exhibiting photographic plates of the artifacts discussed in volumes 1 and 2. Pau Figueras’s Decorated Jewish Ossuaries (1983) updates Goodenough’s classic at important points. For synthesis and interpretation Eric Meyers’s Jewish Ossuaries (1971) is the critical point of departure for the subject at hand. Other scholars in the field of Jewish ossuaries, tombs, and burial practices, who have made important and helpful contributions, include Nahman Avigad, Zvi Greenhut, Rachel Hachlili, Amos Kloner, and Ronny Reich. Frequent reference will be made to the excavation and study of the Beth She‘arim necropolis in Galilee. Volume 1, edited by Benjamin Mazar (1973), publishes the findings from catacombs 1–4, which includes some Hebrew and Aramaic inscriptions. Volume 2, edited by Moshe Schwabe and Baruch Lifshitz (1974), publishes the Greek inscriptions, and volume 3, edited by Nahman Avigad (1976), completes and summarizes the findings of all of the catacombs and tombs excavated. The finds at Dominus Flevit, at the Mount of Olives, Jerusalem, are also very important and are referred to many times (Bagatti and Milik 1958). The early collections of Jewish Palestinian inscriptions, collected and edited by Samuel Klein (1920) and Jean-Baptiste Frey (= CIJ), and Eleazar Lippa Sukenik’s pioneering works in archaeology, involving tombs, ossuaries, and ancient synagogues, are quite valuable. I might also mention that the finds and seminal studies by the great French archaeologist of the late nineteenth century, Charles Clermont-Ganneau, though dated, are still worth consulting (see Clermont-Ganneau 1873; 1878; 1899; as well as the pioneering studies of others, such as Hornstein 1900; Vincent 1902; Macalister 1908; Lidzbarski 1913; Gray 1914; Spoer 1914; Sukenik 1928; 1929; 1931a; 1932a; 1934b; Savignac 1929; and Maisler 1931). There are other important collections of primary texts that should be mentioned. The collection of Aramaic texts (literary and inscriptional) assembled by Joseph Fitzmyer and Daniel Harrington is invaluable (1978). The Jewish inscriptions of Greco-Roman Egypt catalogued by William Horbury and David Noy (1992), of Rome catalogued by Harry Leon (1995), and of the Diaspora in general catalogued by Pieter van der Horst (1991) were of great help. The published ostraca from Masada (= Mas), by Yigael Yadin and his many successors, were also of great help. And finally, Tal Ilan’s Lexicon of Jewish Names in Late Antiquity (2002) was enormously helpful.

Marcadores:

Bookmark and Share

Biblioblogueiro de abril de 2007: James Tabor

Brandon Wason, em Biblioblogs.com, entrevista James Tabor, autor de The Jesus Dynasty Blog, escolhido como o biblioblogueiro do mês de abril de 2007.

James D. Tabor, Professor do Departamento de Estudos Religiosos da Universidade da Carolina do Norte em Charlotte, USA, é Doutor em Estudos Bíblicos pela Universidade de Chicago, com ênfase nas áreas de Origens Cristãs e Judaísmo Antigo.

Entre outras coisas, Tabor é o autor de um polêmico livro sobre o Jesus Histórico, The Jesus Dynasty: The Hidden History of Jesus, His Royal Family, and the Birth of Christianity. New York: Simon & Schuster, 2006, 384 p. O livro foi traduzido para o português: A dinastia de Jesus: a história secreta das origens do cristianismo. Rio de Janeiro: Ediouro, 2006, 368 p. ISBN 8-5000-2030-X

Confira seu blog, onde há vários posts sobre a tumba de Talpiot. Ele é, no documentário, o principal assessor bíblico de Simcha Jacobovici. Está sempre ao seu lado, explicando ao telespectador várias questões arqueológicas e bíblicas.

Marcadores:

Bookmark and Share